O Que Acontece Após a Morte?

O Que Acontece Após a Morte?

Pergunta:

Olá novamente Sr. Domingos!

Poderia me responder algumas perguntas que me deixam em dúvida dia e noite?

  1. O que acontece quando morremos?
  2. Como é o processo?
  3. Existem seres que ajudam a gente “do outro lado”?
  4. Se existem seres iluminados, como encontrá-los?
  5. Caso não encontrá-los ou caso eles não existirem, o que fazer?

Muito obrigado,
Uerê

Resposta:

Prezado Uerê,

Aqui vão minhas respostas. Quase um livro. Peço a você que divulgue pois, muita gente precisa e vai querer saber desse este assunto:

  1. Não existe desencarne (morte) e reencarne (nascimento) iguais, apesar de aparentemente, parecerem ser idênticos! Ou seja, a morte e o nascimento são diferentes para cada pessoa. O moribundo pode estar sofrendo muito ou não estar sofrendo, mas, seu desprendimento será peculiar, exclusivo para ele, pois, vai depender do grau de adiantamento, de conhecimento e sobretudo, dos níveis de toxidade que ele pode estar carregando sobre si. Entenda-se por toxidade, todos os tipos de vicissitudes que dominam o ser humano, quando em vida, por exemplo, se no momento de sua morte ele estiver, vingativo, invejoso, avarento, odiando, não perdoando, cobiçando, tiver feito mal-uso de seus sentidos, como sexo, voz, olhos, ouvidos, mãos, pés, tiver sido um viciado em álcool, fumo, sexo, drogas, estiver ainda preso aos determinados tipos de alimentação, ter sido criminoso, traficante, desviado o dinheiro público ou de terceiros, mal uso da palavra, mal uso de suas prerrogativas de mando, de poder, seja em que área for, pública ou privada, enfim, ter sido um mal elemento, mesmo que as pessoas não tenham ficado sabendo de seus atos nefandos, e ainda mesmo que aparentemente ele possa não ter qualquer tipo de consciência, tudo ficará registrado nos chamados “Registros Akáshicos” ou seja, registros universais/siderais, tudo, mas, tudo mesmo, será o lastro, ou peso que o manterá por longo tempo dentro do corpo, até que a putrefação das células e moléculas se se desintegrem, arrebentando-lhe o cordão magnético que o prendia ao físico, e após, ele, já com seu teor magnético mesurado, será atraído para as regiões astralinas, tanto no Umbral como nos níveis mais elevados, nos quais, expurgará entre “amigos” comuns, ou seja da mesma afinidade ou como se diz na gíria, (da mesma laia) até que devidamente desintoxicado em seu Períspirito ele possa ser atraído para seu antigo clã familiar, de preferência e lá poder receber seu novo corpo. Devo frisar, que nem sempre o tempo que ele permanecer no astral, até que ele seja atraído para o novo corpo pode ser suficiente para ele se desintoxicar plenamente, daí ele trazer para sua nova vida, todos os sintomas das doenças ou dos vícios (os quais, também podem ser emocionais, mentais e etc.) e desta forma, volta para drenar suas toxinas em forma de doenças graves e de variadíssimos tipos. Teremos então, os elementos com deficiências graves, como câncer na laringe, no estomago, nos intestinos, fígado, baço, pâncreas, órgãos externos e outros órgãos internos, como olhos, voz, ouvido (os surdo-mudo) os aleijados, os portadores das doenças e tumores cerebrais, os portadores de síndrome de down e outras síndromes, incluindo-se as várias manifestações de epilepsia, catalepsia, loucura definitiva, aquela que é incurável, por sérias lesões cerebrais e mentais, de nascimento e por ações externas, tais como, choques, traumas e etc., bem como, as esquizofrenias, as depreções, os medos e tabus, os quais, também poderão estar ligados ao excesso de substância dopamina no cérebro, além dos distúrbios de mediunidade descontrolada ou mediunidade aberta. Todos esses sintomas e doenças, em sua maior parte, o indivíduo traz dentro desi karmicamente, pois ele retornou a vida com esses tipos de deficiência ou de carência, que com certeza, os especialistas das áreas da psiquiatria e psicologia, saberão como atenuar. É preciso salientar que, NÃO EXISTE INJUSIÇA DIVINA, tudo o que o ser humano aqui plantar, aqui ele colherá, mesmo que seja em reencarnações subsequentes. Eu vou mais longe dizendo que ” A BALA PERDIDA SÓ PEGA EM QUEM A ATIROU ANTES”, quer dizer que, não existe vítimas perante o Criador, apesar de no momento do acontecido, quando uma criança inocente é atingida, ela e seus parentes, inconformados, não sabem e não aceitam a fatalidade, mas, o espirito do que foi atingido sabe ou vai saber. O Mestre dizia “Eu Não vim para Mudar a Lei mas sim para cumpri-la” e Ele, sem exceção também foi aparentemente vítima da Lei Universal (veja o capitulo especifico sobre a Morte e a Missão de Jesus no meu segundo livro “O DNA Do Espirito E Os Extraterrestres“! Há outros casos de desencarne como aqueles provocados por acidentes, por assassinatos e outros que ocorrem inesperadamente, mesmo nestes casos, quando o espírito é expulso do físico, repentinamente ou abruptamente, estarão sujeitos ao peso das toxidades e ao tempo de desintoxicação. Há também os casos de suicídio, quando a pessoa, por covardia ou