Um Pouco Sobre A Lei da Gravidade

NewtonOutro assunto controvertido é a Lei Gravitacional de Newton, que inclui a Lei da Inércia. Vou aqui tecer alguns comentários pois, para que se possa entender a Mecânica Celeste e como as astronaves voam é necessário pelo menos termos uma idéia, mesmo superficial dos postulados da Ciência e sobre aquilo que sou informado.

Discordo totalmente da lei de Newton que diz: “Toda massa atrai massa em relação inversa ao quadrado das distâncias” etc., isto porque utilizando-me do meu raciocínio lógico e simples eu digo que: “Matéria nunca atrai matéria”, seja ao “quadrado ou em relação inversa do “redondo” das distâncias”. Matéria é apenas o resultado da condensação da energia e como tal não possui propriedades de atração ou repulsão. Se Newton estivesse certo o sistema solar e o sistema atômico ( macro e microcósmico ) estariam em constantes desarmonizações e conturbações. Não haveria o equilíbrio orbital entre o Sol e os demais planetas e do núcleo e seus elétrons, os quais, em suas proporções diferem entre si em tamanho e massa.

A natureza no meu automatismo ou naturalidade é sábia e nos exemplos gritantes de um funcionamento natural e equilibrado. Vejamos por exemplo o Sistema Solar. O Sol que tem tamanho e massa superior aos demais doze planetas e não nove, que o circundam; (quanto aos três planetas ainda não descobertas falarei deles mais adiante) pela Lei de Newton, há muito tempo que teria atraído contra si os planetas gigantes como Júpiter, Saturno, Netuno e outros, que possuem tamanho e massa maiores que Mercúrio, Vênus, Terra, Marte que se situam em órbita solar antes deles, no entanto, aqueles planetas mesmo sendo maiores, mantém-se intocáveis em suas respectivas órbitas há milhões de anos!. Mas alguém “muito sábio” diria; – “é mas… e a Lei da Inércia?, e eu responderia, a Lei da Inércia nada tem a ver com a permanência dos planetas em suas órbitas.

A Ciência tenta basear-se nessa Lei quando lança seus foguetes “rebolantes” ao espaço fazendo uso parcial dessa Lei que não deixa de ser a energia cinética, porém, esses objetos tem tempo limitado ou reduzido tempo de permanência em órbita da terra e vez por outra assustam seus construtores (aprendizes de feiticeiros modernos) e despencam em suas cabeças como foi o famoso caso da estação orbital americana SKYLAB que, caiu na Austrália, colocando em perigo países, cidades e suas populações sobre ao quais passam antes de cair, por sorte, no mar.

Isto vem provar que a natureza não faz uso só da energia cinética ou da Lei da Inércia, há outros fatores, que conjugados, são mais importantes que o impulso e velocidade inerciais que apregoa essa Lei. Um desses fatores importantíssimos, é a polaridade magnética positiva e negativa, a luz, a atmosfera ou cinturão que se forma em torno de cada corpo dando-lhe um campo de força individualizado e que o mantém em sua órbita solar. Volto a afirmar, matéria não atrai matéria mas sim, as polaridades que a constituem é que se atraem e se repelem e lhes mantém o equilíbrio cinético na Espaço.

O mesmo se dá com os seres humanos (microcósmicos), atraem-se ou se repelem em virtude não simplesmente do seu tamanho ou massa, “chamado de atração física” ou material, porém, é devido as atrações ou repulsões magnéticas intrínsecas a cada um, cujo “quantum” vibratório lhes dá o teor áurico, as afinidades e desafinidades. A áurea magnética de cada indivíduo, a qual é produto das reações físico-químicas, como no interior do Sol, ou infra-atômicas, é que mantém os indivíduos em “torno das órbitas uns dos outros” que aliados aos sentidos como o amor, gostar, a beleza física, o conteúdo espiritual, o saber, e outros fatores, ou os repele inexoravelmente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s