Curas por entes malígnos?

Curas por entes malígnos?

Pergunta:

Querido amigo e mentor, bom dia.

Talvez tenhas visto o reclame sobre esta reportagem apresentada no último domingo passado no Fantastico. Se houver um tempo e quiser, dar uma olhada e esboçar a sua sábia e embassada análise para compartilhar com seu discipulo carioca serei muitissimo grato. Não consegui entender o que a pessoa central da reportagem é e outros detalhes também. … Não me refiro a nenhum tópico especifico mas a todo o assunto do video, pois tem uma parte de cura com chumaços de algodão que se embebedam dum liquido que parece sangue coagulado e eles atribuírem a entidades intraterrenas, tem as pirâmides que flutuam que eles dizem ser de força telúrica e outros detalhes esotericos-parapsicologicos da reportagem mas que hora me passaram um veracidade também admito que fiquei meio descrente e por isso pedi sua análise de um profundo conhecedor do mundo fisico-espiritual que tu és.

Abraços Fraternais,
Mantuano

Resposta:

Prezado Mantuano,

Sobre comunidades, pode acreditar existe sim. Tomei conhecimento de trabalhos de curas, onde a intermediação era o sangue humano, sangue de animais e rituais incríveis, que não dá para explicar aqui em poucas linhas.

Deve-se levar em conta que, para determinadas entidades o sangue é um dos melhores fluídos corpóreos intermediários entre a doença, a entidade curadora, o sensitivo e a saúde, daí haver um grande mistério e misticismo nesses trabalhos que independem de crenças ou religiosismos, pois as manipulações são metafísicas e metapsiquicas.

Como já declarei, não sou religioso, mas, respeito todas elas, sejam quais forem, todos os credos, todos os cultos sejam positivos ou negativos, pois, há anos venho estudando a todas, para obter conhecimento e me por a par de tudo para poder saber explicar e responder as perguntas.

Todas as religiões e cultos tentam levar. ou ligar, ou ainda, religar o ser humano ao Criador, cada uma a sua maneira e com os recursos que possuem. Portanto, elas fazem parte do contexto socio-religioso da humanidade terrestre desde há milênios. Por conseguinte, a meu ver, todos os sensitivos ou intermediários nesse campo, quer sejam médiuns, pastores, padres, sacerdotes, xamans, bruxos, bruxas, feiticeiros, magos e etc, devem ser louvados, pois são detentores de conhecimentos ocultos e inusitados que, quando bem utilizados podem interceder ou interferir na matéria, ou em suas células, podendo restituí-las curando males e distúrbios, regenerando, reciclando mentes e espíritos, curando enfermidades ou provocando a busca de conhecimentos e expansão mental.

Na antiguidade, esses sensitivos, tenham eles as denominações que tiverem, eram perseguidos pelo Clero causando-lhes os maiores sofrimentos, martírios e mortes das mais terríveis e cruéis, pois eram acusados de praticarem o mal. Mas agora, após passados os anos, a história veio demonstrar que, na maior parte das vezes, eram inocentes curadores que faziam uso de ervas e poções, energéticos e energias que interferiam nas doenças e nos males, indo contra a vontade e o fanatismo clerical ou religioso da nata dos poderosos da época, dominados que eram pela ignorância e o ouro conseguido com a dilapidação de reis e reinados e da maioria da massa crente e ignorante. Mas o tempo, que descrevo num capitulo do meu segundo livro “O DNA Do Espírito E Os Extraterrestres” — no capitulo “O Tempo, A Bactéria Do Universo”, destrói e ao mesmo tempo reconstrói tudo, vem mostrando aos seres humanos que nada é eterno, principalmente a mentira e a ignorância, perdurando a verdade que se acomodará de conformidade com a elevação dos seres humanos.

