Os Seres Extraterrestres – Processo de Clonagem do Ser Humano

Tanto se tem falado, ultimamente, desse processo científico da clonagem, ou simplesmente “clone” ou em inglês “cloning”, que consiste na extração de uma célula de um ser humano e com ela fazer uma cópia idêntica desse ser humano ou duplicações ou quantas cópias forem necessárias, tentando-se assim uma reprodução artificial sem o uso da procriação natural sexuada, o que daria a possibilidade de um total controle da formação de novas raças humanas através da Engenharia Genética que teria total domínio sobre qual biótipo humano deveria nascer ou não nascer de acordo com as necessidades do momento, o que traria um avanço muito grande no domínio da genética colocando os seres humanos futuros a mercê daqueles que teriam o domínio do poder sobre a face da Terra. Podendo-se supor a programação de comunidades inteiras de Médicos, de Lavradores, de Cientistas, de Professores, de Músicos, de Serviçais (estes sempre em maior número, é claro), quem sabe até de políticos bons, de corruptos, de assassinos, de soldados, de mulheres, enfim, de todos os tipos que o Comando Geral programasse.

Justamente, esse tipo de pensamento é que está apavorando as autoridades eclesiásticas, as demais autoridades em geral do momento, e a massa da população mundial. Há muito mais opiniões contra do que a favor do sistema de clonagem. O apavoramento é geral, com receio de poder-se perder o controle do domínio da genética e a abolição do ato sexual, natural da procriação, dado ao ser humano pela Natureza ou Deus.

Qual seria a minha opinião e a dos seres extraterrestres com os quais mantenho contato a respeito desse assunto agora em moda? O que há de perigo e de benefício no sistema de clonagem? Antes de mais nada devo dizer que o que se fez até agora não se trata de clonagem pura e simples, a qual seria retirar-se uma célula de um doador humano e num laboratório duplicar-se por meios artificiais formando-se quantas cópias se quisesse de um outro ser humano sem o contato ou o concurso do homem ou da mulher. A isto eu chamaria de processo de clonagem pura. Enquanto o que se está fazendo é uma cópia que tem que ser gerada dentro de um útero materno. Então a isto eu chamo de processo de semi-clonagem.

Para os religiosos em geral qualquer um dos processos seria uma blasfêmia, uma heresia, uma obra do demônio. Porém, especificamente para os espíritas seria uma quebra das normas tradicionais e bíblicas do processo de procriação ditados pelos preceitos divinos.

Para mim, espiritualista e universalista pluralista, seria a coisa mais normal do mundo e posso transmitir aqui o que os extraterrestres pensam. Eles dizem-me que em qualquer um dos processos deverá haver o concurso e a vênia dos Engenheiros Recarnacionistas. Não há nascimento sem que haja uma entidade espiritual reencarnante, pensante, que por necessidade de nascimento ou não, deve concordar em ter que reencarnar e poder escolher o seu “meridiano genético” que mais se coadune com o seu conteúdo perispiritual para que ela, a entidade, não sofra solução de continuidade, pois o novo corpo deve “caber” ou comportar o conteúdo que o espírito reencarnente carrega sobre ou dentro de sua psique, caso contrário teríamos um benemérito pastor ou super-benemérito cientista nascerem num meridiano genético de um criminoso, de um crápula qualquer e assim por diante, bem como poderia se dar o contrário, ou seja, um criminoso nascer no meridiano genético de um cientista, vindo a causar distúrbios genéticos e condutas futuras degenerativas sem conta, nas gerações subsequentes.

O exemplo que eu dei anteriormente, comparado com a música, acho que a ciência deveria pensar sobre ele e levá-lo em conta, ou seja: Eu considero o gene como um instrumento musical, mesmo sendo eu um violinista, vou dar como exemplo um piano: Se um piano bem afinado que seria um gene bem selecionado, sem qualquer falha em seus gametas, etc., fosse dado a um pianista de alta categoria, um exímio concertista (espírito reencarnante), com certeza esta saberia aproveitar suas qualidades técnicas de fabricação aliadas a sua técnica de execução e interpretação, e nós (a humanidade) teríamos um espetáculo maravilhoso, uma perfeita execução; porém, nas mãos desse mesmo artista fosse dado um gene (piano) desafinado, nem que ele quisesse sairia uma execução perfeita.

Se, ao contrário, fosse dado um piano desafinado (um gene defeituoso) nas mãos de um artista medíocre, teríamos então uma aberração de execução pois, além de ser medíocre, este artista poderia ser um criminoso em potencial, ou viciado, ou um espírito totalmente intoxicado, que traria para seu novo corpo todo o tipo de mazelas, criando assim uma gama enorme de aberrações contra si próprio e contra a humanidade, e isto já vem ocorrendo mesmo nas gerações não clonadas, ou seja, nas reproduções normais via-sexual. Aberração ainda maior poderia ocorrer se fosse dado um piano afinado (um gene perfeito) nas mãos de um artista medíocre, um assassino em potencial; a execução seria péssima, terrível, mas poderia haver um sensor intelectual por trás dela, um sensor maligno, corrupto, que a teria à sua disposição um instrumento ou instrumental são, perfeito, uma arma à sua mercê para a prática das maiores aberrações contra si próprio e contra a humanidade, até o fim da sua execução, até o fim do espetáculo e a ciência e os espectadores só perceberiam após o “espetáculo” já terminado.

