As Imagens Impregnadas no Santo Sudário Revelando o Sofrimento de Jesus

O Santo Sudário, ou seja, o manto com o qual foi envolvido o corpo de Cristo já foi analisado por dezenas de especialistas e já existe variada literatura a respeito, por isso vou ater-me àquilo que é de desconhecimento público e mais particularmente ao que eu acho e ao que sou informado pelos seres extraterrestres, com a intenção única de acrescentar mais alguma coisa a tudo o que já foi dito e promover maior aprofundamento da massa naquilo que até o momento por não haver a abertura mental de todos os envolvidos no assunto.

A meu ver tanto a chamada Estrela de Belém que “andava” nos céus daquela região e indicara o caminho do local de nascimento de Jesus aos assim chamados Reis Magos, nada mais era que uma nave (volitor) do planeta Vênus, planeta de origem de Cristo, que, conforme analisarei no capítulo “O Martírio de Jesus de Nazaré”, chamava-se ele em Vênus, CRISTI-IEN, e era o Governador Geral daquele planeta, antes de traçar planos com os Engenheiros Siderais para sua missão aqui na Terra. Aquela nave trazia os principais mentores físicos e espirituais de Vênus que vinham acompanhando aquela missão muitos e muitos anos atras, e que, naquele momento, queriam se certificar do êxito da missão que se iniciava com o nascimento de Jesus. Após o nascimento do Mestre a nave retornou a seu planeta só voltando no dia exato da morte de Cristo na cruz e após ele ter sido colocado naquela tumba improvisada.

É claro, que durante toda a Sua vida, os venuzianos remetiam outras naves que o acompanham à distância e o instruíam no que era permitido. Porém, após Ele ter desencarnado e se materializado a alguns apóstolos e a outros, e seu corpo “ainda na tumba”, desaparecera misteriosamente, ficando apenas o manto que o envolvia. Esse manto sumiu por séculos vindo a reaparecer depois nas mãos da Igreja e só então após muitos mandos e desmandos foi permitido ser analisado por cientistas e especialistas.

Qual o mistério que envolve o Santo Sudário? Como foi possível um simples pano de linho cru registrar todo as marcas dos ferimentos feitos no corpo de Jesus e até seus contornos físicos? O que os extraterrestres explicam a respeito?

Primeiramente, devo dizer e o prezado leitor deve saber que a vinda de Cristo a Terra obedeceu uma antiga e meticulosa programação Cósmico Sideral que previa até os acontecimentos funestos incluindo a sua morte prematura, e até mesmo o comportamento das massas em relação à Ele e as coisas que ele dizia e fazia.

E, como todos sabem, inteligente como Ele era e assistido por Entidades elevadíssimas tinha que tomar cuidado no que dizia e fazia. Por isso, dizia quase tudo através de parábolas que obrigavam os que ouviam a refletirem sobre o que era dito que só atingia os que tinham afinidade com Ele, caso contrário, se ele tivesse dito tudo abertamente declarado, não chegaria vivo nem até a sua infância. Razão pela qual também, Jesus nada deixou escrito de seu próprio punho, a não ser o que Ele escrevera na areia da praia para que o mar logo em seguida o apagasse.

Como diz nosso Querido Amigo, a Entidade Espiritual Ramatis: “- Jesus preferia a confusão sobre o que Ele teria dito à confusão sobre o que Ele teria escrito”!

E é verdade, pois, se analisarmos bem é isso que vem ocorrendo desde a sua morte, ou seja, as religiões e seus religiosos vem se digladiando pelo que Ele teria dito, e nem sabem se foi Ele mesmo que o disse. Imagine o leitor se Ele tivesse deixado alguma coisa escrita! Seria um tal de exterminar o próximo porque Jesus escreveu, e, se Ele escreveu está escrito, não há o que relutar!