Aproveitando a chance, vou tentar esclarecer alguns pontos referentes aos sensitivos de uma maneira geral e de todos os tipos e patamares, sobre os quais, algumas religiões mais especificas deveriam explicar mas não explicam, ou por desconhecimento total ou por serem temerárias a uma possivel má interpretação por parte dos neófitos e assim, perderem suas clientelas, as quais, com o advento da modernização dos meios de comunicação, têm acesso mais rapidamente ao conhecimento da verdade. Sabe-se hoje em dia, que muitos desses sensitivos que buscavam os conhecimentos ocultos e os rituais de magia, conseguiam interferir nas doenças, curando os pacientes já desenganados pela medicina e pela religiosidade. Como isso era possivel? Como alguém ligado aos conhecimentos tidos como malignos podiam fazer isso, ultrapassando os conhecimentos médicos e científicos? E isso ocorre hoje em dia em maior numero e grau, pois os meios de divulgação alcançam todos os locais do mundo, com divulgação e o respectivo alastramento atingindo grande quantidade de pessoas de todas classes sociais, pois, enorme também é o volume de doentes e necessitados que além de desenganados pela medicina, não têm acesso aos medicamentos que têm seus custos muito elevados. Desta forma, tem-se noticias de vários tipos de sensitivos (médiuns), fazendo curas extraordinárias, como extração de tumores cerebrais e em outras partes do corpo, abrindo cortes cirúrgicos com apenas uma faca de cozinha, comum, sem a devida aparente assepsia e sem que provoque uma infecção generalizada. Cirurgias oftálmicas, onde é feita a olhos vistos, públicamente, a raspagem do globo ocular, sem qualquer tipo de anestesia e os pacientes colaborando sem resistência, como se tivessem sido já previamente anestesiados ou hipnotizados. Esses sensitivos dizem receber entidades antigas, conhecidas, e que sabemos historicamente, que estiveram envolvidas em processos políticos e religiosos escabrosos, tendo praticado o mal em várias oportunidades. Outras, que confessam terem pertencido a medicina nazista, em cujas oportunidades praticaram as maiores crueldades contra prisioneiros, quando em suas experiências macabras, quebravam os ossos daqueles prisioneiros em várias partes, só para ver se voltavam a colar e qual tipo de dor aqueles infelizes sentiam, e assim, dezenas de outros casos com outras dezenas de entidades similares. Mas como isso pode acontecer, sendo essas entidades antigas semeadoras do mal, da dor, da doença, da desarmonização, do desequilíbrio mental entre os seres humanos, fora o mau uso do poder e etc. etc.?

Aqui vem a minha explicação extra-religiosa. O que as religiões não explicam, por que não sabem é que, Deus — O Núcleo Central Cósmico — formou o Universo a partir do microcosmos e juntamente com ele e dentro dele, formou as Leis que o regem, e sobre as quais todos os seres humanos do Universo estão sujeitos, tenham eles o biotipo e o conhecimento que tiverem. Desta forma, quem no passado praticou desatinos, maldades de todos os tipos, as conhecem profundamente, sabem como elas funcionam, sabem portanto, como interferirem em sua células e moléculas, e bem como em seus DNAs Físicos e Espirituais, assim sendo, nada melhor que elas que conhecem as energias e fluídos derivados dessas mazelas e desses mazelados, auxiliados pelos seus ex-comparsas ou colegas, que hoje vieram como seus médiuns, Ambos, um na parte sensível (vivos) e outro na parte insensível (espiritual), fazem a interligação e a manipulação de todos os fluídos e energias necessárias, auxiliados por dezenas de outros especialistas que se situam ao seu lado no campo espiritual, cada um na sua área especifica, tais como, anestesia, profilaxia, vascular, psicologia, cardiologia, oftalmologia, rinofaringia, ortopedia, oncologia, gastroenterologia, neurologia, neurocirurgia enfim, de todas as especialidades que tinham quando em vida e que poderão ajudar, concorrendo e guiando as mãos do médico principal e chefe, aquele que age diretamente através do médium e pratica diretamente as cirurgias. Como exemplo, simples e rasteiro, eu diria, mal comparando que se numa construção se necessita a intervenção de um pedreiro, usa-se o pedreiro, ou o ajudante que faz a massa, ou o cimento, não se vai pegar um engenheiro. No campo energético-espiritual é a mesma coisa, a diferença que neste, se faz uso do imponderável e quem faz, tem que conhecer a fundo todas as nuances e não pode haver erro nas minúcias. Portanto, concluindo para o momento, a Natureza nos mostra que todos aqueles que no passado foram cruéis ao extremo, se e propuserem reverter toda a maldade que fizeram em bem, podem fazê-lo ainda melhor do que aqueles só fizeram o Bem. Parece uma incongruência do Criador, mas, pensando bem, não é, é isto sim, unir-se o útil ao agradável, sem enaltecer a maldade ou o Mal, mas, dando chances e oportunidades de refazimento e perdão àqueles que se desviaram da senda do Criador. Nunca esquecendo que muitos chamados milagres, são feitos também sobre suas antigas vitimas que neste momento, recebem de volta, seu padrão de saúde. E, muitas vezes , quando o resultado não é positivo, ou seja, quando não ocorre o milagre, é devido a pseuda vitima ou agora paciente, necessitado, guardar dentro de si a mágoa ou o rancor vingativo contra ele não sabe o que, mas aquilo provoca uma reação ou contração em suas moléculas e células que rechaçam toda e qualquer interferência espiritual ou energética. Terá que retornar mais vezes, quantas forem necessárias!