desespero, dá fim a sua própria vida pensando que assim se libertará de seus problemas, ledo engano! Ela, entrará num estágio tão penoso quanto, ou pior do aquele em que se encontrava quando em vida! Terá contra si, todo o peso de suas toxidades, mais uma agravante que é a de ter fugido da vida e a ter encurtado no seu tempo real programado para seu destino. Além de que, sofrer os traumas espirituais ou perispirituais do tipo de morte que provocou sobre si, ou seja, se foi por tiro, por veneno, por ter se atirado debaixo de um trem ou de um veículo qualquer e agora, por terem se utilizado de cartuchos de dinamites em volta do corpo, matado a si e a outras centenas de pessoas, que estarão atrás dela lá nas regiões umbralinas, em locais específicos só para os suicidas.
  2. Respondido acima.
  3. Sim, há seres socorristas do lado de lá que fazem o possível dentro de suas limitações para guiarem o desencarnado em seu novo “status”, bem como, preparando-os para a nova reencarnação, no exato momento para isso. Mas, essa ajuda não livrará aqueles que devem passar ou arcar com seus processos e responsabilidades.
  4. Sim, há seres iluminados do lado de lá, mas, como se encontram em patamares vibratórios mais elevados, só poderão ser encontrados, se o ser humano tiver também sua vibração elevada, ou se eles baixarem suas vibrações, o que é um grande sacrifício para eles, descerem até o ser menos elevado.
  5. Na verdade, a reencarnação é automática, ou seja, o ser desencarnado encontra-se do lado de lá necessitando retornar á matéria, pois essa é uma das cláusulas da Lei Universal, ele será atraído automaticamente para o seio do seu antigo clã, de preferência familiar, mas, para isso ocorrer, será necessário que haja alguém para dar à luz a ele e disposto a recebê-lo. Normalmente, já deverá ter havido um acordo para essa aceitação entre eles. A ajuda dos seres mais elevados Reencarnacionistas se dá no sentido de resguardar o nascimento de intromissões indesejáveis, tais como, inimigos do reencarnante, da futura mamãe e outros, que, por qualquer motivo, até pelo tipo de “habitat” inóspito, colocarem dificuldades várias! Vou dar um exemplo aqui, um tanto “animalesco”, mas, que penso, facilitará o entendimento de todos os que se interessarem pelo assunto. Temos aqui na Terra um exemplo típico que nos mostra como funciona essa questão do reencarne ou renascimento: A humanidade da Terra , é carnívora por excelência, então, assistimos a morte de milhões de animais bovinos, suínos e conforme os países, todos os outros tipos de animais, deveria haver a pergunta: Se existe a Justiça Divina e ela é igual para todos, como permite toda essa matança? Os mais afoitos dirão: Os animais vieram para alimentar o ser humano, consequentemente não há por que ter pena deles: Eu respondo: Sim, de certa forma, o nosso habitat permite e facilita a ingestão de carne de animais, o que não ocorrem em outros planetas evoluídos, sempre salientando, evoluídos, desta forma, aqui, quanto mais os animais são mortos, mais eles se reproduzem e retornam “dentro daquele bendito esquecimento” que já mencionei em capito especial do meu livro e dentro do meu site, e, quando o fazem, não retornam vingativos, ao contrário, voltam mansos, e se sujeitam a serem mortos até cruelmente para serem ingeridos de várias maneiras, quando que se no lugar deles, fossem os seres humanos a serem massacrados dessa forma, com certeza viriam vingativos e o círculo vicioso do kharma se instituiria “ad eternum”, ou seja, para sempre, mas, os animais, logo após serem sacrificados, são imediatamente atraídos para o seu meio, e não lembram do que passaram anteriormente, daí a reprodução continua, o que é uma “dádiva” para os criadores e pecuaristas que se enriquecem cada vez mais com essa indústria da morte de animais! Para evitar isso, conto aqui uma passagem pessoal comigo: tive uma cachorra da raça dogue alemão, grande, toda dourada, olhos dourados, nariz vermelho, de nome DAPHNÉ, em homenagem a suíte Daphnis et Clohé, de Ravel, que estava tocando no meu rádio, no momento exato em que eu a puxava do ventre da mãe dela no ato do seu nascimento. Ela só falta falar e eu aprendi com ela a sua linguagem que era, e é, pelos sopros do nariz, ou seja três curtos, três longos, um curto dois longos e assim por diante. Assim, criei uma afeição por ela e, quando por uma fatalidade, minha casa passou por uma grande enchente, não pude salvá-la, o que foi uma dor horrível para mim, como se eu tivesse perdido um ente da família, então num ato de desespero e para evitar esse “reencarne automático” que já mencionei, pedi ao meus Guias da terra, que não permitisse que ela reencarnasse, pois, gostaria de reencontrá-la quando eu retornasse ao campo espiritual. E assim foi feito! Hoje ela serve de cão guia para os socorristas que adentram ao Umbral para buscar alguns necessitados e eles a trazem para mim que a vejo, balançando sua cauda de contentamento quando me vê! Portanto, a todos aqueles que têm os mesmos princípios, podem fazer o mesmo com seus animais de estimação!