Assim também com o Santo Sudário, que apareceram seus “proprietários”…, mas que ainda não tomaram uma posição porque não está cientificamente provado. Até aí, Jesus e as Entidades que o acompanhavam foram geniais. Mas, estariam todos eles totalmente impotentes hoje em dia contra a ignorância humana e a idolatria caso seu corpo físico estivesse sobrado até nossos dias! Sim, porque pedaços da cruz onde Ele foi crucificado ainda são vendidas por aí como tendo propriedades curativas. E o corpo dele iria ser vendido aos pedaços como num açougue!

É o cúmulo da “santa ignorância”, mas o leitor sabe que não estou errado e nem as Entidades Superiores que assim pensavam e pensam…!. Então o que foi feito do corpo de Cristo?, que as duas Marias (Maria de Nazareth e Maria Madalena) não encontraram mais no dia seguinte em sua tumba?

Conforme sou informado, o magnetismo irradiado pelo Espírito de Jesus era poderosíssimo e maior ainda após Sua Morte, já deixaria suas marcas no Sudário assim que exalasse o último suspiro, porém, quando Ele foi sepultado, Seu Espírito não se encontrava mais ligado ao corpo a não ser por pequenos filamentos que permitissem que Ele os usasse para obtenção do fluido ectoplasmático para poder materializar-se logo em seguida para alguns súditos e ao mesmo tempo mostrasse os efeitos de uma possível ressurreição. Mas, todo Espírito Elevado sabe que não precisa e não pode levar a sua matéria para o Mundo Transcendental Elevado, Sua Nova Morada ou permanecer por lá com ela, pois é a Lei Cósmico Sideral que coloca cada coisa em seu devido lugar ou patamar. Logo, matéria fica no material, espírito fica no espiritual, e com Jesus não seria diferente! Ele dizia “- Eu não vim para mudar a Lei mas sim para cumpri-la”. Qual seria a Lei? Todas as Leis. As leis dos homens de sua época, as da natureza e principalmente as Leis Cósmico Siderais, sem contar as leis físico espirituais. Enfim, todos as Leis do Universo.

E aí, o que foi feito do Corpo de Jesus? E aquelas marcas?

O corpo de Jesus foi literalmente pulverizado, desintegrado através de raios pulverizadores controlados de dentro daquela nave venusiana, da nave de seu planeta de origem que o acompanhava desde o seu nascimento. Essa pulverização controlada já é conseguida em nossos dias através do raio laser que é regulado para desintegrar partículas no corpo físico tais como coágulos, colesterol nas artérias venosas e na industria para perfuração de peças e etc. Com Jesus, foi regulada a radiação para apenas desintegrar o seu Corpo e não ao sudário que não lhe pertencia. O Seu Corpo lhe pertencia e Ele e as Entidades que o assistiam podiam destruí-lo para que o mesmo não se tornasse peça principal de disputa entre as facções do Bem e do Mal, como até hoje vem sendo feito com o chamado Santo Graal, ou cálice que ele usou na santa Ceia! Desta forma Ele deixava ao “homem o que é do homem”, ou seja, o sudário que lhe fora emprestado para seu sepultamento provisório.

E as marcas são resultado das radiações que exalaram de dentro para fora do sudário enquanto o corpo era pulverizado.

Voltem aos nossos dias. O que faz a chamada bomba de neutrons? Ela destroi apenas o corpo físico, ele desintegra o que tem carne e não destroi armas, munições, casa, veículos etc. Ela foi inventada para destruição dos soldados inimigos e da população e não das cidades. Por que? porque a facção que ganha a guerra é obrigada, para sua própria comodidade a reconstruir as distorções que causou e não é obrigada a dar vida a quem ela matou!. Coisas do ser humano da Terra, naturalmente.

E por que os seres extraterrestres não poderiam mais engenhosamente e inteligentemente destruir aquilo que seria o estopim de uma acirrada guerra entre o Bem e o Mal, bem mais avassaladora do que a que há milênios vem sendo travada entre essas duas facções Universais, o Corpo de Jesus?…

S.P. 13/11/95 às 22:59h

Anúncios

2 comentários sobre “As Imagens Impregnadas no Santo Sudário Revelando o Sofrimento de Jesus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s