Relatos de Ink – Engenheiro Astrônomo do Planeta Ága e A Nave de Dornete

Incluindo A Nave de Dornete do Planeta Kiont

24/10/67

Ata sobre os relatos de Ink do planeta Ága

Nesta noite aconteceu o que durante vários dias esperávamos, mas que mesmo assim nos surpreendeu pela maneira como ocorreu.

Há vários dias, durante alguns dos nossos trabalhos vínhamos tentando, com a ajuda dos nossos mentores e com a ajuda dos amigos de outros planetas, captar o planeta Metálico que fica entre Saturno e Urano. Planeta estranho onde seres possuem a pele parecendo ser metálica; planeta que completaria para nós o circulo dos 12 planetas que realmente existem em torno do Sol formando o nosso sistema solar.

Durante a noite quando íamos dormir ou mesmo quando já estávamos em pleno sono acordávamos com a sensação da presença de vibrações estranhas ao nosso lado. Inclusive o meu físico e principalmente o físico de minha esposa passavam por descompassos de circulação, pulsações diferentes e o coração disparava, etc. Sabíamos que aquilo se tratava de algum ser fora do nosso sistema solar que estava tentando por-se em contato conosco ou era algum ser do planeta Metálico que se aproximava de nós e examinava nossos organismos durante a noite para uma futura comunicação. Entre as duas idéias optávamos pela segunda, já que vínhamos tentando mentalmente os nossos trabalhos sentíamos a presença de um ser estranho ao nosso lado.

Difícil se torna para nós explicar essa sensação. Mas, pela prática que já temos em vista de termos nos comunicado com quase 50 tipos de seres diferentes um do outro e de planetas ainda mais diferentes e estranhos, nos quais para o homem terrestre, jamais deveria haver vida, pois a ignorância deste homem ainda está limitada dentro de seu coração e do seu cérebro e ainda, por aparelhamentos de ótica, já ultrapassados para os seres de outros planetas, e que coloca sobre suas vistas para poder descobrir alguma coisa e o que descobre é que somente na Terra pode haver vida! o que ainda ele não descobriu no Universo ou que talvez não deseje que isto aconteça é que ele o homem-terra é o mais ignorante e mais agressivo ser do sistema solar. Mas, mudará o seu modo de pensar a medida que inventar novos e mais possantes aparelhos e for descobrindo os outros planeta s e as naves interplanetárias que circulam fora de nossa atmosfera com seus maravilhosos navegantes, aí então compreenderá o que hoje estamos expondo com muita antecedência à ele. Desta forma, é muito difícil para nós, expor ao homem de hoje, incrédulo de tudo e de todos, a sensação pela qual passamos a conhecer um novo ser do Cosmo. É um corpo estranho com pulsações diferentes e temperatura variando para a mais alta e para a mais baixa do que a nossa.

Na maior parte destas aproximações, nas primeiras vezes, há um descontrole total de nosso organismo, nas correntes magnéticas de nosso físico, na pulsação e na temperatura. Há momentos, e conforme o ser que se aproxima, que as sensações não são agradáveis nem um pouco. Isto não que dizer que nos sejam prejudiciais tais aproximações, são apenas desconsertantes e nos deixavam um pouco atônitos a princípio.

Quando isto nos aconteceu pela primeira vez há uns trinta anos, pensamos que íamos morrer e que deveríamos chamar o médico em plena noite. Mas, enquanto isso acontecia nosso cérebro e nossa mente e ainda nosso espírito iam recebendo respectivamente as pulsações magnéticas do ser que se aproximava e nossa intuição nos dizia que não era nada de mal e que um novo amigo queria conversar conosco!. E assim foi sendo feito, e hoje, já estamos acostumados, eu e minha esposa, e nada mais nos deixa preocupados. Nossa única preocupação agora, é fazer estes relatos chegarem às mãos da humanidade terrena e poder ser-lhe útil em alguma coisa.

Naquela noite deu-se a conclusão da aproximação tão esperada. Eu não me encontrava em casa. estava freqüentando o curso computador eletrônico, quando em casa minha esposa recebia telepaticamente mensagem daquele ser maravilhoso do planeta metálico. Quando cheguei em casa encontrei a mensagem escrita com caracteres próprios, explicando tudo sobre as transformações que se darão em nosso Sistema Solar, bem como, o nome do planeta em sua própria linguagem e nome do ser que nos mandava a mensagem.

Pela primeira vez em todo este tempo em que nós nos comunicamos com esses seres, recebemos uma informação mais categórica sobre como ficará o nosso sistema solar após as transformações que o dividirá em dois sistemas tendo Júpiter como o Sol do futuro segundo sistema solar a ser formado. Nos revelou também quais os planetas que permanecerão ao redor do atual Sol e quais os que acompanharão Júpiter e qual o grau de evolução total no qual se encontram atualmente, e em que grau se encontrarão após as modificações e ainda qual será a situação dos habitantes dos planetas que sofrerão mais diretamente os efeitos das transformações que serão provocadas por um gigantesco astro errante que se infiltrará em nosso Sistema e que será avistado lá por meados de 1997 a 1999, quando sua luz se ascenderá e jogará para outras órbitas o nosso Sol e os doze planetas que o acompanham atualmente. Pela primeira vez em toda a história da humanidade terrestre foram feitas tais revelações, inclusive revelações que vem de encontro com as mensagens bíblicas de Cristo quando nos diz que serão separados o trigo do joio ou os da direita e os da esquerda do Cristo.

