A Entidade “Pomba Gira”

Por longos anos vim estudando o comportamento de determinadas entidades e suas influências sobre os seres humanos, no caso da entidade denominada de “Pomba Gira”, na Umbanda e no Candomblé e bem como nas correntes negativas como na quimbanda. Posso dizer que são entidades arraigadas ao sexo e tudo o que provém de suas funções e disfunções. São entidades cujo teor vibratório, cuja sintonia com as aberrações e induções sexuais, são muito fortes e profundas. São como os Elementais da Natureza que cada um é ligado ao meio em que brotou e nesse meio, seja a água, mar ou rio, cachoeira, mata, ar, fogo, animais, minerais e outros, possuem o poder de manipular, unir, aglutinar, harmonizar, desarmonizar, construir ou destruir.

No caso específico dessas entidades “Pomba Gira” que são incumbidas dessas funções ligadas ao sexo das mulheres, não se trata de um elemental mas sim de espíritos desencarnados, femininos, cujo karma espiritual e cujo desencarne ocorreu por desapontamentos sentimentais dolorosos nas suas últimas reencarnações na Terra, na maioria deles, tendo perdido a vida na prática do sexo ilícito, ou tendo sido assassinadas nos momentos do exercício sexual, ex-mundanas que sem ter outra escolha e tendo aquela afinidade no Astral formam-se em agrupamentos afins com o firme propósito da vingança sobre seus algozes agora reencarnados como mulheres ou como homens ou ainda como homoxessuais masculinos ou femininos. São atraídos por grupos de magia ou de “religiosos” das religiões ou seitas afro-brasileiras, no caso do Brasil, para agirem dentro do campo de sua atuação, que é a função sexual, através de paixão ou do amor forçado, para aumentar a atração sexual entre casais antagônicos que nunca se imaginariam juntos, ou destruir em nome de outros a atração natural entre casais normais que se amam. São “comprados”, através de presentes e oferendas além de satisfazerem sua índole vingativa e se satisfazerem também sexualmente. Muitas e muitas vezes perseguem seus algozes durante várias vidas sempre tentando saciar sua sede de vingança levando-os a cometerem os piores desatinos e aberrações sexuais, transformando-os também por sua vez em outras “Pombas Giras” ou “Exús”, que são os mesmos tipos de entidades ligadas ao masculino.

Essas entidades agem sorrateiramente freqüentando locais de baixo astral, quartos de motéis, dancing, locais de vícios e orgias, onde se bebe e se adentra aos caminhos sem volta das drogas. A mulher ou homem, ou os homossexuais de pensamento em afinidade com essas entidades, são impelidas e compungidas a fazer sexo nas piores situações e contra as suas índoles pois são semi tomadas à distância e mais ainda no momento do ato sexual, e aí passam a se comportar como se fossem outra pessoa, fugindo dos seus critérios habituais, atraindo para si e, principalmente, para as partes genitais as piores doenças provocadas por protozoários (outras entidades disformes) que se imantam sobre aquelas partes e sobre a pessoa, intoxicando-a e ao seu perispírito, também pelos “miasmas”, ou seja, bactérias que ficam no ar e no astral produzidas pelas pessoas envolvidas. Nestes casos, se for uma pessoa que possui família que está em casa e nada tem a ver com o que aquelas pessoas fazem fora do lar, são “contaminadas” também indiretamente, surgindo daí doenças, mal estares e desarmonias inexplicáveis, no meio científico.

Portanto, não vai aqui qualquer intenção de semearmos um falso puritanismo ou conservadorismo fora de propósito, mas sim, alertarmos para o que tecnicamente ocorre.

Imaginemos pois, dentro do contexto já explicado, que, se os “miasmas” e “Protozoários” permanecem nos locais de baixo astral, penetrando ou interpenetrando a tudo e a todos os locais, tais como motéis, bares, “dancings” e outros antros de meretrício, são contaminadas astralmente e depois ingeridas pelos freqüentadores inadvertidos.

Portanto, não estamos aqui, contra isto ou aquilo, nada temos contra essas entidades, as quais dentro do contexto universal fazem o seu papel e, muitas vezes, são “utilizadas” por outras entidades com finalidade de fazerem renascer espíritos que nunca seriam aceitos por uma mãe normal. Veja-se o gigantesco número de mães solteiras existentes no mundo e a enorme quantidade de menores jogados pela ruas, na maior parte, frutos de nascimentos forçados ou forjados por essas entidades. Isto não significa que todas as crianças nascidas de encontros fortuitos ou casuais seriam espíritos que não nasceriam se não fossem usados esses métodos astrais, apenas, tiveram que nascer assim e só poderiam vir ao mundo através da concorrência ou ajuda daqueles pais e que foram “ajudados “ por essas entidades vingativas e zombeteiras. Mas, nestes casos, as seqüelas kármicas recaem mais sobre a mãe-solteira que tem que carregar em seu ventre aquela criança indesejável ou inesperada para aquele momento, e mantê-la sob sua guarda e manutenção, às vezes na pior situação de vida e na penúria total, enquanto o pai inescrupuloso retorna a seu “lar doce lar’ se for casado, ou desaparece no mundo sem deixar vestígios. Se for solteiro, pouco se importando com o que vai acontecer com aquela mãe infeliz e com o destino daquela criança que fez nascer.

