O Que Acontece Após a Morte?

O Que Acontece Após a Morte?

Pergunta:

Olá novamente Sr. Domingos!

Poderia me responder algumas perguntas que me deixam em dúvida dia e noite?

  1. O que acontece quando morremos?
  2. Como é o processo?
  3. Existem seres que ajudam a gente “do outro lado”?
  4. Se existem seres iluminados, como encontrá-los?
  5. Caso não encontrá-los ou caso eles não existirem, o que fazer?

Muito obrigado,
Uerê

Resposta:

Prezado Uerê,

Aqui vão minhas respostas. Quase um livro. Peço a você que divulgue pois, muita gente precisa e vai querer saber desse este assunto:

  1. Não existe desencarne (morte) e reencarne (nascimento) iguais, apesar de aparentemente, parecerem ser idênticos! Ou seja, a morte e o nascimento são diferentes para cada pessoa. O moribundo pode estar sofrendo muito ou não estar sofrendo, mas, seu desprendimento será peculiar, exclusivo para ele, pois, vai depender do grau de adiantamento, de conhecimento e sobretudo, dos níveis de toxidade que ele pode estar carregando sobre si. Entenda-se por toxidade, todos os tipos de vicissitudes que dominam o ser humano, quando em vida, por exemplo, se no momento de sua morte ele estiver, vingativo, invejoso, avarento, odiando, não perdoando, cobiçando, tiver feito mal-uso de seus sentidos, como sexo, voz, olhos, ouvidos, mãos, pés, tiver sido um viciado em álcool, fumo, sexo, drogas, estiver ainda preso aos determinados tipos de alimentação, ter sido criminoso, traficante, desviado o dinheiro público ou de terceiros, mal uso da palavra, mal uso de suas prerrogativas de mando, de poder, seja em que área for, pública ou privada, enfim, ter sido um mal elemento, mesmo que as pessoas não tenham ficado sabendo de seus atos nefandos, e ainda mesmo que aparentemente ele possa não ter qualquer tipo de consciência, tudo ficará registrado nos chamados “Registros Akáshicos” ou seja, registros universais/siderais, tudo, mas, tudo mesmo, será o lastro, ou peso que o manterá por longo tempo dentro do corpo, até que a putrefação das células e moléculas se se desintegrem, arrebentando-lhe o cordão magnético que o prendia ao físico, e após, ele, já com seu teor magnético mesurado, será atraído para as regiões astralinas, tanto no Umbral como nos níveis mais elevados, nos quais, expurgará entre “amigos” comuns, ou seja da mesma afinidade ou como se diz na gíria, (da mesma laia) até que devidamente desintoxicado em seu Períspirito ele possa ser atraído para seu antigo clã familiar, de preferência e lá poder receber seu novo corpo. Devo frisar, que nem sempre o tempo que ele permanecer no astral, até que ele seja atraído para o novo corpo pode ser suficiente para ele se desintoxicar plenamente, daí ele trazer para sua nova vida, todos os sintomas das doenças ou dos vícios (os quais, também podem ser emocionais, mentais e etc.) e desta forma, volta para drenar suas toxinas em forma de doenças graves e de variadíssimos tipos. Teremos então, os elementos com deficiências graves, como câncer na laringe, no estomago, nos intestinos, fígado, baço, pâncreas, órgãos externos e outros órgãos internos, como olhos, voz, ouvido (os surdo-mudo) os aleijados, os portadores das doenças e tumores cerebrais, os portadores de síndrome de down e outras síndromes, incluindo-se as várias manifestações de epilepsia, catalepsia, loucura definitiva, aquela que é incurável, por sérias lesões cerebrais e mentais, de nascimento e por ações externas, tais como, choques, traumas e etc., bem como, as esquizofrenias, as depreções, os medos e tabus, os quais, também poderão estar ligados ao excesso de substância dopamina no cérebro, além dos distúrbios de mediunidade descontrolada ou mediunidade aberta. Todos esses sintomas e doenças, em sua maior parte, o indivíduo traz dentro desi karmicamente, pois ele retornou a vida com esses tipos de deficiência ou de carência, que com certeza, os especialistas das áreas da psiquiatria e psicologia, saberão como atenuar. É preciso salientar que, NÃO EXISTE INJUSIÇA DIVINA, tudo o que o ser humano aqui plantar, aqui ele colherá, mesmo que seja em reencarnações subsequentes. Eu vou mais longe dizendo que ” A BALA PERDIDA SÓ PEGA EM QUEM A ATIROU ANTES”, quer dizer que, não existe vítimas perante o Criador, apesar de no momento do acontecido, quando uma criança inocente é atingida, ela e seus parentes, inconformados, não sabem e não aceitam a fatalidade, mas, o espirito do que foi atingido sabe ou vai saber. O Mestre dizia “Eu Não vim para Mudar a Lei mas sim para cumpri-la” e Ele, sem exceção também foi aparentemente vítima da Lei Universal (veja o capitulo especifico sobre a Morte e a Missão de Jesus no meu segundo livro “O DNA Do Espirito E Os Extraterrestres“! Há outros casos de desencarne como aqueles provocados por acidentes, por assassinatos e outros que ocorrem inesperadamente, mesmo nestes casos, quando o espírito é expulso do físico, repentinamente ou abruptamente, estarão sujeitos ao peso das toxidades e ao tempo de desintoxicação. Há também os casos de suicídio, quando a pessoa, por covardia ou desespero, dá fim a sua própria vida pensando que assim se libertará de seus problemas, ledo engano! Ela, entrará num estágio tão penoso quanto, ou pior do aquele em que se encontrava quando em vida! Terá contra si, todo o peso de suas toxidades, mais uma agravante que é a de ter fugido da vida e a ter encurtado no seu tempo real programado para seu destino. Além de que, sofrer os traumas espirituais ou perispirituais do tipo de morte que provocou sobre si, ou seja, se foi por tiro, por veneno, por ter se atirado debaixo de um trem ou de um veículo qualquer e agora, por terem se utilizado de cartuchos de dinamites em volta do corpo, matado a si e a outras centenas de pessoas, que estarão atrás dela lá nas regiões umbralinas, em locais específicos só para os suicidas.
  2. Respondido acima.
  3. Sim, há seres socorristas do lado de lá que fazem o possível dentro de suas limitações para guiarem o desencarnado em seu novo “status”, bem como, preparando-os para a nova reencarnação, no exato momento para isso. Mas, essa ajuda não livrará aqueles que devem passar ou arcar com seus processos e responsabilidades.
  4. Sim, há seres iluminados do lado de lá, mas, como se encontram em patamares vibratórios mais elevados, só poderão ser encontrados, se o ser humano tiver também sua vibração elevada, ou se eles baixarem suas vibrações, o que é um grande sacrifício para eles, descerem até o ser menos elevado.
  5. Na verdade, a reencarnação é automática, ou seja, o ser desencarnado encontra-se do lado de lá necessitando retornar á matéria, pois essa é uma das cláusulas da Lei Universal, ele será atraído automaticamente para o seio do seu antigo clã, de preferência familiar, mas, para isso ocorrer, será necessário que haja alguém para dar à luz a ele e disposto a recebê-lo. Normalmente, já deverá ter havido um acordo para essa aceitação entre eles. A ajuda dos seres mais elevados Reencarnacionistas se dá no sentido de resguardar o nascimento de intromissões indesejáveis, tais como, inimigos do reencarnante, da futura mamãe e outros, que, por qualquer motivo, até pelo tipo de “habitat” inóspito, colocarem dificuldades várias! Vou dar um exemplo aqui, um tanto “animalesco”, mas, que penso, facilitará o entendimento de todos os que se interessarem pelo assunto. Temos aqui na Terra um exemplo típico que nos mostra como funciona essa questão do reencarne ou renascimento: A humanidade da Terra , é carnívora por excelência, então, assistimos a morte de milhões de animais bovinos, suínos e conforme os países, todos os outros tipos de animais, deveria haver a pergunta: Se existe a Justiça Divina e ela é igual para todos, como permite toda essa matança? Os mais afoitos dirão: Os animais vieram para alimentar o ser humano, consequentemente não há por que ter pena deles: Eu respondo: Sim, de certa forma, o nosso habitat permite e facilita a ingestão de carne de animais, o que não ocorrem em outros planetas evoluídos, sempre salientando, evoluídos, desta forma, aqui, quanto mais os animais são mortos, mais eles se reproduzem e retornam “dentro daquele bendito esquecimento” que já mencionei em capito especial do meu livro e dentro do meu site, e, quando o fazem, não retornam vingativos, ao contrário, voltam mansos, e se sujeitam a serem mortos até cruelmente para serem ingeridos de várias maneiras, quando que se no lugar deles, fossem os seres humanos a serem massacrados dessa forma, com certeza viriam vingativos e o círculo vicioso do kharma se instituiria “ad eternum”, ou seja, para sempre, mas, os animais, logo após serem sacrificados, são imediatamente atraídos para o seu meio, e não lembram do que passaram anteriormente, daí a reprodução continua, o que é uma “dádiva” para os criadores e pecuaristas que se enriquecem cada vez mais com essa indústria da morte de animais! Para evitar isso, conto aqui uma passagem pessoal comigo: tive uma cachorra da raça dogue alemão, grande, toda dourada, olhos dourados, nariz vermelho, de nome DAPHNÉ, em homenagem a suíte Daphnis et Clohé, de Ravel, que estava tocando no meu rádio, no momento exato em que eu a puxava do ventre da mãe dela no ato do seu nascimento. Ela só falta falar e eu aprendi com ela a sua linguagem que era, e é, pelos sopros do nariz, ou seja três curtos, três longos, um curto dois longos e assim por diante. Assim, criei uma afeição por ela e, quando por uma fatalidade, minha casa passou por uma grande enchente, não pude salvá-la, o que foi uma dor horrível para mim, como se eu tivesse perdido um ente da família, então num ato de desespero e para evitar esse “reencarne automático” que já mencionei, pedi ao meus Guias da terra, que não permitisse que ela reencarnasse, pois, gostaria de reencontrá-la quando eu retornasse ao campo espiritual. E assim foi feito! Hoje ela serve de cão guia para os socorristas que adentram ao Umbral para buscar alguns necessitados e eles a trazem para mim que a vejo, balançando sua cauda de contentamento quando me vê! Portanto, a todos aqueles que têm os mesmos princípios, podem fazer o mesmo com seus animais de estimação!