Aqui nesta mensagem por nós recebida, os da “direita” são representados como sendo os “positivos” com o sinal (+) e os da esquerda, “negativos” com o sinal (-). Pelo que nos foi exposto anteriormente, e agora mais categoricamente, haverá muito sofrimento negativos de ambos os planetas reiniciarão seu progresso individual na “Idade da Pedra” em Plutão que será arrasado e sua civilização quase que totalmente extinguida. Suas maravilhosas cidades serão completamente destruídas, assim como o foram Sodoma-Gomôrra, Atlântida, Lemúria, Pompéia e outras, na Terra. Neste momento pensamos em nosso velho amigo Glonk e em seu povo e pedimos a Deus que como sempre poupe os que não merecem sofrer!

O nome do planeta metálico em sua linguagem é ÁGA e doravante, ao mencionarmos aquele planeta o faremos pelo seu próprio nome. O ser que nos enviou tão maravilhosa e categórica mensagem chamou-se INK habitante de ÁGA.

Relatos de Ínk do Planeta Ága (Figura 22)
Relatos de Ínk do Planeta Ága (Figura 22)
Relatos de Ínk do Planeta Ága (Figura 23)
Relatos de Ínk do Planeta Ága (Figura 23)
Relatos de Ínk do Planeta Ága (Figura 24)
Relatos de Ínk do Planeta Ága (Figura 24)

INK adotou uma circunferência para determinar o grau de evolução total de um planeta, ou seja, o Símbolo de um planeta que atingirá o grau máximo de evolução será ema circunferência fechada em seus 360º graus. Um planeta à medida que vai evoluindo, vai galgando os graus de circunferência e vai fechando o círculo até completá-lo.

Procuraremos reproduzir aqui com a máxima fidelidade de traços, inclusive sobre os caracteres da escrita empregada por Ink e desconhecida totalmente por nós. Mesmo assim conservaremos o original do qual faremos um fac-símile quando da publicação do original.

Nenhuma informação nos foi dada por Ink sobre seu próprio planeta, mas sabemos que o fará brevemente ai então faremos muitas perguntas a ele!

Ink desenhou primeiramente seu planeta Ága fazendo um cone sair da esfera e com duas ramificações uma apontando o nome do planeta  e  outra  apontando  o  seu nome;  como  querendo   dizer que aqueles dois nomes pertenciam aquela esfera ou que aquela esfera deu origem aqueles dois nomes. tentaremos reproduzir abaixo.

Desenho de Ínk do seu planeta Ága (Figura 25)
Desenho reproduzido de Ínk do seu planeta Ága (Figura 25)

 

Ínk desenhou os doze planetas de nosso sistema solar, sem contudo fazer as proporções de cada um, simplesmente desenhou-os em tamanho único.

Desenho de Ínk do Sistema Solar (Figura 26)
Desenho reproduzido de Ínk do Sistema Solar (Figura 26)

A ordem de seqüência demonstrada acima, é exatamente como ficam dispostos os planetas no Cosmos. Após desenhou ao centro da folha o nosso Sol.

Desenho de Ínk do Sol (Figura 27)
Desenho de Ínk do Sol (Figura 27)

 

Determinou ao lado das demonstrações o sinal característico em sua língua com que designou o sol.

Desenho de Ínk de Sua Línguagem Simbólica do Sol (Figura 28)
Desenho de Ínk de Sua Línguagem Simbólica do Sol (Figura 28)

Determinou cada planeta na mesma ordem de seqüência acima com seu sinal característico que tentamos reproduzir aqui (vide Figura 11).

Depois fez uma espetacular demonstração da futura divisão de nosso sistema solar, ou seja, para deixarmos mais clara; INK demonstrou  que o nosso  sistema solar vai  ser dividido em dois  até  o final deste século e que o planeta Júpiter pelo seu volume  tamanho se transformará num outro sol e comandará o seu sistema. Demonstrou quais os planetas que seguirão com Júpiter e quais os que permanecerão com o atual sol e foi a seguinte disposição que foi feita.

Júpiter terá ao seu redor seis planetas que são: Osmem. Marte, Vênus, Mercúrio, Terra e Plutão, na ordem que foram demonstrada por Ink, e também na mesma ordem, o atual Sol terá ao seu redor cinco planetas que são: Netuno, Ága, Saturno, Urano e Fesp .

E os gráficos feitos foram os acima que tentamos reproduzir para dar uma pálida idéia (vide Figura 12).

Após a demonstração feita por INK, ele prosseguiu noutra fantástica demonstração da famosa separação bíblica (para nós) do “joio do trigo”  que nada mais é do que atração de semelhantes por semelhantes, ou a separação dos negativos dos positivos, permanecendo nos planetas evoluídos somente os positivos. Os negativos serão transladados espiritualmente, para os planetas a caminho da evolução.