Abraços,
DYezzi::.

Todo o texto acima é de autoria do sensitivo Dr. Domingos Yezzi::. Doutor honoris causa pela Assembleia Legislativa de São Paulo, pela Loja Maçônica Mozart de S.Paulo, pela Loja Maçônica Brasília de S.Paulo e pela Loja do Templários do Rio De Janeiro.

Anúncios

Materializações por Avatares e patamares descendentes

Sai Baba

Pergunta:

Querido amigo e mentor, bom dia.

Ainda sobre o assunto avatares (Jesus, Sai Baba e outros). Sai Baba fazia materializações em ouro aos seus seguidores, havendo inúmeros videos mostrando esta façanha e isso foi um dos grandes motivos do ocidente o tacharem de charlatão. Essa materialização de objetos em ouro com foto dele e às vezes com o rosto dele em relevo nos objetos, é da mesma maneira técnica/ciencia das materializações espiritas, com uso do ectoplasma? As materializações e milagres executados pelo mestre Jesus eram com a mesma técnica/ciencia das materializacoes de Sai Baba ou das materializacoes mediúnicas espiritas?

Desde já, grato pela atenção de sempre.

Acabei de assistir ao novo video de seu bate-papo com o amigo Fredi Jon sobre Karma, muitíssimo enriquecedor assim como os demais videos já disponibilizados.

Após refletir sobre o video do Karma surgiuram perguntas:

  1. Assim que O Nucleo Central Cosmico emitiu você, você “caiu”em Marte?
  2. Sabe em que determinado momento ou devido a qual fato, que houve a determinação de que iria vir para a Terra? O que lhe provocou vir pra cá e execer sua missão aqui (pois você me disse que voltará para seu lugar de origem após sua proxima encarnação (onde morrerás como criança para desintoxicar-se)?
  3. Todos que são de fora vieram pra praticar alguma coisa ou para aprender? E depois disso voltar ao seu planeta de origem e de lá evoluidamente ambienteado seguir em patamar melhor já que foi cumprida missão na Terra?

Estou querendo entender o qeu faz espiritos estando em patamar “melhor” descer para este patarmar “pior” do planeta Terra, já que muitos contatados dizem que nossos amigos cósmicos falam que este planeta é belo e coisa e tal…

Forte abraço estimado e querido amigo de sempre!!!

Abraços,
Mantuano

Resposta:

Prezado Mantuano,

Com certeza as materializações desses Avatares faziam pouco uso do ectoplasma físico humano, pois ele é susceptível de interferências tóxicas e, no caso deles, são como as dos extraterrestres, isentas desses fluídos humanos.

  1. Sim, eu cai em meu planeta.
  2. Após ter vivido muitos anos lá e tendo conseguido um grande progresso pessoal e planetário. A junta governamental e espiritual de lá, vendo qua aqui iria necessitar de entidades que viessem construir novos patamares de progresso técnico, físico e espiritual, fui consultado, e há milhares de anos atrás decidimos nascer na Atlântida e após, fomos para os continentes, tendo tido várias e multiformes reencarnações em vários países, contudo, me foram dadas oportunidades de voltar pra lá para tomar fôlego, o que foi feito em várias ocasiões.
  3. Não. Muitos “de fora” vieram para cá enxotados e com experiência, mesmo negativa em seus locais de origem, vieram dar exemplos e vivenciarem seu outro lado da moeda, aqui entre os necessitados.

Quem já está em patamar elevado, não teme descer pois sabe, que retornará um dia às suas origens. O valor maior é o amor ao próximo e a sua contribuição, mesmo sacrificante e com o risco da perda de degraus elevados conseguidos à custa de muito desprendimento, descem, vivem, ensinam a viver, ajudam no progresso local com novas invenções tecnológicas, na ciência, na medicina, nas artes, enfim na Sociedade humana, para depois retornarem ao seu Núcleo, não sem antes, passarem por uma rígida desintoxicação, física, mental e espiritual.

