Experiências de Quase-Morte (EQM)

Experiências de Quase-Morte (EQM)

Comentário de um leitor:

Um dos casos mais intrigantes de experiência fora-do-corpo ocorreu quando um homem, Al Sullivan, foi operado às pressas, após uma obstrução de uma de suas artérias coronárias. Sullivan foi anestesiado, porém durante a operação teve uma clara sensação de deixar seu corpo físico.

Al Sullivan relatou que durante a experiência viu três figuras humanas, além de um túnel de luz e a sensação de sair do corpo, o que corresponde aos casos de experiências de quase-morte (EQMs). A EQM ocorreu em 1988; dois anos depois ela é descrita pelo paciente que, ao dar detalhes sobre a cirurgia, acaba por descrever um comportamento peculiar do cardiologista, de movimentar os braços, o que pôde ser confirmado com entrevista posterior aos médicos e enfermeiros do hospital (1998). Atualmente, não há explicação neurocientífica para o caso. Ele, entre tantos outros, está fazendo os cientistas reverem seus conceitos a respeito da natureza da consciência humana, assim, o cérebro passa a ser visto como um receptor da consciência, e não mais como um produtor ou causador desta.

O caso está disponível neste vídeo:

Resposta:

Dentro de minhas longas experiências com projeção astral à longa distancia, pude constatar e também recebi explicações dos meus superiores, tanto extraterrenos (entidades desencarnadas) e extraterrestres, seres vivos de outros planetas, que essas experiências fora do corpo ocorridas em momentos cruciantes da vida, como cirurgias coronárias, e cerebrais e outras criticas, como ingestão de alta dose de entorpecentes, sejam drogas licitas (as astisias), e as ilícitas como LSD, cocaina, e outras pesadas, quando o paciente fica entre a vida e a morte, “seu duplo etérico” e seu perispírito, são por assim dizer, expulsos do corpo físico, momentaneamnete e, conscientemente e vêm tudo ao se redor, viajam para locais distantes e sempre avistam esse túnel que é o portal para a passagem entre o campo físico e o energético! Há milhares de casos assim no Brasil e em todo mundo. Só que a Ciência ainda não despertou para o lado espiritual e psíquico dos fatos e apenas registra em casos inexplicáveis.

Abraços,
DYezzi

Anúncios

2 comentários sobre “Experiências de Quase-Morte (EQM)

  1. Quero deixar este relato q não é meu nem da minha família ,mas de um sobrinho de uma grande amiga ,um jovem q infelizmente depois de uns 2 meses de sua EQM mais ou menos veio a falecer,ele estava com uns 23 anos e começou a ficar gravemente doente,,fez vários exames e foi diagnosticado com uma doença muito grave necessitando fazer uma arriscada cirurgia que segundo os médicos teria a duração de umas 8 horas pela complexidade do local e outros motivos,,,
    No dia marcado ,durante a cirurgia apos umas 5 horas mais ou menos de luta dos médicos pela vida dele ,perceberam q ele não estava mais respondendo e seu coração havia parado. ,fizeram tudo que podiam para ressuscita-lo porem foi em vão…assim sendo parara com os procedimentos cirúrgicos,,porem depois de alguns minutos perceberam q seus sinais vitais voltaram como num milagre e então deram continuidade a cirurgia q ainda durou mais algumas horas ,
    Agora vou contar o que o JOVEM q vou chamar de F contou a sua tia minha amiga em uma ligação do hospital a casa dela alguns dias depois da cirurgia, ele sendo evangélico estava muito confuso devido as suas crenças q aS pessoas q morrem ficam no pó da terra e somente no ultimo dia seria julgado, então ele não entendeu o q lhe aconteceu e buscou uma opinião de sua tia, minha amiga em quem ele confiava muito,, contando que em um certo momento da cirurgia ele se sentiu saindo de seu corpo e sentiu se como q flutuando acima dos médicos na sala de cirurgia, podendo ver assim os médicos tentando reanima lo varias vezes sem sucesso,viu suas fisionomias de pesar quando tiveram que o dar por perdido e viu tbem quando algum deles se afastaram da mesa e tiraram suas tocas ,luvas e se dirigiram a porta de saída, depois ele pensou em sua família e foi imediatamente levado não sabe como até sua avó que estava em outra cidade, ele a viu chorando muito e suplicando a DEUS Q NÃO LEVASSE SEU NETO,,,viu depois sua tia q estava em outra casa na mesma cidade de sua avo,, ela estava de joelhos e muito descontrolada chorava e suplicava pela vida dele,, e em seguida ele se sentiu atraído a voltar para o corpo dele q estava na sala de cirurgia,e foi onde muito surpresos os médicos continuaram a cirurgia que correu bem, porem depois de alguns meses ele em sua própria cidade faleceu mas com certeza deve estar em um lugar maravilhoso e com muita felicidade porque tinha uma alma de anjo,de fato., acho bem provável q F tenha voltado desta experiencia somente para relatar a e.q.m e assim confortar sua família mais tarde pela dor imensa de sua partida.

