Curas por entes malígnos?

Curas por entes malígnos?

Pergunta:

Querido amigo e mentor, bom dia.

Talvez tenhas visto o reclame sobre esta reportagem apresentada no último domingo passado no Fantastico. Se houver um tempo e quiser, dar uma olhada e esboçar a sua sábia e embassada análise para compartilhar com seu discipulo carioca serei muitissimo grato. Não consegui entender o que a pessoa central da reportagem é e outros detalhes também. … Não me refiro a nenhum tópico especifico mas a todo o assunto do video, pois tem uma parte de cura com chumaços de algodão que se embebedam dum liquido que parece sangue coagulado e eles atribuírem a entidades intraterrenas, tem as pirâmides que flutuam que eles dizem ser de força telúrica e outros detalhes esotericos-parapsicologicos da reportagem mas que hora me passaram um veracidade também admito que fiquei meio descrente e por isso pedi sua análise de um profundo conhecedor do mundo fisico-espiritual que tu és.

Abraços Fraternais,
Mantuano

Resposta:

Prezado Mantuano,

Sobre comunidades, pode acreditar existe sim. Tomei conhecimento de trabalhos de curas, onde a intermediação era o sangue humano, sangue de animais e rituais incríveis, que não dá para explicar aqui em poucas linhas.

Deve-se levar em conta que, para determinadas entidades o sangue é um dos melhores fluídos corpóreos intermediários entre a doença, a entidade curadora, o sensitivo e a saúde, daí haver um grande mistério e misticismo nesses trabalhos que independem de crenças ou religiosismos, pois as manipulações são metafísicas e metapsiquicas.

Como já declarei, não sou religioso, mas, respeito todas elas, sejam quais forem, todos os credos, todos os cultos sejam positivos ou negativos, pois, há anos venho estudando a todas, para obter conhecimento e me por a par de tudo para poder saber explicar e responder as perguntas.

Todas as religiões e cultos tentam levar. ou ligar, ou ainda, religar o ser humano ao Criador, cada uma a sua maneira e com os recursos que possuem. Portanto, elas fazem parte do contexto socio-religioso da humanidade terrestre desde há milênios. Por conseguinte, a meu ver, todos os sensitivos ou intermediários nesse campo, quer sejam médiuns, pastores, padres, sacerdotes, xamans, bruxos, bruxas, feiticeiros, magos e etc, devem ser louvados, pois são detentores de conhecimentos ocultos e inusitados que, quando bem utilizados podem interceder ou interferir na matéria, ou em suas células, podendo restituí-las curando males e distúrbios, regenerando, reciclando mentes e espíritos, curando enfermidades ou provocando a busca de conhecimentos e expansão mental.

Na antiguidade, esses sensitivos, tenham eles as denominações que tiverem, eram perseguidos pelo Clero causando-lhes os maiores sofrimentos, martírios e mortes das mais terríveis e cruéis, pois eram acusados de praticarem o mal. Mas agora, após passados os anos, a história veio demonstrar que, na maior parte das vezes, eram inocentes curadores que faziam uso de ervas e poções, energéticos e energias que interferiam nas doenças e nos males, indo contra a vontade e o fanatismo clerical ou religioso da nata dos poderosos da época, dominados que eram pela ignorância e o ouro conseguido com a dilapidação de reis e reinados e da maioria da massa crente e ignorante. Mas o tempo, que descrevo num capitulo do meu segundo livro “O DNA Do Espírito E Os Extraterrestres” — no capitulo “O Tempo, A Bactéria Do Universo”, destrói e ao mesmo tempo reconstrói tudo, vem mostrando aos seres humanos que nada é eterno, principalmente a mentira e a ignorância, perdurando a verdade que se acomodará de conformidade com a elevação dos seres humanos.