Abraços,
DYezzi::.

Notas Finais

Domingos YezziO presente volume que ora coloco a público reflete aquilo que os Seres Extraterrestres Pensam e Esperam da Humanidade, através dos contatos diretos que formaram comigo desde de minha tenra infância. O que eles desejam é uma humanidade terrestre  mais conhecedora de si própria e mais entrosada com a fenomenologia e as energias que a rodeiam e assim conhecendo, se situe em patamares vibratórios mais elevados e em consonância com seres mais evoluídos técnica e espiritualmente, proporcionando-lhes maior ensejo de manterem contato direto sem causar a esta humanidade choques e traumas psicológicos pelos medos, tabus, e preconceitos que dominam, justamente plea falta de conhecimento e desinformação, ou informação deturpada. Assim como os aborígenas temem o contato com o homem civilizado, quando este contato ocorre fortuitamente causa àquele aborígena mais males do que bem.

Espero ter conseguido esclarecer um pouco mais este assunto o qual sera mais esmiuçado nos volumes que se seguirão.

Mensagem Universal

Vejam Amigos.
Vejam Senhores.
Vejam meus Jovens.
Vejam o nosso Mundo.
Vejam o nosso Cosmo.

São redomas, espirais,
dínamos, reatores,
bombas, urânio, nitrogênio, supersônicos,
o polo dieternizado,
satélites ionizados,
discos, Discos Voadores
de Marte e todo Sistema,
a presença do radar
e da energia nuclear.

Vejam também o passado.
Sáurios anti-diluvianos
de há mais de milhares de anos,
estão todos desvendados.
Esfinges desmascaradas
galáxias estranguladas.

Sabem o que é isso meus jovens?
Isso é a cultura!
Cultura sem culto nenhum.
Culto? … Culto a ídolos pra quê?
A cultura nos superou.
Eis aí meus caros jovens.
Nosso Cosmo de tudo repleto!
Agora uma pergunta:
Que é que falta para ser completo?

Falta paz – Oceano de bondade.
Falta Amor – Apanágio da deidade.
Falta União – Única felicidade.
Faltam Sorrisos – Reflexos de espontaneidade.

Falta em nossos corações
um céu mais fluorescente.
Falta um mundo diferente
com arpejos de doçura
com celestial ambiente.

A tudo saciamos; conforto, sabor material.
Isso é tudo muito natural.
Pois vivemos em um mundo
onde encontramos só duendes,
invejas maquiavélicas,
onde tudo nos enerva.

O homem desde o primate
respira uma atmosfera de medo.
Receia perder a vida, seus bens,
receia perder o amor, seu ar para respirar,
mas nada sabe conservar.
Receia perder uma situação que suspeito não merecer.
O homem receia tudo.
Por medo mata, rouba e mente.
Por medo calunia, bajula, é descrente.
Por medo se humilha, se vinga e odeia.
Por medo é infinitamente desgraçado.

O medo cultiva:
a discriminação, a desconfiança,
o preconceito, a insegurança.
O medo alucina!
Anula qualquer sentimento,
desagrega sensibilidades.
O medo acima de tudo,
favorece a inveja e a vingança.
O medo com tudo isso,
só nos traz infelicidade.

É impossível criar no mundo
Condições de vida em que,
para viver dignamente,
o homem não precisasse sucumbir à corrupção,
aceitar desigualdades
aceitar humilhação.

É impossível, pois o homem
vive eternamente pronto
ao ataque ou à defesa.
O homem, meus caros jovens,
afia eternamente suas garras
para melhor rasgar as carnes
e sentimentos alheios.

O homem é belicoso e mau.
Fecha todos os seus dedos, para,
melhor poder reter
no côncavo das suas mãos
tudo quanto possa recusar
ao próximo, aos seus irmãos.

É impossível criar no mundo
as condições de que falei.
Pois, para isso meus jovens,
Precisaríamos tudo recomeçar.
Mas podemos e devemos
criar dentro de nós mesmos,
em nosso peito, em nosso curacao
um templo de essências fraternas
que se expandam sem barreiras.