Todas essas informações apesar de eu ter-me alongado, ainda poderiam ser mais profundas, mas, para não ser cansativo e extenuante, pararei por aqui, não sem antes informar que, todas elas eu as recebi de seres mais evoluídos que eu, ou seja eu as verifiquei “in loco”, ou seja pessoalmente, mas, assim mesmo não me dá o direito de ser infalível. E ainda, que em planetas mais evoluídos, tudo ocorre diferentemente, devido ao nosso “habitat” ser um tanto grosseiro e dar margem a todas essas mazelas descritas!

O ser terráqueo não faz ideia nem de longe o que vem a ser a vida e o renascimento entre seres evoluídos!

Um forte Abraço e por favor divulgue sem exceção!
DYezzi::.

Anúncios

Porque Pessoas Doentes Melhoram e Logo Morrem … O Processo de Desencarne

Porque Pessoas Doentes Melhoram e Logo Morrem ... O Processo de Desencarne

Pergunta:

Olá Domingos,

Estou enviando o texto abaixo para obter o seu parecer. Muito obrigada. Marisa da Silveira

Em caso de doença, o processo de desligamento do doente ocorre mais lentamente. Por vezes acontece que as equipes socorristas iniciam o processo de desligamento, mas os parentes estão junto ao doente e vibram tão intensamente para que este fique bom, que dificultam muito o seu processo de desligamento. Para resolver esta situação, os socorristas fazem com que o doente tenha uma repentina melhora. Desta forma os familiares ficam aliviados e afastam-se, continuando as suas tarefas diárias. Neste momento, os socorristas podem retomar o processo de Desligamento e o doente vem a falecer em pouco tempo.

Num velório costuma haver uma núvem cinzenta de tanta tristeza que paira no local. Às vezes o espírito está ausente, já desligado da matéria. Outras vezes, o espírito está confuso no local e por vezes está a dormir junto ao corpo. O que dificulta nestes lugares é a tristeza e a choradeira das pessoas.

Seria tão maravilhoso se todos compreendessem a desencarnação como ela verdadeiramente é e aceitassem a ausência física, ajudando o desencarnado com pensamentos de estímulos, amor, carinho, rezando por ele com fé, ajudando-o no seu desligamento e na sua ida a sua nova jornada no plano espiritual!