    Curtir

    1. Respondendo aos fato que foram expostos acima, eu acrescentaria, primeiramente uma correção na minha resposta anterior me drogas licitas, leia-se “anestesias” ou anestésicas, ou um pequeno erro de digitação.

      Em todos esses casos, que são reais para aqueles que os vivenciaram, eu diria que podem ocorrer para qualquer um em todos os quadrantes do mundo e desta forma, temos que prevenir ou ensinar aqueles que poderão passar pelas mesma situações no futuro: Caso alguém venha a passar pelas mesmas situações, deve, mesmo se encontrando “fora do corpo” manter a calma, “respirar fundo e lentamente” levando esse respirar para o físico que esteja inerte e ainda vivo à sua frente ou abaixo, ou ao lado ou distante. Ou seja, tentar fazer essa ligação respiratória entre os dois “corpos”, o físico e o energético “perispirito e “duplo-etérico” que são diferentes entre si, e tais diferenças, vocês encontrarão detalhadas em meus três livros, a fim de que sejam mantidas as correntes eletromagnéticas entre eles e não haja perda de energia e nem suscitem pânicos e desesperos naqueles que se encontrarem nessas situações. Mesmo que em alguns casos, elas sejam irreversíveis, por exemplo, em acidentes com veículos, quando o espírito é jogado abruptamente para fora de seu corpo que já se encontra sem vida, pois esta atitude permitirá que ele recobre a consciência espiritual de seus novo estado/status e possa ser ajudado pelos socorristas (médicos e enfermeiros espirituais/energéticos) que se aproximam imediatamente após ao acidente, que irão transportá-lo para os locais especiais de suas afinidades mentais espirituais. Portanto, lembro a todos, que ora se encontram saudáveis, que fiquem preparados para essas circunstâncias inóspitas e especiais.

      Há também os casos de “viagem astral” ou saída do corpo físico em estado de sono ou de vigília, quando o espírito inconsciente ou conscientemente deixa o corpo, atraído por alguma acontecimento fortuito ou para uma visita ou cumprimento de uma missão especial dentro de sua atual especialidade ou especialidade anterior em suas vidas passadas. Em todos os casos deve se manter calma absoluta controle total de seus impulsos emocionais e se deixar levar, pois, tanto o corpo físico quanto o corpo energético (perispirito), possuem cordões magnéticos à guisa de “garras energéticas” que têm por finalidade e responsabilidade prenderem-se um ao outro, distendendo-se por distancias quilométricas mundiais e até extraterrestres, que não se rompem e servem de “cabos magnéticos” pelos quais são transmitidas todas as sensações sentidas pelo perispirito, que agirá como ” reporter-de-campo” e fará as retransmissões à distancia, como se estivesse irradiando um fato que se passa à distancia, longe do corpo físico.

      Para efeito de maior compreensão por todos narro aqui um fato que ocorreu comigo quando era mais jovem:

      Eu já era naquele momento, presidente de um Centro Espírita, muito comum aqui em meu pais. Todos usávamos nossos uniformes brancos, os homens calça e camisa brancos e as mulheres, aventais e calções até os joelhos, brancos.

      Tanto o Centro Espírita quanto a família que vou mencionar ficavam em outro bairro além do rio da cidade, mais ou menos uns 15 quilômetros. Fui me deitar para dormir, já se passava da uma hora da manhã, quando, conscientemente me vi saindo fora do corpo e voando por sobre as casas e por sobre o rio, como um super-homem, diga-se de passagem que eu não conhecia ou ficava a casa dos envolvidos, membros da mesma família morando em ruas diferentes. Cheguei sobre a moradia de uma senhora negra que era uma das sensitivas do Centro Espírita, a avistei sobre sua cama tendo ao lado seu marido, ambos dormindo. Eu a sacudi até que ela despertasse e falei: Fulana, levante-se rapidamente, vista seu avental e vá depressa à casa de seus pais, pois seu pai está “tomado” por uma entidade negativa, está com um revolver na mão e vai querer matar sua mãe. A mulher acordou assustada, me viu, não fez perguntas, vestiu o avental e saiu. Conseguiu a tempo tirar o revolver das mãos de seu pai, que ali estava inconsciente e pronto para cometer um assassinato, induzido por outro ser negativo. Ele “despertou” e ambos voltaram a dormir, ela foi para casa dela.
      Na sessão seguinte, três dias após, à noite, ela veio agradecer-me chorando e ao mesmo tempo alegre, por ter a ajudado a salvar sua mãe. Eu retornei a meu corpo logo a seguir e dormi tranquilamente, me lembrando, depois, de cada detalhe ocorrido e coincidiram com cada palavra que a sensitiva narrou na frente de outros 20 casais sensitivos que iam participar da sessão.

      Assim, tenho outras dezenas de casos corridos comigo e que nada medida do possível relatarei nesta coluna. Mas, todos eles estarão mencionados no meu quarto livro.

      Abraços a todos,

      Autor:
      Domingos Yezzi::.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s