Criar grupos uníssonos,
corajosos, bem dispostos,
que exijam de nós mesmos,
compreensão e tolerância,
para fazermos da Terra
um futuro para isso.

Criar harmonização
para estarmos preparados
para enfrentarmos a tranformação
que o Fim desse ciclo nos trará.

Hajam, mexam-se, sejam versáteis.
Não fiquem atolados nas trincheiras,
trincheiras e conflitos mentais.
Se orientem por mentes mais fortes,
mentes mais amplas e abertas.
E, se não puderem agir por si somente,
concentrem-se no Amor, no “Amai-vos uns aos Outros”.

Sois livres, inteligentes,
mas, nunca se esqueçam de
que, sempre mais ali adiante
haverá alguém atolado e,
sem meios de sair,
de sua própria trincheira.

A esse alguém, caros jovens,

deveis dar o beijo fraterno,
o amor despreconceituoso,
a permuta de sentimentos,
pois, esse alguém meus amigos,
também tem para vos dar,
Amor, Sabedoria e Humildade,
mas, estando atolado,
ou melhor, aturdido, confuso,
não sabe como agir.
Terminando caros jovens.
Saibam que não existe
mérito mais louvável
ao deixarem lhes oscular as mãos,
aqueles que desejam receber
o benefício do perdão.

Apenas mais um conselho:
Tenham idéias ou ideais sadios
para que possam produzir
frutos viçosos numa unidade global,
num todo humano, mental e sideral.

Nada existe de mais piegas
do que tumultuações, hipocrisias.
Sejam sempre irmãos
sem se deixarem poluir pelo menos em suas mentes.
Enfim sedes como um grande Coral
que, reunido ou disperso,
possa produzir vibrantes Harmonias,
difundindo cores, sons e sinfonias.

Assinatura de Ludwig Maria Van Beethoven
Ludwig Maria Van Beethoven

Captado em 17.01.78 às 23:30h

Ao Astro Intruso ou Higienizador, Ao Sidérius

Sei que poderosas forças o movem, sei que seu ciclo de 6.000 anos se faz necessário e sei também que o mesmo é automático.

Estou aqui hoje a conversar com você, com sua aura, com seu duplo, apenas para lhe dizer que se você vem pronto a arrasar o nosso Sistema Solar, nosso Cosmo, nosso Universo, nós também estaremos preparados para lutar até as últimas forças a fim de rechaçarmos seus estragos, sejam eles materiais, (destruição dos planetas) destruição dos homens, sejam eles espirituais (destruição do espírito).

Sei que não é culpa sua esse rastro de destruição que você deixa, sei que se há essas destruições elas são feitas somente por afinidades, isto é, você com sua aura negativa passa através dos Sistemas e quem estiver vibrando a favor dela, será atraído; isso se passa desde entre os humanos, entre os animais do maior dentre eles ao pequenino inseto, entre os vegetais, entre os minerais, enfim entre tudo que existe dentro de um Orbe.

É claro que a metamorfose das coisas e principalmente do homem se fará preciso, pois, para podermos viver em mundos mais elevados ou mesmo na futura Terra, iremos precisar de um corpo ou físico mais adequado dentro também de um Orbe também metamorfoseado em sua atmosfera. Mas, devo-lhe dizer também que essa metamorfose tem que ser processada harmoniosamente sem causar danos irreparáveis.

Desde que fomos criados, gerados pelo Núcleo Central Cósmico, o fomos na condição de empregarmos a nossa força, sempre no sentido do progresso (por isso são poucos os gerados diretamente do Núcleo), da harmonia, para que gerássemos centelhas senão a cópia mas, semi-cópia da nossa. Se algumas foram mal geradas e o foram, aí está o resultado na Terra, aí está também o porque da sua trajetória, o porque da sua passagem, mas como disse acima, lutaremos até o fim, não daremos de “mão beijada” nenhum dos nossos filhos à você, seja ele quem for.

Não estou duelando mentalmente e nem verbalmente com você, mas, apenas dialogando amigavelmente. Você nos fará uma grande destruição, mas, ao mesmo tempo um grande bem, mas, estaremos todos apostos para agirmos no sentido de amenizarmos a situação.

Os Engenheiros Siderais que regem o Universo e automaticamente regem você, deram-nos desde o início dos tempos o livre-arbítrio, a carta branca para agirmos no sentido de o rechaçarmos não totalmente, será parcialmente ou mesmo um quarto do parcialmente, mas agiremos.