O melhor desencarne é de uma pessoa que foi espiritualizada em vida, pois desencarna de uma maneira completamente tranquila, como que dormindo e acordando num belo local, entre amigos. É um regressar tranquilamente à verdadeira casa.

Resposta:

Oi Marisa,

Grato por seu contato.

Realmente, o que foi descrito é o que ocorre. Mas, na Terra, isto ainda é inevitável, pois grande parte da humanidade está arraigada aos seus sentimentos e a Espiritualidade tem que fazer uso desse expediente para libertar o desencarnante de seu físico débil, caso contrário, tanto o ser que está para desencarnar permanece preso ao corpo, por que na maior parte das vezes ele também não deseja deixar a vida e lança de tudo o que conhece dentro de sua desesperada vontade de viver ou, de não morrer, acelerando e aumentando as amarras ou ganchos que o físico lança sobre o espírito, prendendo-o até após a morte, mesmo já dentro do esquife e da tumba, até que o corpo se desfaça e seja devorado pelos vermes. Devo lembrar que, nestes casos dolorosos para a alma, a qual nesse espaço de tempo, sente tudo, sente até as larvas e a podridão devorando seu corpo inerte, enregelado e endurecido. E, ele em desespero quer fugir dali e não consegue, pois ele quis assim e a Espiritualidade nem sempre pode interferir pois deve obedecer as Leis Cósmicas Universais, que dá o livre arbítrio, além do que, ele pensa que ainda está vivo e deve se desfazer por si só das amarras que criou sobre si próprio. Mas, e porquê isso acontece? Acontece devido o tipo de conduta que ele tinha quando vivo, ao tipo de alimentação, as suas ações negativas e mórbidas e a dezenas de outras causas, além das pressões de seus algozes que lançam sobre ele fluídos deletérios, pegajosos que formam uma espécie de extensão entre seu corpo inerte, seu perispirito e eles, seus algozes, seus inimigos figadais, os quais, permanecem a espreita aguardando seu sofrido desprendimento da matéria, para atacá-lo e levá-lo “preso” ao umbral, ou as regiões mais tenebrosas, paralelas à crosta terrestre.

Portanto, meu conselho, se é que posso dar algum é, o de que vivam em paz consigo mesmos, vivam em paz com seus semelhantes, alimentem-se com alimentos desprovidos de toxinas e vivam em vida como se já estivessem em espírito, são algumas maneiras de suavizarem o momento da passagem para o mundo energético ou espiritual.

Houve uma ocasião, antes de eu escrever meu primeiro livro que, imaginei escrever ou descrever sobre cada tipo de morte física, ou seja, qual a mais dolorida, a mais sofrida, se seria a lenta por doença e dor, ou a abrupta por desastres vários, ou ainda, aquelas oriundas de assassinatos e por ai afora, mas fui proibido pelos meus Mentores que me disseram que, ainda não era chegado o momento dessas revelações, pois elas poderiam causar trauma antecipado sobre as mentes e espíritos mais fracos, que entrariam em choque pelo pavor antecipado e etc., e eu obedeci, não descrevendo!

Mas, aproveitando, o meu gancho, vou narrar aqui um fato que aconteceu comigo: Residia eu em Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, fui chamado para vir a Capital, pois meu pai estava muito mal, com crise aguda de pneumonia. Ele estava internado aqui num hospital da Pompeia. Cheguei já era noite, fui visitá-lo, conversei com ele, tentei animá-lo mas, pressenti que seria difícil ele se sair daquela! Dito e feito, pela madrugada recebi um telefonema do hospital informando de ele havia falecido, Eu e meu irmão, corremos para lá, mas, ele já havia sido retirado do quarto e já estava colocado sobre uma pedra fria no necrotério do hospital, apenas coberto por um lençol. Ao nos aproximarmos dele ouvi nitidamente a voz que vinha do corpo dele: – “Minguinho, você que sabe tudo, me deixe viver, eu não quero ir embora! Eu, já intuído pelos meus Mentores, percebia que meu pai estava preso ao corpo e não iria sair dali facilmente. Foi então que eu disse a ele em voz alta [enquanto] meu irmão ouvia: “Pai, não tem mais jeito, seu corpo não resiste mais, vou dar um jeito do senhor ir com esses médicos e enfermeiros que estão de branco e vão levar você para um tratamento e após você voltará para se comunicar conosco”. Dito isto, apanhei no astral uma tesoura hipotética e cortei o cordão energético, fluídico prateado que saia de sua nuca! Ao fazer isso, imediatamente o espírito dele saltou fora do corpo, cambaleante e desnorteado, sendo colocado sobre uma maca energética espiritual, trazida por aquela equipe de socorristas e desapareceu no espaço. Mas, ocorreu naquele momento, um terrível mau cheiro, que até meu irmão exclamou: “Nossa que mau cheiro!”

E assim, consegui desligar o espírito de meu pai, que era uma pessoa boníssima, maravilhosa mesmo, e após 30 dias aproximadamente, ele mandava através de minha inesquecível esposa Ceição, uma mensagem psicografada, dizendo para nós todos não nos preocupássemos, pois ele já estava bem e voltaria mais vezes.

Espero que o que aqui foi descrito, possa ser útil para muita gente, pois é difícil de se encontrar nos livros, mesmo nos mais especializados.

Abraços.
DYezzi::.

O astro Sidérius é um planeta morto, sem atmosfera?

Planeta Sidérius

Pergunta:

Sr. Domingos Yezzi, tudo bem?

O astro Sidérius que se aproxima do nosso sistema solar é um planeta morto, sem atmosfera? Pode me informar de onde vem, o que houve com ele no passado? O Sidérius não está aqui por um acaso, ou seja, foi a humanidade do planeta Terra que o atraiu com o padrão vibratório inferior? Neste caso, as humanidades dos demais planetas vizinhos também serão afetadas sem “culpa” nenhuma? O Sidérius só vai passar entre os planetas sem colisão e depois vai continuar seguindo para rumo desconhecido? Se nós mudarmos a vibração poderíamos evitar a aproximação, teoricamente? Desculpe, embora simples intelectualmente, mas, muito detalhista, tudo isso me despertou muitas perguntas.

