Se Há A Lei do Esquecimento, Como Lembrar Nossa Missão?

Se Há A Lei do Esquecimento, Como Lembrar Nossa Missão?

Pergunta:

Olá Sr. Domingos,

Tenho assistido suas entrevistas no YouTube e acabei de comprar seus dois primeiros livros, vou iniciá-los.

Vou fazer algumas perguntas para o senhor, se me permitir, e se for possível responder estas indagações, que é importante para mim nesta fase da minha vida.

Acredito que todos nós temos um projeto maior de mundo (missão), que não conseguimos lembrar, devido a lei do esquecimento. Como o senhor vê isso? Todos temos uma missão que antecipadamente programamos aqui na terra? Ou estamos sempre sujeitos ao carma e em algumas situações (reencarnações) não conseguimos realizar ou lembrar nossa missão, enquanto não finalizarmos nosso carma? Como descobrir esta missão? Isso é intuitivo?

Outra dúvida é como o senhor vê a relação que pessoas, que começam a expandir suas consciência, têm com o dinheiro e o lado material, quando começa a mudar seus valores e que algumas coisas não tem mais sentido? Temos que trabalhar para sobreviver, mas como fazer isso com uma visão oposta ao meio que vivemos, como a espiritualidade vê isso? Temos que aprender a conviver com isso, ou podemos mudar completamente de vida? A partir da tomada de decisão de mudança mais focado para o lado espiritual, acredito que nossos protetores nos guiem. É dessa forma que acontece?

Agradecido,
Rogério M.

Resposta:

Prezado Rogério,

As Leis Cósmicas-Siderais, comumente chamadas de Leis Divinas, são imutáveis! O Criador, ou como nós o chamamos “O Núcleo Centro Cósmico”, as veio gerando a milhões de anos e são elas, “dentro das quais, nascemos”, nós e todos os seres do Universo, que regem cada movimento das Galáxias, seus Sistemas Solares, seus Sóis e Planetas e os Quasares (buracos negros) e tudo o mais no Universo, partindo das partículas infinitesimais aos gigantescos Astros ou Estrelas. Portanto, como eu disse, tudo o que foi, é ou será gerado, nascerá dentro delas e estará regido por elas. Desta forma, são as centelhas, (almas ou espíritos) de cada ser humano, ou humanoide ou ainda animal, vegetal ou mineral, que quando geradas dentro do Núcleo são expandidas para o universo a fora e cada uma se resfriará sobre o”habitat” que estiver no seu caminho, e ali fará seu copo tangível ou energético e a partir daquele momento iniciará sua caminhada em direção ao seu progresso tecnológico e/ou espiritual. Isso levará milhares de anos, dos nossos, e, nessa caminhada e de conformidade com seu “habitat” determinará seu destino (kharma) que poderá ser altamente progressivo, suave e sempre melhorando, ou pesado e sofrido como o “habitat” Terra. Sempre cada um com seu livre arbítrio, ou seja, (minha frase) “O Habitat faz o habitante e o Habitante faz o habitat” e cada um formará seu próprio ambiente que determinará seu nível de evolução. Dependendo do tipo de habitat encontrado, muitos terão seus físicos compostos com intestinos e outros apetrechos, ou sem os intestinos, assexuados e físicos mais energéticos, dai a existência de milhares de tipos e biotipos que habitam os bilhões de planetas no universo, só que a nossa ciência como brotou dentro deste habitat inóspito que é a Terra, levará centenas ou milhares de anos para chegar a esta simples conclusão. O assunto dá para eu escrever mais vários livros. Espero que você tenha compreendido até aqui.

Desta forma, cada ser, dentro de seu habitat já determinou a sequencia de suas missões, as quais os levarão em busca da perfeição e galgando os degraus mais elevados e passando de “Habitat” ou planeta inferior para o imediatamente superior para dar continuidade a seus projetos, ou permanece em seu habitat inicial, revendo seus atos e suas lições até adquirir “status” para pode habitar outro ambiente diferente do seu. Isso leva milhares de anos, pois quem está em estado inferior carrega sobre si próprio (físico, perispirito, mente e espírito (alma)) diversos tipos de toxinas que agirão como lastro, mantendo-o preso às suas bases e, como a água que só se transformará em vapor, após ter atingido 100 graus, o ser só subirá após ter se livrado de seu correspondente lastro. Por isso o grande Avatar – Mestre dos Mestres – dizia “à Cada Um conforme suas obras”, ou seja, quem plantou feijão vai colher feijão e não abóbora!

A experiência de vida está consignada as várias vivencias (reencarnações) que cada um conseguir ter ou se empenhar e não há como se passar de um para o outro, pois o valor estará intrínseco a cada um, leve o tempo que levar! E aqui não vai mencionado qualquer tipo de religião, seita ou filosofia, pois, no universo e entre os vários planetas evoluídos, elas não existem, são criadas por seres inferiores que dependerão delas como muletas para poderem prosseguir. Alguém já disse: “As religiões, seitas e filosofias, são o ópio da humanidade atrasada!”

Penso que para um bom entendedor, o que expus acima, bastará! Mas, se ainda não foi suficiente, volte a escrever OK?

Abraços.
DYezzi::.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s