A movimentação no Espaço seja ele que Espaço for, está bem grande, já começou, muitas coisas estão mudando e está havendo um processo mais ativo. Agora convoco os homens encarnados na Terra, sejam eles de que planeta for, no sentido de também agirem. Como? Primeiramente abominando os três principais elementos negativos: o ódio, a inveja e o egoísmo.

É tão fácil amar. Assim como o Sol recolhe todos os germes da vida e destrói todas as substâncias inúteis, o amor atrai tudo que há de bom e repele o mal, o amor é o sentimento que puxa a fila para os demais bons sentimentos. O amor une todos os átomos e todos os corpos. É pelos liames de uma cadeia amorosa que todos os grandes corpos celestes se mantém no espaço. O amor protege os homens e conserva a Humanidade harmoniosa. O amor evita a guerra e transforma nossa existência em mil idiomas, mas, num único sentir.

Ao dirigir-mos pensamentos de amor às pessoas, idênticas forças amorosas recairão sobre nós mesmos. Ao invés de esperarmos que o mundo seja o primeiro a nos amar, amemos nós primeiro ao mundo.

O magnetismo pessoal de que tantas pessoas se gabam, são nem mais nem menos do que a força mental emitida por uma pessoa de admirável força amorosa a nós e vice-versa.

Se possuímos um inimigo, não o tratemos como tal, não devemos nos dirigir a ele com as mesmas forças mentais que ele a nós dirige, mas, sim dirijamo-lhe pensamentos de Amor e Fraternidade e que esses pensamentos o envolvam tanto que seguramente ele não resistirá ao impulso de nossa energia amorosa, até que um dia esse inimigo se converta em firme sustentáculo e íntimo amigo e colaborador nosso.

Os pensamentos são formas elevadas mais velozes do que os modernos jatos, eles obedecem à leis do Universo, segundo a qual cada coisa engendra o seu semelhante. Os pensamentos nos devolvem por caminhos que não se extraviam, tudo quanto saiu da nossa mente e muito mais. Por isso amigos, cumpramos as sábias palavras do Mestre: “Amai aos vossos inimigos, fazei bem àqueles que vos odeiam e desprezam, porque assim descerão línguas de fogo sobre suas cabeças.”

Ramatís

Mensagem captada por C. A. Yezzi em 01/junho/1980 às 23:45 horas
Ribeirão Preto

Meus 53 Anos de Existência

Sonetos Ensaio em Versos Livres

02/ XII/ 88 às 3 horas da madrugada

I

Neste lindo dia do ano trinta e cinco
Vim a este mundo conturbado,
Países em guerra, estavam uns cinco
E meu pequeno intestino, “colerizado”

Nasci de apenas seis meses
Contados sempre como nove
Uma colite que matava as vezes
Da vida quase me demove

Mas um farmacêutico, alma nobre,
Me fixou nesta dura vida de pobre
E assim eu disse: Aqui eu fico!

Ele ajudou a diminuir nossa aflição
Suavizou, na minha mãe, seu coração
Honras à ele aqui eu dedico.

II

Fiz as maiores traquinagens
Pois era vivo, inteligente e astuto
Era um pestinha, diga-se de passagem,
Mas amava a vida sem ser bruto
Tinha quase a certeza em mim
De que algo aqui era diferente
Não conseguia, nem que quisesse, ser ruim.
Com dois anos, já parecia ser experiente

Minha saudosa mãe, no astral que o diga!
Pois corria atrás de mim sem fadiga
E eu quando pressentia, ficava amarelo
Muita “correiada” e cabos de vassouras
Nas minhas costas, como tesouradas
Pareciam balas, como voavam aqueles chinelos!

III

Cresci, criei juízo e responsabilidade
Via e vivia os sofrimentos dos meus pais,
Quisera dar a eles muita felicidade
Mas nossa pobreza era dura demais.

Meu querido pai com esta idade
Trabalhava mais que o Sol no firmamento,
E eu passava minha rápida mocidade
Adquirindo assim meu próprio refinamento

Vieram seguidamente mais irmãos
Paralelamente aumentava minha ilusão,
Mais miséria, mais lutas sem resultado

O tempo foi passando mais rápido
Nós continuávamos pobres e sob farrapo,
Com formaturas e trabalho mal remunerado

IV

Muitas desilusões e muito choro
Meu velho trabalhava e era explorado
Minha mãe sofria p’ra cachorro
E nós, quase todos sempre pelados…

Agora mais maduro e consciente
Após ter feito quase tudo na vida
Menos roubar ou matar, coisa indecente!
Como aquelas poderosas mãos me deram guarida!