Agradeço pela atenção.
Hissachi

Resposta:

Prezado Hissachi,

Devo dizer que todas essas informações você as encontrará no meu site e mais ainda nos meus livros, os quais você obterá em PDF através do site, basta fazer o pedido e pagar pelo PayPal, mas, eu não poderia deixar de responder a você, um leitor tão interessado e que poderá divulgar a seus contatos.

Sidérius não é um astro morto, é Astro Gigantesco com mais ou menos 40 milhões de kms de diâmetro, portanto, bem maior que o Sol que tem aproximadamente 1 milhão e 300 mil kms de diâmetro. Ele possui uma atmosfera deletéria, com gazes venenosos, ainda não apropriada ao tipo de vida igual ao da Terra, mas, servirá para atrair os espíritos recrudescentes, malignos, da Terra e de outros planetas por onde ele já passou e passará após passar por Nosso Sistema Solar. Ele é tão pesado magneticamente que atrairá àqueles espíritos. Após desencarnarem em seus planetas, os carregará “colados” em seu astral e os despejará sobre planetas com afinidades negativas com aqueles espíritos. O que vale dizer que cada um receberá e viverá conforme suas obras e sua vibrações intrínsecas. Pelo que sou informado e pelo que me é mostrado por Dornete e sua equipe que o vem acompanhando desde 11º sistema solar mais próximo do nosso, dentro de nossa galáxia, todos os seres que tentaram escapar as ações de Sidérius, mesmo tendo naves avançadas, foram atraídos e seguem presos com suas naves, na “cabeleira” magnética de Sidérius e dela, só sairão, quando forem despejados em outros planetas mais atrasados e carentes de uma nova civilização. Portanto, se a civilização ou seres tiverem afinidades com o tônus vibratório de Sidérius, não escaparão de terem que recomeçar tudo novamente desde a estaca zero.

Agora, para melhor compreensão sobre a formação e origem do Gigante Sídérius, vou levar você, e os demais leitores a uma viagem mental racional, através do Espaço Cósmico e Sideral, lá junto aos Engenheiros Siderais, responsáveis pela habitabilidade dos mundos e pela criação desses mundos.

Há milhares de anos passados, tais Entidades, que tudo prevêem e conhecem dentro do Universo, fizeram deslocar-se de sua órbita dentro da Galáxia, uma órbita gigantesca que circunda milhares de sistemas solares, girando em sentido contrário desses planetas. Ou seja, enquanto a Terra e nosso Sistema Solar giram da direita para a esquerda no sentido dos ponteiros de um relógio, Sidérius gira da esquerda para a direita, o que provocarão uma total remodelação de todos os sistemas e planetas por onde ele teria que passar, já passou e ainda passará.

Por quê isso. justamente, contrariando o pensamento retrógrado da Ciência terrestre e de milhares de seres humanos, de que vida só há na Terra, ao contrário, vida há em todos os planetas de todos os sistemas solares e e galáxias em todos quadrantes do Universo. Entretanto, mesmo aqueles seres, ou humanidades, que atingiram um patamar de progresso técnico, mental, cerebral e espiritual inconcebíveis para o ser comum, eles se acomodam em seus estágios grandemente evoluídos e não se lançam a busca de novos e incríveis conhecimentos á sua disposição no Universo, e permanecem em seus planetas cultuando seu próprio progresso, sem descerem para auxiliarem civilizações mais atrasadas, como as da Terra, por exemplo, pois todas as vezes que aqui tentaram foram repelidos ou causaram danos irreparáveis, o que, dentro da Lei Universal, significa culpabilidade e resgate kármico pela ação e reação inerente a vida nos mundos. Desta forma, Sidérius, já alterou nosso sistema solar por várias ocasiões, uma delas quando, na Terra, ocasião há mais ou menos onze ou doze mil anos atrás, o famigerado Dilúvio, que submergiu vários continentes na Terra e, enquanto trazia para dentro do nosso sistema solar, novos planetas e satélites naturais, com suas respectivas civilizações. Razão pela qual, ele também é chamado de planeta higienizador, chupão e na Bíblia, de Absinto. Portanto, com a passagem de Sidérius, tudo será movimentado dentro do sistema solar, e só serão afetados, planetas que tiverem sintonia com as emanações vibratórias dele, aqueles que não tiveram, serão afastados de sua órbita atual com suas próprias atmosferas e respectivas civilizações intactas.

Quero dizer que o planeta que sofrerá mais com a presença de Sidérius será a Terra, e penso, que não será necessário eu explicar a causa ou os porquês. E neste caso, não dará mais tempo para se evitar as hecatombes previstas, pois elas foram anunciadas milenarmente por avatares, pela Bíblia, por videntes e clarividentes, mas ninguém deu ouvido, preferiram ouvir a Ciência cega e insensível e se dedicarem a belicosidade, a maldade, a negatividade e outros sentimentos vis!

O que poderá ser feito, é uma tentativa rápida de mudança de costumes e aumento das vibrações mentais e espirituais de cada ser humano, sem fanatismo ou religiosismo barato, para ou durante os próximos 10 ou 15 anos anos, tempo esse, que meus amigos calculam que Sidérius será mais sentido.

Ele entrará em sentido contrário ao Sol, ou seja, enquanto o Sol se põe, ele, imediatamente, surgirá no poente, para na manhã seguinte aparecer no Zênite (no Céu), como o segundo Sol e durante alguns meses os dois sois nos queimarão inapelavelmente, até que ele se afaste, dividindo nosso sistema solar em dois, tendo o Sol atual como líder de um novo sistema e Júpiter como líder do outro, levando consigo alguns dos atuais planetas. Vejam as páginas e capítulos específicos nos meus dois livros, agora também em PDF pelo meu site.

Sidérius entrará em nosso sistema solar pela proximidades do planeta Júpiter em órbita perpendicular as orbitas dos planetas.

Abraços.
DYezzi::.

Tudo no plano físico tem cópia, ou "duplo" no Astral

Everything on the physical plane has a copy, or "double" in the Astral

Pergunta:

Sr. Domingos,

Estou lendo o seu primeiro livro e no capítulo sobre o violinista Paganini o senhor cita um detalhe que há muito tempo tinha curiosidade em saber. Por favor, me explique melhor: “Vimos Paganini no Astral em nossa casa … e seu inseparável Guarnérius …” se referindo ao violino. Pergunta: Um espírito recria no astral um objeto seu preferido com as mesmas características do original ou ele por algum processo desconhecido leva o objeto com ele e deixa aqui uma cópia? Obrigada.