Aproveitando a chance, vou tentar esclarecer alguns pontos referentes aos sensitivos de uma maneira geral e de todos os tipos e patamares, sobre os quais, algumas religiões mais especificas deveriam explicar mas não explicam, ou por desconhecimento total ou por serem temerárias a uma possivel má interpretação por parte dos neófitos e assim, perderem suas clientelas, as quais, com o advento da modernização dos meios de comunicação, têm acesso mais rapidamente ao conhecimento da verdade. Sabe-se hoje em dia, que muitos desses sensitivos que buscavam os conhecimentos ocultos e os rituais de magia, conseguiam interferir nas doenças, curando os pacientes já desenganados pela medicina e pela religiosidade. Como isso era possivel? Como alguém ligado aos conhecimentos tidos como malignos podiam fazer isso, ultrapassando os conhecimentos médicos e científicos? E isso ocorre hoje em dia em maior numero e grau, pois os meios de divulgação alcançam todos os locais do mundo, com divulgação e o respectivo alastramento atingindo grande quantidade de pessoas de todas classes sociais, pois, enorme também é o volume de doentes e necessitados que além de desenganados pela medicina, não têm acesso aos medicamentos que têm seus custos muito elevados. Desta forma, tem-se noticias de vários tipos de sensitivos (médiuns), fazendo curas extraordinárias, como extração de tumores cerebrais e em outras partes do corpo, abrindo cortes cirúrgicos com apenas uma faca de cozinha, comum, sem a devida aparente assepsia e sem que provoque uma infecção generalizada. Cirurgias oftálmicas, onde é feita a olhos vistos, públicamente, a raspagem do globo ocular, sem qualquer tipo de anestesia e os pacientes colaborando sem resistência, como se tivessem sido já previamente anestesiados ou hipnotizados. Esses sensitivos dizem receber entidades antigas, conhecidas, e que sabemos historicamente, que estiveram envolvidas em processos políticos e religiosos escabrosos, tendo praticado o mal em várias oportunidades. Outras, que confessam terem pertencido a medicina nazista, em cujas oportunidades praticaram as maiores crueldades contra prisioneiros, quando em suas experiências macabras, quebravam os ossos daqueles prisioneiros em várias partes, só para ver se voltavam a colar e qual tipo de dor aqueles infelizes sentiam, e assim, dezenas de outros casos com outras dezenas de entidades similares. Mas como isso pode acontecer, sendo essas entidades antigas semeadoras do mal, da dor, da doença, da desarmonização, do desequilíbrio mental entre os seres humanos, fora o mau uso do poder e etc. etc.?

Aqui vem a minha explicação extra-religiosa. O que as religiões não explicam, por que não sabem é que, Deus — O Núcleo Central Cósmico — formou o Universo a partir do microcosmos e juntamente com ele e dentro dele, formou as Leis que o regem, e sobre as quais todos os seres humanos do Universo estão sujeitos, tenham eles o biotipo e o conhecimento que tiverem. Desta forma, quem no passado praticou desatinos, maldades de todos os tipos, as conhecem profundamente, sabem como elas funcionam, sabem portanto, como interferirem em sua células e moléculas, e bem como em seus DNAs Físicos e Espirituais, assim sendo, nada melhor que elas que conhecem as energias e fluídos derivados dessas mazelas e desses mazelados, auxiliados pelos seus ex-comparsas ou colegas, que hoje vieram como seus médiuns, Ambos, um na parte sensível (vivos) e outro na parte insensível (espiritual), fazem a interligação e a manipulação de todos os fluídos e energias necessárias, auxiliados por dezenas de outros especialistas que se situam ao seu lado no campo espiritual, cada um na sua área especifica, tais como, anestesia, profilaxia, vascular, psicologia, cardiologia, oftalmologia, rinofaringia, ortopedia, oncologia, gastroenterologia, neurologia, neurocirurgia enfim, de todas as especialidades que tinham quando em vida e que poderão ajudar, concorrendo e guiando as mãos do médico principal e chefe, aquele que age diretamente através do médium e pratica diretamente as cirurgias. Como exemplo, simples e rasteiro, eu diria, mal comparando que se numa construção se necessita a intervenção de um pedreiro, usa-se o pedreiro, ou o ajudante que faz a massa, ou o cimento, não se vai pegar um engenheiro. No campo energético-espiritual é a mesma coisa, a diferença que neste, se faz uso do imponderável e quem faz, tem que conhecer a fundo todas as nuances e não pode haver erro nas minúcias. Portanto, concluindo para o momento, a Natureza nos mostra que todos aqueles que no passado foram cruéis ao extremo, se e propuserem reverter toda a maldade que fizeram em bem, podem fazê-lo ainda melhor do que aqueles só fizeram o Bem. Parece uma incongruência do Criador, mas, pensando bem, não é, é isto sim, unir-se o útil ao agradável, sem enaltecer a maldade ou o Mal, mas, dando chances e oportunidades de refazimento e perdão àqueles que se desviaram da senda do Criador. Nunca esquecendo que muitos chamados milagres, são feitos também sobre suas antigas vitimas que neste momento, recebem de volta, seu padrão de saúde. E, muitas vezes , quando o resultado não é positivo, ou seja, quando não ocorre o milagre, é devido a pseuda vitima ou agora paciente, necessitado, guardar dentro de si a mágoa ou o rancor vingativo contra ele não sabe o que, mas aquilo provoca uma reação ou contração em suas moléculas e células que rechaçam toda e qualquer interferência espiritual ou energética. Terá que retornar mais vezes, quantas forem necessárias!

Abraços,
DYezzi::.

Todo o texto acima é de autoria do sensitivo Dr. Domingos Yezzi::. Doutor honoris causa pela Assembleia Legislativa de São Paulo, pela Loja Maçônica Mozart de S.Paulo, pela Loja Maçônica Brasília de S.Paulo e pela Loja do Templários do Rio De Janeiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s