Portanto, do meu ponto de vista e do ponto de vista dos extraterrestres que evitam o processo de clonagem apesar de serem exímios engenheiros genéticos, dominarem esse campo ao ponto de chegarem a interferir no gene, modificando quando necessitam, a estética, o tamanho, as compleições físicas do ser humano que desejam reproduzir, modificando o biótipo humano entre eles, achamos isto muito natural e bem normal, desde que sejam obedecidas as regras psicossomáticas entre o espírito reencarnante e o nosso físico a ser dado para nascer.

Isto significa que a medicina ou a ciência, para poder realizar uma clonagem perfeita, necessita urgentemente de não ser tão cética e tão materialista e ir em busca dos conhecimentos transcendentais, espirituais, a fim de que possa haver uma perfeita sincronização entre seus cientistas e praticantes e os Engenheiros Reencarnacionistas Espirituais, pois se isto não houver, também não haverá um perfeito sistema de clonagem que resulta do máximo de entrosamento entre eles. Não haverá clonagem humana perfeita sem que haja o concurso do Espírito.

Sem a presença do Espírito não haverá nascimentos, reencarnes e tão pouco, clonagem. Contudo, chamo a atenção dos especialistas que existem no astral, quantidades gigantescas de entidades (espíritos) necessitados de um imediato reencarne mas não o conseguem devido as formalidades sociais, as crises, a miséria e a pré-disposição dos seres viventes em não se sujeitarem mais a ter filhos naturais. Na China, por exemplo, há leis severas e punitivas para quem tiver mais de um filho, e se esse filho for mulher, será morto logo ao nascer. É um fato terrível que já faz parte da atual civilização do fim do milênio e do ciclo planetário. Com certeza, as autoridades chinesas adotariam ou adotarão o processo de clonagem na primeira oportunidade.

Portanto, na Terra, que possui seu Karma, ou lei de causa e efeito muito pesada, muito carregada de mando e desmandos, e muito intoxicada; o sistema de clonagem humana pode ser uma “faca de dois gumes” que poderá beneficiar ou arrasar a raça humana com mais outras aberrações somadas às milhões existentes.

À guisa de informação, eu acrescento que muitos extraterrestres que tem problemas na continuidade de suas raças e buscam um maior equilíbrio genético entre eles, ao invés de fazerem a clonagem, visitam muitas vezes outros planetas com humanidade diferente da humanidade deles, como por exemplo a Terra, e, ao invés de colher a célula do ser vivente que eles querem reproduzir, preferem fazer uso da cópula natural entre suas mulheres e homens da Terra e assim poderem colher o sêmen completo, para depois, em seus planetas, fazerem as interferências através de sua Engenharia Genética, extraindo as partículas desnecessárias para eles, como por exemplo, os intestinos e outros órgãos que para o biótipo existente entre eles seriam prejudiciais. Portanto, a meu ver e no deles, haveria métodos mais eficazes e precisos para um reencarne perfeito, melhores que uma simples clonagem humana.

Quanto a clonagem de animais é até recomendável, dependendo da espécie, pois eles possuem o chamado espírito-grupal e sua reprodução é aceita normalmente porque viria a contribuir para a diminuição da fome na Terra, haja vista as gigantescas fazendas de criação de gado e de outros animais de corte, que são dizimados aos milhões por dia no mundo todo e transformados em bifes, salsichas, salames, e outros congêneres, para a deglutição humana e nem por isso deixam esses infelizes animais de renascerem para voltarem a ser mortos e digeridos pela humanidade.

Nestes casos, os Engenheiros Reencarnacionistas não interferem, pois a multiplicação das espécies na fauna, flora terrestre, na fauna e na flora aquática deve ocorrer naturalmente, se possível, e isto aconteceria se o homem não estivesse liquidando, exterminando o eco- sistema, seu próprio “habitat”; e, se para dar continuidade a esta multiplicação, se faz necessário o novo processo de clonagem, então eles preferem deixar para que o próprio homem solucione o problema que ele mesmo criou para ele e para a humanidade em geral.

Portanto, o processo de clonagem atualmente sendo muito comentado, na minha opinião e não opinião dos extraterrestres mais evoluídos que nós, deve ser visto e prosseguido com cautela e sempre tendo em vista o aperfeiçoamento da espécie humana ligada inseparavelmente ao espírito e para isso, volto a frisar, a ciência tem que se espiritualizar e procurar os meios de intercâmbio entre os dois campos, o material e o espiritual para não incorrer em um erro e desperdício de material humano e que, ao invés de reprodução humana aperfeiçoada, se transformará numa fábrica artificial “de fibromas uterinos” ou corpúsculos sem alma.

Para finalizar, todos somos unânimes em afirmar que todo o passo dado pela Ciência em avanço para o progresso da humanidade é sempre bem visto e conta com a aprovação Universal.

S. Paulo, 19/03/97 às 14.32 horas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s