Abraços,
Rosa

Resposta:

Prezada Rosa,

Grato por sua pergunta.

Conforme sou informado e pelas vivências que tenho tido em constante contato com o Astral, ou seja, o campo espiritual, ou o mundo paralelo energético, que circunda a Terra e que consequentemente nos envolve a todos, tudo o que existe em nosso plano físico tem sua cópia, ou “duplo” no Astral, principalmente, objetos ou coisas que nos acompanham ou acompanharam quando em vida. É o caso de Paganini, o grande virtuoso que não se separava do seu violino Guarnérius Del Gesu. Ele deixou o original dele aqui e que se encontra no museu relativo a ele em sua cidade natal na Itália.O instrumento original é utilizado ainda hoje por grandes concertistas que o tomam emprestado do museu, para gravações e concertos públicos.

Devo lembrar também, que o espírito humano quando deixa o corpo físico não se desintegra com a morte e se torna uma cópia “viva” com todos os seus detalhes de anatomia e de personalidade no astral, ou seja, é uma copia verdadeira do que ele era quando em vida. Não é só Paganini, mas se aplica a qualquer um de nós. Eu também digo no livro, que o Espírito, quando desencarnado, em estado perispiritual é semi-material, apesar de ser invisível aos olhos comuns, é matéria rarefeita, ou quintessenciada, podendo se tornar visível e tangível em determinadas situações. Portanto, o Espírito ainda é Matéria, mesmo que algumas religiões digam o contrário. Leva para o lado de lá todos os resquícios de sua vida na carne, tais como, vicios, vontades, desejos, doenças e maldades.

No caso mencionado, ele, Paganini, leva consigo, energizado, o seu violino em sua essência, o qual, pode ser tocado e ouvido até melhor do que seu original, pois ambos, Paganini e seu Guarnérius se encontram no mesmo plano vibratório, portando, estão interligados vibratóriamente “ad perpetuum”. Entretanto, se faz necessária aqui uma explicação pessoal, particular: Enganam-se aqueles que, pensando que tudo será encontrado no mesmo patamar vibratório após sua morte física, exemplo, perdem um ente querido e se suicidam pensando que irão se juntar a ele após a morte, raramente se juntarão imediatamente, pois cada um tem seu teor vibratório peculiar, uns vibrando mais alto, outros mais baixo e, após cometerem esse desatino, verificam que seu ente querido não se encontra onde ele esperava encontrá-lo, se desesperam e até enlouquecem espiritualmente, exigindo um longo tratamento energético no campo espiritual por parte das entidades espirituais afeitas socorristas, afeitas às tais situações, que não são raras, ocorrem desde que o ser humano começou a ordenar sua razão.

Espero ter esclarecido, caso contrário, volte a escrever.

Abraços,
DYezzi::.

[box type=”note”]Translation: Everything on the physical plane has a copy, or “double” in the Astral[/box]

Sobre a mudança de ciclo

Transmigrações de Seres Positivos e Negativos

Pergunta:

Bom Dia Sr. Domingos,

Se o Sr. tiver um tempinho, poderia me ajudar a colocar em ordem todas essas informações que chegam sobre a mudança de ciclo? Sei da passagem do planeta Sidérius, que atrairá para si todas as almas que não atingiram determinado padrão evolutivo. Esse planeta só faz isso ou nele também há vida? Com tantos cataclismos que a Terra sofrerá com a sua passagem, os sobreviventes terão a incumbência de fazer as mudanças, ou seja, “colocar a casa em ordem”? Seriam a terça parte da população que sobraria? E essa tal nave que faria o resgate? Na Bíblia se fala em arrebatamento das pessoas boas; se dará um resgate coletivo para que essas pessoas não sofram as consequências da passagem do Sidérius? Concordo quando o Sr. fala para tocarmos a nossa vida, fazendo nosso melhor porque a vida continua aqui, lá, ou em qualquer outro lugar e o que importa é carregarmos o bem no coração e na mente. Bem, o Sr. já percebeu que fiz uma salada com as informações mas estou engatinhando nesses assuntos.

Obrigada pela atenção e Feliz 2014.
Rosa G., São Paulo

Resposta:

Prezada Rosa,

Todos nós quando pra cá retornamos, já sabíamos o que nos esperava, assim como todas essas crianças que estão nascendo e renascendo, no fundo elas sabem o que ocorrer; cabe a nós nortearmos a vida delas para o Bem, assim nos auto-nortearmos. Não há necessidade de virarmos santos, ou de mudarmos nossos objetivos se eles forem bons. “Há cada um conforme suas obras!” Ele já dizia. Portanto, quanto mais elevarmos nossas condutas e formas de pensar, sempre positivamente, não seremos esquecidos, com certeza. A forma de ajuda chegará no devido tempo para aqueles que merecê-la. Não haverá protecionismos, pistolões e etc., bem ao gosto do terrestre. E não adiantarão arrependimentos de ultima hora, ou seja, eu fui maldoso até agora, mas vou me juntar à alguem que sempre foi bom, e assim, ele sendo salvo eu serei também! Engana-se os que assim pensarem.

Por favor, leia meus livros, entre no meu site, lá estão explicados alguns detalhes que muito ajudarão naqueles momentos. Garanto a você que nem eu estarei salvo se não me fizer merecedor. Isto nada tem a ver com religiões ou religiosismos baratos!

Grato.

Abraços,
DYezzi::.

Reencarnação, Karma

Karma

Pergunta:

Olá, bom dia,

Gostaria de solucionar uma dúvida: A doutrina espírita fala em reencarnação e que estamos em um mundo de provas e expiações para saldar dívidas do passado ou cumprir alguma missão. Mas não é injusto a pessoa ficar sofrendo por uma coisa que ela fez em uma outra vida que ela nem vai lembrar do que fez? Agora toda vez que passo por momentos difíceis na minha vida, fico paranóica, pensando no que eu fiz no passado, se matei, se roubei, etc…

Atenciosamente,
Naiara M.

