O Que São os Registros Akáshicos?

O Que São os Registros Akáshicos?

“São as mais sensíveis e precisas formas de gravações universais, criadas naturalmente, pelo Núcleo Central Cósmico–Deus para poder mensurar cada partícula e suas ações e movimentos dentro da imensidão universal. Pois, de tão gigantesco e ao mesmo tempo tão multi-forme que é, que seria impossível a qualquer ser humano ou não, físico ou angelical deste ou de qualquer outro planeta, mesmo que possuísse o mais perfeito instrumento de aferição mental ou magnética, conseguir mensurá-las sem cometer erros ou injustiças.”Não cai uma folha de uma arvore sem que o Pai saiba”, já dizia o Grande Avatar. Consequentemente, ao se auto-criar (ver páginas 64 à 72, capitulo 24, do meu primeiro livro “O Que Os Extraterrestres Pensam E Esperam de Nós?” — capitulo denominado “De Onde Viemos, O Que Somos e Para Onde Vamos-Gênesis Moderna — Poema Cósmico- Sideral”).

“Em resumo, lá diz o seguinte: “Era o Nada Absoluto, por auto-deformação e espontânea geração, surgiu a Divina Consciência. Posteriormente, aglutinou-se Deus e surgiu o Núcleo Central Cósmico”. Esta é apenas a primeira estrofe desse poema, que, a meu ver, é um dos mais racionais, intrincados poemas que eu já canalizei em toda a minha vida! Deve ser lido do começo ao fim, por várias vezes até ser completamente entendido, compreendido, pois é, sem falsa modéstia, um marco racional sobre a origem de Deus e de Seu universo, o que vai demonstrar um deus verdadeiro, sem conotações religiosisticas e dogmáticas,e ainda, que nenhum ser humano deve temer a Deus, nem adorá-lo servilmente, mas sim, se entrosar com Ele* e suas Leis Naturais de Ação e Reação, de Causas e Efeitos, dentro dos preceitos de que cada um é Deus, mesmo como dizia o grande Avatar; “poderá fazer igual ou ainda mais que Ele*”.

“Portanto, os Registros Akháshicos são os mais autênticos e fiéis gravadores e ao mesmo tempo, arquivos multi-dimensionais à disposição dos seres humanos e de todas as coisas existentes ou por existir no universo, através do qual cada um poderá ter a certeza da exata aplicação de todas a Leis Universais, sem protecionismos, sem “pistolões”, sem politicagens, sem corrupção, e que no momento exato, nem antes nem depois, o que foi pensado, mesmo no mais recôndito do ser, ou nas ações mais subrepticias ou nas mais expostas ou claras, estará sendo, ou já foi, registrado e terá o retorno na dose e na velocidade exatas, nem um micro segundo a menos ou a mais. Dando plena garantias a todo ser completo, em avanço mental, físico ou spiritual, de que nada será esquecido, nada passará desapercebido da Justiça Maior — a Divina.

“Foram criados dentro da naturalidade e da automaticidade como tudo dento do Universo, que teve origem no Núcleo Central Cósmico! São como uma grande fita magnética universal, como um gigantesco DNA do Espirito Universal de Deus, assim como o DNA da genética física e o DNA do Espirito. Os três, Registros Akháshicos (DNA Universal), DNA Físico e DNA Espiritual correm sempre juntos, por vezes paralelamente, por vezes se entrelaçando entre si, mas nunca separadamente, nunca um na frente ou atrás do outro, quer seja, na passado, no presente ou no futuro, mas sim, no Eterno Presente, onde tudo é descortinado, sem barreiras de espécie alguma, para os Espíritos de Alta Estirpe e de escol. Posso afirmar, a despeito da estranheza que isto posso causar, nem mesmo Deus, O Núcleo Central Cósmico, poderá interferir ou apagar, pois foi Ele* mesmo quem construiu essa magnitude matemática e Ele* mesmo não aceitaria ou aceitará falhas nas Suas eternas concepções divinas, por isso, são divinas! Há mais um fator que corre paralelo ou entrelaçado com aqueles outros três, conquanto seja também invisível, mas, contundente ao extremo, que é o Tempo, indestrutível, implacável devorador de tudo o que há no Universo, talvez seja ele, o fator criado por Deus e que mais se aproxime de Deus, tendo merecido um capitulo específico no meu segundo livro “O DNA Do Espirito E Os Extraterrestres”, capitulo 24, página 207, “O Tempo — A Bactéria do Universo”.

~ Domingos Yezzi, 1 de junho de 2012

  • Aqui, onde a assexualidade de Deus e a sua onipresença e onisciência está em toda parte, fazemos referências à Deus como “Ele”, masculino, somente para acomodações linguísticas.

[box type=”info”]Translated Text: What Are the Akashic Records?[/box]

Vídeo Em Destaque:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s