Nenhum filho, famoso ou comum, jamais
Pagará os enormes sacrifícios de seus pais
Nem esperem de seu filho receber

Um Viva!, a todos que me ajudaram
Por mim tudo o que se sacrificaram,
A viver, e até aqui chegar a aprender.

V

E o que depender de mim se fará
Conhecimento, amor e fraternidade
Nada que depender de mim faltará
Inclui-se aqui as bênçãos da caridade

Mil, milhares de anos vi passarem
Meu espírito jamais se esquecerá daqueles tempos
E se for preciso retorno entre os que se salvarem
Muito tenho feito p’ra não desperdiçar os momentos

Se Deus assim considerar
E a Lei Kármica compartilhar
Haverei de semear muito mais

Pois 53 anos nada são neste universo
Para aqueles cuja genialidade do reverso
Não permite desanimar, desistir jamais!

VI

Meu eterno agradecimento fraternal
À Conceição, minha amada esposa querida
À Regianne minha dileta filha universal
Que em seus corações me deram guarida

A meus pais queridos, sempre amados
Que sem esperar nada, me acalentaram
E na Terra, nos Céus deixaram firmados
Sua missão, a fibra que demonstraram

Com o mais profundo zelo e amor
Nas minhas exigências e sem rancor
De alguém não preparado p’ra ser pai

Mesmo assim, unidos, sempre formaram
Comigo, um grandioso triângulo armaram
Para que a vida não tivesse tantos ais.

Um Poema a Quatro Mãos de Beethoven

Meu amigo, e mestre amado
Poeta músico e escritor
Nas entre pautas de uns versos
Queremos te dedicar com amor
Nossa homenagem sincera

Porém, que não seja só quimera
Nem tampouco ficção
Essa data gloriosa

Não sei seguir com rigor
As regras de um poema ou canção
Minha regra é solta e livre
Com liberdade de expressão

Hoje somos dois a pensar
Quatro mãos a escrever
Um soneto de louvor a você
E uma sonata de amor ao luar

Sem Goethesismo
Sem Schilhersiam
Com a própria personalidade
melhorada e educada,
sem os desvãos da surdez
e da própria irreverência
da rebeldia mal educada
Volto a ti com reverencia
e na mais completa humildade

Decidi te homenagear
Com a ajuda da nossa amada
Trazendo-te magnetismos
Sem cair no empirismo
Sem cair em fatalismo

Vôo noutra meu amigo
revoltas ficaram pra trás
Tenho agora o aplauso de Deus
Dos anjos e homens de paz
Aprendi aqui no Espaço
que nós os gênios que voltarem
com uma missão qualquer
têm a obrigação e dever
de se despirem da raiva,
das mazelas e rompantes.

Pois pensamos que com isso
Iremos impor e ferir
aos que nos tenham ofendidos
pois achavamo-nos merecidos
dos sofrimentos e dores
que sentíamos no coração

Então, aqui ao chegarmos
Com toda essa bagagem
o sofrimento cresceu
ao vermos outros irmãos
que achávamos nestas paragens
Pois, no nosso entender
Foram maus e estavam bem
foram sicários, foram feitores
porém todos estavam bem

Eu que tinha sido bom
Fiz da música o meu viver
Amava a Natureza
Amava a sua beleza
Era puro de coração
Só queria dar emoção

Meus sentidos eram aguçados
Podia ouvir o canto dos pássaros
Olhar o sol e as estrelas
Sentir o perfume das flores
Sentir o sabor dos frutos
Tocar a face de Deus

Pois sendo músico, amigo
Sentia que era um Deus,
Vivia em paz comigo
Subia aos céus e além
Um dia sem mais nem menos
Amputaram-me a audição
Do céu em que eu estava
Desci toda essa imensidão
Fiquei desesperado

Não ouvia minhas músicas
Não ouvia mais os pássaros
Olhava só para o chão
Os perfumes eram outros
Os frutos eram azedos
Ao invés de face de Deus
Só tocava o meu  coração
O mundo para mim
perdeu todo sentido
só a música me salvava
de total degradação