Resposta:

Prezada Naiara,

No meu segundo livro “O DNA do Espírito E Os Extraterrestres”, página 65 – “O Poder da Mente … O Bendito Esquecimento”, você encontrará detalhes explicativos para essa sua dúvida, entretanto, vou dar aqui umas rápidas pinceladas a respeito, pois nunca é demais:

Sempre baseado que O Criador – O Núcleo Central Cósmico – é justo e imparcial dentro de suas leis, imaginou um Universo composto só de positividades e que em todos os planetas que formam esse universo, haveriam humanidades boas, dentro do amai-vos uns aos outros, mas, como a inteligência maior é a dele, não poderia deixar de formar leis naturais e automáticas, visando alcançar aquele ser humano que, com certeza, devido ao seu “habitat inóspito” iria sair da linha. Seria invejoso, rude, maquiavélico, maldoso, briguento, semearia a discórdia, a guerra, a doença, enfim, faria tudo aquilo que não estivesse previsto. Dai surgirem as Leis de Ação e Reação, de Causa E Efeito e muitas outras que, naturalmente cerceariam a belicosidade do ser, levando-o ao aprendizado, mesmo que pela dor, já que pelo amor, o ser humano acharia muito fácil e não praticaria. Então, desde a existência dos seres humanos, devido essa índole belicosa, que vem ocorrendo essas distorções praticadas pelo ser contra o próprio, gerando assim um acumulo de atrocidades cujo tempo médio de vida, principalmente no planeta Terra não daria para que ele resgatasse suas ações nefastas, mas tudo fica registrado nos chamados Registros Akhashicos, sobre os quais, você encontrará minhas explicações no meu site. Esses registros cósmicos-universais são por assim dizer, uma copia de nossos registros mentais/espirituais em tamanho agigantado. Desta forma, muito mais meticulosa do que a memória do ser humano, que é fraca e esquece tudo por conveniência e interesse, a Memória Divina que são esses registros, nada esquece, nada se apaga, ao contrário, deixa tudo pendente em busca da solução adequada.

Isso vale dizer que, se você deu uma paulada na cabeça de alguém, esse alguém registrou sobre si próprio, mesmo que ele tenha morrido, pior e mais ainda se morreu. Ora, como já expliquei, não havendo tempo para que você recebesse de volta o que você praticou, pois tanto você como sua vitima, se foram fisicamente. Sim, fisicamente, pois espiritualmente e mentalmente vocês continuaram mais vivos do que nunca e consequentemente, um desejando vingar-se e o outro, não aceitando, como você não aceita, ao encontrá-lo revidaria antes que ele se lembrasse que foi você quem o matou na outra e, novamente, você o faria de vitima. E ele, nas duas vezes, clamou por Deus, por proteção e ninguém apareceu! Não apareceu, justamente porque ele também havia praticado algum tipo de desarmonização, ou seja tudo vira um “moto-continuo” sem fim. Até que aja o perdão espontâneo entre os dois, dai o bendito esquecimento, que leva o algoz frente a frente ao seu inimigo, e ele apenas vai saber “que não topa aquela pessoa” mesmo sem a ter conhecido antes. Também vai haver aquele que se apaixona á primeira vista, sem também ter conhecido a pessoa antes!

Dai eu sempre dizer: – “Quem não deve não teme!” – “A bala perdida só pega em quem a soltou antes!” – “Nada ocorre por acaso!” – “À cada um de acordo com suas obras!” – Ele já dizia. E este meu ditado algébrico que diz: “Ai de Ti ou Feliz de Ti, No Dia em que o Teu Presente, encontrar o Teu Passado!” A matemática cósmica se fará presente, ou seja, se foi negativo e ainda continua sendo negativo, sinais iguais, soma-se e tudo continua negativo! E nem os mentores poderão interferir. Se foi positivo e continua sendo positivo no presente, sinais iguais, soma-se e tudo continua positivo! E nem o mais negativo dos seres poderá interferir. Se foi negativo e o presente é positivo, sinais diferentes, diminui-se, permanecendo o sinal do maior! Portanto, não há o que temer, apenas deve-se ter a preocupação de construir, de fazer bem aos outros e ao mundo, pois o que é do homem será do homem, seja positivo ou negativo. Autor: DYezzi::.

Veja bem, não há religião ou religiosismo nessa casuística, há apenas, ação e reação, sem castigo divino, sem punição dos santos ou mentores, apenas leis cósmicas siderais a serem cumpridas. Ou seja, normas de boa convivência entre os seres universais.

Abraços.
DYezzi::.

Espíritos

Espíritos

Pergunta:

Olá Yezzi, tenho duas grandes dúvidas:

  1. Espíritos tem forma?
  2. Seres como: insetos, animais, plantas, etc… têm espíritos, ou somente seres racionais?

Obrigado pela atenção.
Gustavo A.

Resposta:

Oi Gustavo!

Esteja a vontade para fazer as perguntas, porém acho mais prático, você ler meus livros e entrar no meu site, neles você encontrará muitas respostas, inclusive há capítulos no segundo livro só para perguntas dos leitores. No site você encontrará também o meu blog, mas, enquanto isso, estarei respondendo dentro do meu tempo disponível.

A primeira pergunta:

Sim, o espirito tem forma, logo em seguida a sua morte física, quando ele ainda é perispírito e neste caso, todos sem excessão, conservam sua última forma de quando estavam na carne. Exemplo: Se você morresse (não estou desejando isso), você apareceria para mim como você é hoje, até com a última roupa que eu possa tê-lo visto, mas, se eu não o conhecesse pessoalmente, como não o conheço, você apareceria para mim na última forma que você tinha antes de morrer e que ficou registrada em sua memória astral (akáshika) e falaria comigo se apresentado e me dando detalhes. O perispírito, apesar de ser energético, transparente, ainda é matéria e como tal, continua carregando sobre si todas as mazelas de quando estava no corpo, tais como, vicio, dependências, costumes, modos de falar, tonalidade de voz e todas as demais toxidades, as quais, ele perderá após passar por tratamento de desintoxicação e de esclarecimento no astral. E, se caso ele tenha que retornar ao corpo (reencarnar), quer seja por karma, ou por missão, possa estar o mais leve possível (isento) das anomalias anteriores que o prejudicarão em sua nova vida, trazendo doenças graves ou não, psicopatias, e etc. Para explicar tudo, eu teria que fazer um novo compendio médico, pois os psiquiatras e psicólogos ainda estão longe de poderem entender, essa outra faceta da vida! Ele, entretanto, perderá essa forma “biotípica” após estar totalmente desintoxicado e altamente elevado, quando então poderá se desfazer dessa “capa energética semi-material” e se transformar em espirito ou mais comumente chamado de alma, ou seja, uma chama, uma luz, brilhante, pensante e falante através dos meios que tiver a sua disposição para se manifestar entre os vivos e entre os próprios desencarnados (mortos), pois se encontrará em patamar vibratório superior e só poderá ser avistado pelos seus afins, do mesmo grau ou, se ele usar seu poder de materialização e querer se apresentar nas suas antigas formas, mesmo as que ele tinha a séculos atrás, ou seja, nesse estágio ele poderá plasmar-se no que desejar.