O mesmo acontece com aquela entidade, que se diverte no astral presenciando a desgraça ou o desconforto em que colocou ou provocou para aquela mãezinha que vai ter que fazer das tripas coração para assumir sozinha o seu novo filho. Muitas não suportam o peso, doam ou vendem seus filhos e no auge do desespero cometem suicídio indo parar ao lado da entidade vingativa que, por sua vez se compras, se regala de satisfação em ver sua vingança concretizada e ter sua ex-algoz agora ao seu lado como mais uma “Pomba Gira”.

Essas entidades também tem muita força sobre outras “Pombas Giras” reencarnadas e que vem ao mundo para servirem de instrumento de discórdia e desarmonia entre lares e seres humanos honestos e que gostariam de passar por esses terríveis momentos.

O importante é afastar essas entidades através de trabalhos e orações especiais que as levem para tratamentos espirituais e emitir-lhes muita luz, pois quem está iluminado não pode e nem quer fazer mal a ninguém.

Seria conveniente, doravante, que os proprietários e freqüentadores desse locais se preocupassem com a limpeza Prévia do Astral e das instalações ambientais para pelo menos não permitirem essas contaminações. “Porém, sei que isto é uma utopia, ou seja, jamais será feito pois esses ambientes só dão lucro se forem quanto mais ruim, melhor”.

Outro detalhe que observei e observo e pode ser notado por qualquer pessoa, é que as mulheres que tem afinidade com essa entidade ou que sejam “Pombas Giras” reencarnadas tem predileção pelo uso das cores vermelho e preto. Vai desde o batom, as roupas íntimas, as coisas que escolhem e o ambiente que freqüentam. Portanto, o carmim (vermelho vivo), o preto é uma indicação vulgar dessas entidades e as coloca em sintonia direta com as energias negativas e maléficas. E as “médiuns” usadas por estas entidades afeitas a luxúria e ao esplendor da vaidade, vivem pintando as unhas, repintando-as, quase que diariamente e vivem diuturnamente frente ao espelho a se contemplarem. Na verdade, é a Entidade Pomba Gira que se regala com tudo isto e absorve os fluídos que exalam dessas condutas da fraqueza feminina.

Alguém perguntará: Então temos que abolir esses costumes de nossa sociedade? Respondemos que: devemos procurar não entrar em contato com essas energias, consequentemente, o uso de cores mais suaves e tons mais claros é recomendável. “- Diz-me com quem tu andas que eu te direi quem és”- diz um ditado e neste caso dizemos: mostre-nos as cores e costumes de tua preferência que te diremos quem és e quem te acompanha no astral. É claro que, tudo está na intenção, no propósito de quem usa e faz, porém, o inconsciente humano é sugestionado, é insuflado pelas radiações magnéticas que essas entidades impregnam sobre a mente, que por sua vez induz o cérebro e que por sua vez, também, impele essas pessoas a buscarem as cores e músicas que também transmitem cores, as quais, as colocam em sintonia ente si, ou seja, pessoas com as entidades e entre as pessoas da mesma afinidade, mesmo gosto e comportamento baixo astral.

No momento de transição que o mundo e a humanidade atravessam e a busca desses conhecimentos até agora guardados em segredo pelas Altas Entidades e pelos Sábios se torna mais ávida, mais insistente, achamos que é chegada a hora de algumas providencias serem tomadas para elucidação da grande massa e das entidades que agem soturnamente, ou seja, sorrateiramente, pensando que jamais serão descobertas e punidas.

Agora se aproxima a hora da verdade e, como dizia o Mestre dos Mestres: a hora da separação do joio do trigo, e para aquele que não estiver com sua vibração elevada a um ponto que não seja atingido pelas vibrações negativas que Sidérius, o planeta gigantesco que se aproxima, emite a longa distância.

Ninguém vai conseguir esconder seu grau de negatividade atras de uma boa aparência, ou atras da sua riqueza que não comprará mais nada, nem se esconderá por trás de falsas palavras ou de atos interesseiros. Ele será sugado de conformidade com esse grau de negatividade, e que hoje está aumentando sobre pessoas a olhos vistos sem que elas saibam o porque e nem como fazerem para se livrarem desse círculo vicioso que as carrega para a colheita obrigatória do que semearam, entre esse círculo vicioso se encontra a atuação, a obsessão sobre as pessoas por parte desse tipo de entidade perniciosa que não se dá conta do mal que causa à sociedade e a ela própria. O nosso papel aqui é apenas o de alertar, sem qualquer pretensão de querer endireitar o mundo, cabe a cada um prestar contas de seus atos e assumir, queira ou não queira, suas responsabilidades. É nosso dever transmitir conhecimentos, nada mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s