Quando no momento da morte
ao levantar o meu punho
quis desafiar a Deus
lançando uma maldição
senti como uma flechada
atravessando o coração[1]

Nesta minha passagem
muitos anos retrocedi
passaram-me muitas cenas
dos tempos todos em que vivi
Tinha todos os quesitos
Pra cair em mãos malvadas
Quando amigos que me aguardavam
e dentre eles o teu espírito
Senti que me arrebatavam
das turbas conturbadas

Neste momento, amigo
Senti que me engrandecia
Paz enorme e duradoura
meu espírito sempre subia

Minha audição se ampliou
comercei a ouvir belos sons
E a música que marcou
minha entrada nos céus
fazendo com que novamente
eu visse a face de Deus
Acredite simplesmente
foi uma Cantata de Bach

Foi indescritível a emoção
Chorei, orei, cantei, regi
E em homenagem a um grande coração
Que muitas forças me deu aqui
Ajoelhei-me e prometi
que tudo faria para que a humanidade
sofresse menos, ou nada sofresse
ou se sofresse, que compreendesse
que todo ser é eterno
que pode e deve lutar
pra estar sempre em harmonia
e que sempre em qualquer lugar
as centelhas que Deus espalhou
estejam sempre umas c’oas outras
Em sublime e grandiosa sintonia

Ludwig Maria Van Beethoven[2]

16 de dezembro de 1988
Parabéns ao Genial e Querido Mestre de Bönn

[hr]

[1] Até aqui captada por C. A. Yezzi em 22/11/88 , 4:30 horas da madrugada
[2] Até aqui em 06/12/88 as 4:00 horas da madrugada, captada por C. A. Yezzi

Soneto Livre de Ludwig M. Van Beethoven

Deste belo e amplo horizonte
Onde reina absoluto amor
Meu espírito oscula a tua fronte
Inclino-me prestando-te um louvor.

Nasceste nessa estranha Terra
Globo perdido solto no espaço
Onde reina fome, destruição e Guerra
Sempre de tudo o que é bom escasso.

Yezzi amigo, velho companheiro
Espírito forte, bom e querido
Zelo daqui sempre por você.

Zelo também por teu bondoso coração
Imantando-o com muita emoção
DOMINGOS YEZZI meus parabéns a você.

Do seu eterno amigo,
Ludwig Maria Van Beethoven.

Captado por C. A. Yezzi em S. Paulo, 02/dez/1988 às 3 horas da madrugada.

O original manuscrito por Beethoven foi captado por C. A. Yezzi em 22/11/88, dia de Santa Cecília às 1:30 h da madrugada.

Mensagem de Wórléns, líder do Planeta Saturno

Como foi recebida …

Mensagem de Wórléns, Página 1 (Figura 8)
Mensagem de Wórléns, Página 1 (Figura 8)
Mensagem de Wórléns, Página 1 (Figura 9)
Mensagem de Wórléns, Página 2 (Figura 9)

Konalkit miens disreile momteikl eisvat natius bienszip conteim nirten uriaust vouskla, marast mompit mimukat naint vast dormklakl brestskl

– x –

Gorges amigo, devo informá-lo que estou de regresso a Clarion = 2a. Lua da Terra e pretendo dentro em breve fazer desta vez pra valer uma visita a você, estou de nave nova mais pequena e veloz aderi também a campanha do combustível, a nave continua do mesmo formato ou seja uma esfera, mas difere no tamanho sendo menos desengonçada, com reduzido número de anéis, espaço suficiente para 5 pessoas só que não possui compartimento de banho, acho que se você quiser dar uma volta nela, terá que levar algo portátil ( sabe o que é não? ) mas tudo é piada, possuímos alimentos eficazes, capazes de parar por tempo determinado suas funções fisiológicas.

Os escritos de cima na minha fala, não tem nada a ver com o que escrevi em baixo na sua fala.

Aguarde meus pronunciamentos até que eu possa achar dia, lugar, hora, e um certo regime de s/ parte, aí então eu o avisarei. Mais um pouco de paciência.

Teu amigo e irmão Wórléns (planeta Saturno) (Tólls).

As palavras dizem mais ou menos isso:

Domingos dorme tranqüilo em seu leito enquanto aparelho escreve morrendo de sono, desculpe hora tardia esse seu amigo não tem horário para dizer a vocês que também sei amá-los.