Obs.: Texto exclusivo de autoria de Domingos Yezzi::.

Segunda pergunta:

Sim, por incrível que possa parecer, todos os seres de dentro de um habitat, como a Terra por exemplo, possuem o que se poderia chamar de “uma centelha” que lhes dará suas futuras formas, ou seja, uma abelha voltará a ser abelha, um cachorro voltará cachorro, um macaco, voltará macaco (aqui cai por terra a teoria da evolução de Darwin, pois o macaco continua sendo macaco até hoje, após milênios de sua existência. Infelizmente aquele grande cientista se equivocou!). Cada um desses seres animados (o nome já diz) e inanimados, como cristais, pedras e flora, também têm suas faixas vibratórias especificas, e todos são controlados pelos seus respectivos Elementais e espíritos Superiores, aos quais denominamos de “Engenheiros Siderais” que têm sob suas atuações tudo o que há dentro de um habitat, seja na Terra ou em qualquer outro planeta, são eles que dirigem esses elementos e seus elementais a alteraram seus padrões vibratórios, a fim de que poderão alcançar o seus progressos universais, dentro de suas linhas de tempo! Veja por exemplo, as plantas, já existem experiências constatadas e catalogadas que mostram uma planta se encolhendo quando uma tesoura ou objeto cortante é aproximado delas! Veja-se a metodologia das abelhas na procura das flores e na construção do seus favos sextavados. as formigas, e o que não dizer dos animais caseiros!

Autor: Domingos Yezzi::.

Abraços,
DYezzi

Desencarnados em Santa Maria

Desencarnados em Santa Maria

Pergunta:

Oi meu amigo, … uma pergunta que sei que terás respostas. Sobre os desencarnados de Santa Maria, acredito ser bem possível, mas como a gente tem que cuidar porque sempre surgem muitas especulações… O marido de uma colega ouviu no centro espírita que os jovens que desencarnaram e fizeram a passagem juntos aceitaram que morreriam dessa forma pois dizimaram muitas vidas dessa mesma forma em Auschwitz. Eu acredito, já que a doutrina espirita nos fala sobre isso, mas, o que você tem a me dizer? Li seu e mail com mensagem sobre os desencarnados de Santa Maria … Por aqui, tudo está muito pesado… Ninguém esquece, ninguém desliga…

Abraços,
Nádia

Resposta:

Minha Prezada Nádia,

Sem dúvida alguma nada ocorre por acaso e, NÃO HÁ INJUSTIÇA DIVINA. Com certeza, todo esse pessoal deve ter cometido desatinos do mesmo gênero e grau, não entrando em questionamentos religiosos, eu diria apenas que a Lei de ação e reação se fez presente para cada um deles e suas respectivas famílias, colegas e amigos e até outros pertencentes a raça humana, pois desse mal fadado acontecimento, foram geradas novas providências e cuidados em espaços frequentados por multidões, não só no Brasil mas no no mundo todo. Entretanto, não significa que todos indistintamente, tenham praticado as ações nefastas nos campos de concentração alemães, mas é quase certo, pois o Rio Grande é composto por muitas famílias e descendentes alemães, mas pode estar certa de que alguns que colocaram fogo em mendigos debaixo de pontes, ou em guerras sulistas, também foram atraídos para o mesmo local!

O mesmo fim terão esses “chefões” que de dentro das cadeias mandam botar fogo em ônibus com gente dentro, ou casas. Não só eles, mas também os que colocaram, e se não havia gente, perderão suas propriedades da mesma maneira que fizeram outros perderem. E aqueles que estavam dentro dos veículos, também devem ter aprontado algo assim em algum momento da vida de seus espíritos. Tudo está registrado em seus DNA físicos e espirituais.

O meu conselho é que as religiões e entidades publicas e ainda meios de comunicação, induicem a população local, parentes, colegas e amigos interrompessem os sofrimentos que já foram bastantes, para que as vitimas fossem libertadas de seus”status” vibratório de sofrimento e de perda, pois quanto mais as pessoas agirem negativamente, mais prendem as vitimas nos locais dos acontecimentos ou junto a si, caso ainda não possuam a compreensão desse triste momento espiritual e físico.

Abraços,
DYezzi

O Nascimento das Leis Divinas – Os Registros Akáshikos – O Khárma – O Dhárma (Destinos)

Remetido por KÓRPKÉNS, líder do planeta (Guestras) Netuno

Captado e escrito por Domingos Yezzi::. Em 08-12-2012 7.00PM em São Paulo, SP – Brasil

Traduzido por Christina C. Breault em 11 de dezembro de 2012, às 8:00PM em Florida – USA

A Justiça Divina

O Núcleo Central Cósmico — Deus — em sua imensa arbitrariedade e infinita sabedoria, fruto, Ele próprio, de milhões, de bilhões de micro partículas e cada uma contendo seu tônus vibratório particular, pessoal, individual e sua radiação magnética peculiar, após bilhões de anos para sua aglutinação e, portanto, para sua formação inteligente, iniciou seu espargimento de dentro de Si para a vastidão universal de todas as partículas ondulatórias e vibratórias, respectivas a cada peculiaridade de cada “habitat” e seus interiores e exteriores, seus “habitantes”, que vão desde os micro átomos da matéria visível, física ou energia condensada na terceira dimensão, passando pelos Elementos e seus respectivos Elementais à centelha inteligente do mais rude ser humano e humanoide, de conformidade com cada “habitat” respectivo, seus Sois e Planetas, Galáxias e Quasares (Buracos Negros), nebulosas e outros componentes do universo visível (sideral) e universo invisível (cósmico).