Com a demonstração categórica feita por INK, concluímos facilmente que, no momento da chegada do Astro intruso “Sidérius” haverão tremendas transformações no sistema solar. Todos os planetas girarão noutras órbitas diferentes das atuais e divididos em dois sistemas solares. Nessa mesma ocasião, nos planetas onde ainda existem os negativos ou os “da esquerda”, haverão grandes catástrofes telúricas com a morte de milhões de seres, no momento dessas catástrofes tais como, a verticalização do eixo planetário, inundações de continentes inteiros, calor intenso vindo de dois sois ao mesmo tempo, o atual sol e o Astro intruso” Sidérius” que se ascenderá ao entrar em contato com nosso sistema, terremotos, maremotos, queda de grandes meteoros dentro do solo planetário, transferência de satélites naturais de um planeta a outro, como por exemplo, um satélite de Marte que virá para a Terra, a Lua que será um planeta, (e que não foi mencionado por Ink mas que perguntaremos na próxima vez) a ativação de glândulas, ou do sistema endócrino dos habitantes, bem como de todos os baixos instintos, etc., etc., ficarão determinados automaticamente os negativos e os positivos, ou ainda os “da direita e os da esquerda” e haverá a transladação de todos similares  para planetas similares correspondente a evolução ou a involução de cada ser. Conforme cálculos previamente feitos por Ink é na seguinte disposição que serão feitas as mutações dos seres.

Os seres negativos da Terra seguirão para Plutão que será quase totalmente destruído, começando estes seres quase que pela idade da pedra novamente.

Os seres negativos de Plutão permanecerão no próprio planeta e juntar-se-ão com negativos terrestres e juntos reiniciarão sua caminhada a evolução.

Os Seres negativos de Fesp também permanecerão no seu próprio planeta.

Seres negativos só existem na Terra, Plutão e Fesp, este último, está no início de sua civilização e portanto só possui seres negativos, no sentido de serem belicosos.

Os seres positivos da Terra seguirão para Vênus e Marte conforme sua disposição.

Os seres positivos de Plutão seguirão para a Terra.

Os seres positivos de Mercúrio (só há positivos) seguirão para Vênus ou Marte ou permanecerão em Mercúrio.

Os seres de Vênus seguirão para Júpiter ou permanecerão em Vênus.

Os seres de Marte seguirão para Júpiter ou permanecerão em Marte.

Os demais planetas, Júpiter, Saturno, Ága, Urano, Oswen, Netuno, permanecerão com seus  seres, mais evoluídos após as modificações, logicamente.

O gráfico feito por INK sobre as mutações interplanetárias foi mais ou menos o seguinte: (Vide Figuras 17 e 18).

Desenho de Ínk das Mutações Planetárias (Figura 29)
Desenho de Ínk das Mutações Planetárias (Figura 29)

 

Desenho de Ínk das Mutações Planetárias (Figura 30)
Desenho reproduzido de Ínk das Mutações Planetárias (Figura 30)

Após o gráfico acima, INK demonstrou em novo gráfico simbolizando o grau total de evolução de um planeta com uma circunferência fechada, e a medida que o planeta vai evoluindo, vai galgando os graus da circunferência e fechando-a gradativamente como veremos na demonstração abaixo, na situação atual dos planetas e na situação previamente calculado por Ink na situação evolutiva dos planetas após as modificações deste fim de século.

Como veremos:

Desenho de Ínk da Evolução Planetária (Figura 31)
Desenho de Ínk da Evolução Planetária (Figura 31)

 

Situação Atual da Evolução dos Planetas do Nosso Sistema Solar

Desenho de Ínk da Situação Atual da Evolução dos Planetas do Nosso Sistema Solar (Figura 32)
Desenho reproduzido de Ínk da Situação Atual da Evolução dos Planetas do Nosso Sistema Solar (Figura 32)

Situação Posterior da Evolução dos Planetas do Nosso Sistema Solar, Aos Acontecimentos do Fim do Século

Desenho de Ínk da Situação Posterior da Evolução dos Planetas do Nosso Sistema Solar, Aos Acontecimentos do Fim do Século (Figura 33)
Desenho reproduzido de Ínk da Situação Posterior da Evolução dos Planetas do Nosso Sistema Solar, Aos Acontecimentos do Fim do Século (Figura 33)

 

Após ter deixado estas estupendas revelações aos terrestres, Ink retirou-se sem escrever mais nada.

Esperamos que no próximo trabalho possamos dialogar com ele e conhece-lo melhor bem como seu povo e seu planeta.

24/10/67

Nave Dornete do Planeta Kiont (Figura 34)
Nave Dornete do Planeta Kiont (Figura 34)

Desenho de Ínk da Situação Posterior da Evolução dos Planetas do Nosso Sistema Solar, Aos Acontecimentos do Fim do Século (Figura 33)

Anúncios

Um comentário sobre “Relatos de Ink – Engenheiro Astrônomo do Planeta Ága e A Nave de Dornete

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s