Essas partículas magnetizadas vieram formando os campos radiativos magnéticos, resultando na excitação e geração da Luz das Galáxias e de seus bilhões de sois e planetas, resultando também, no isolamento e agrupamento de suas células e, com isso, fez nascer ou brotar o Vácuo Absoluto entre os corpos estelares. Por conseguinte, cada agrupamento galáctico, cada sistema solar, cada planeta e até mesmo os quasares (buracos negros), por movimento próprio, sístole e diástole, atração e repulsão magnética, positiva e negativa, tiveram e têm ao seu redor milhões, bilhões, trilhões e distâncias ainda mais incomensuráveis, de Vácuo Absoluto a fim de permitir a passagem incólume, livre, as radiações cósmicas e magnéticas, além dos movimentos de expansão das galáxias dentro do universo, sem se chocarem uma com as outras e em crescimento continuo e sem fim.

Portanto, sem a existência dos espaços vazios, que são os cinturões de vácuos que garantem a passagem das radiações luminosas apagadas, que só se acenderão dentro de cada “habitat”, galáxias, sóis e planetas, não haveria a manifestação da Luz e nem seria possível as viagens interestelares pelas naves interplanetárias, movidas a energia magnética. E são essas irradiações ou radiações, aliadas, às vibrações especificas de cada corpo, de cada átomo ou partícula dentro do espaço cósmico-sideral é que vem a se formar ou a se produzir AS LEIS CÓSMICAS SIDERAIS, OS REGISTROS AKÁSHIKOS, O KHÁRMA, O DHÁRMA, (DESTINO) –A JUSTIÇA DIVINA – que abrangem a tudo e a todos.

Assim, desta forma, todo o Universo passou a ser magnetizado, com seus polos, positivo, neutro e negativo. Que arbitrarão sobre aqueles que produzem a luz, promovem a criação, a harmonização, a expansão, o conhecimento e etc. a possibilidade de elevação de nível vibratório. Que seriam os Positivos. Que arbitrarão sobre aqueles que são intermediários, apenas facilitam a passagem de um campo a outro, os vácuos absolutos, são os neutros. Mesmo entre os espaços intra-atômicos, entre o núcleo do átomo e seus elétrons, existem os nêutrons, ou o vácuo; que permite a passagem da radiação do núcleo para os elétrons, e esse agrupamento atômico forma as células, e estas, formam um corpo físico. E com essas radiações intra-atômicas e intracelulares produzem o calor físico ou humano, em permanente 36,5ºC, a mesma ração fisioquímica que se dá no Sol, que é um astro frio, assim como todas as estrelas são sois frios. (Já mencionado no primeiro livro deste sensitivo). Arbitrarão sobre aqueles que produzem as sombras, a escuridão, a destruição, os quasares (buracos negros), as doenças, os desequilíbrios, as desarmonias e são a antítese da luz, que são os negativos.

Portanto, após essa fase de Criação, formou-se um circulo ou um anel magnético cósmico universal, invisível, vibratório gigantesco, eu diria, de tamanho e alcance, infinitos, pelo qual nada passa ou transpassa, quando tudo é filtrado, barrado e devolvido à cada um conforme os produziu; conforme suas obras, esteja ele em qual planeta ou sol que estiver, dentro do universo, em qualquer canto ou recanto, e mesmo escondido no recôndito de sua mente. Tudo retorna a seu produtor em peso, em quantidade e intensidade na mesma proporção ao que foi produzido. Como um gigantesco radar, as ondas por ele emitidas, seguem seu alvo ou reverberam no Grande Anel Magnético Universal e retornam a ele, trazendo em seu feixe ondulatório todas as afinidades e animosidades, positivas, neutras ou negativas, exatamente na mesma intensidade e proporção de como foram produzidas. Ou seja, não há como essas ondas de retorno ir apanhar outro radar emissor, pois foi este quem as produziu e estão em sua mesma sintonia. Tudo será descarregado sobre ele, tanto o Bem quanto o Mal, no tempo e na medida exata. Distinguindo-se apenas pelo tipo de “habitat” no qual ele vive, ou seja se o “habitat” for a Terra ou similar a ela, onde o tempo de vida, ou a média de vida, comparado a outros orbes, é relativamente curta, então ele será apanhado nas próximas vidas, tantas quantas forem necessárias para sua desintoxicação energético-espiritual. Daí a frase do Mestre-dos-Mestres terrestre: “Não cai uma folha de arvores, sem que o Pai saiba”. Tudo se resumindo em vibração, frequência, sintonia, com a Fonte Maior, a grande emissora universal, cujo dial ( ou seletor de canais ou faixas) se estende em todas as frequências, médias, curtas, longas, ultra curtas, moduladas, desde a micro frequência cerebral humana assim como as frequências da fauna e flora de qualquer planeta até a maior frequência dentro de cada “habitat” ou “habitante” universal, desde o centro do universo às mais longínquas regiões da periferia universal; captando-as todas elas e emitindo para todas elas simultaneamente, não importando, adiantamento ou atraso civilizatório, nem credo, raça, cor ou preferencias, nem nacionalidade e em nosso caso eu diria: nem “planetividade”. O nome dessa emissora ou estação central vibratória constante e eterna é: NÚCLEO CENTRAL CÓSMICO, mais comumente chamado entre os terrícolas de Deus, o qual não tem face, rosto, feição, estatura, nem olhos ou boca, nem biótipo humano ou humanoide, é um incomensurável SOL CÓSMICO – UM GRANDE FOCAL INTELIGENTE.

Esse estado de consciência universal objetiva produz O ETERNO PRESENTE, anulando o Passado, o Presente e o Futuro. Tudo o que o ser humano imagina inventar ou criar já está inventado e criado, já existe dentro do Núcleo Central Cósmico e Suas Leis, até mesmo o TEMPO que é indevassável e indivisível universalmente, também já está criado, apenas se manifesta com o surgimento da Inteligência Humana em todos os planetas e seu contínuo progresso evolutivo!

Remetido por KÓRPKÉNS, líder do planeta (Guestras) Netuno

Captado e escrito por Domingos Yezzi::. Em 08-12-2012 7.00PM em São Paulo, SP – Brasil

Traduzido por Christina C. Breault em 11 de dezembro de 2012, às 8:00PM em Florida – USA

[box type=”info”]Translation to English[/box]