Todas essas informações apesar de eu ter-me alongado, ainda poderiam ser mais profundas, mas, para não ser cansativo e extenuante, pararei por aqui, não sem antes informar que, todas elas eu as recebi de seres mais evoluídos que eu, ou seja eu as verifiquei “in loco”, ou seja pessoalmente, mas, assim mesmo não me dá o direito de ser infalível. E ainda, que em planetas mais evoluídos, tudo ocorre diferentemente, devido ao nosso “habitat” ser um tanto grosseiro e dar margem a todas essas mazelas descritas!

O ser terráqueo não faz ideia nem de longe o que vem a ser a vida e o renascimento entre seres evoluídos!

Um forte Abraço e por favor divulgue sem exceção!
DYezzi::.

Os ETs que você tem contato se materializam?

Os ETs que você tem contato se materializam?

Pergunta:

Obrigada Domingos, pela resposta

Preciso fazer outra pergunta: Os seres extraterrestres que você mantém contato se materializam? Eles foram fotografados? Estão nos seus livros?

Abraços,
Carmizeth M.

Resposta:

Prezada Carmizeh,

Sim, se materializaram várias vezes, tanto aqui em S. Paulo como em outras cidades onde morei. Mas, nunca tivemos o objetivo de fotografá-los ou desenhá-los, pois eram momentos especialíssimos para nós que, quando nos contatavam, a primeira preocupação de ambas as partes, nossa e deles, era que desse tudo certo, não houvessem falhas que pudessem nos prejudicar. Escreveram mensagens na escrita original deles, com a respectiva tradução para nossa linguagem. Você as encontrará no meu site. Diga-se de passagem que, nós, nos utilizamos de um meio criado por nós que denominamos de “mentografia”, que é a escrita de vivo para vivo, que difere da “psicografia” que é a escrita de mortos para vivos.

Na materialização, eles não fazem uso dos fluídos ectoplasmáticos, que é rejeitado pelos físicos e respectivos campos-de-força (aura magnética) deles, que queima tudo o que for estranho a eles. Uma das condições para quando fazíamos essas recepções, ou materializações, era de que fizéssemos um regime, de um ou dois dias antes, de qualquer substância que eles denominam de tóxicas, como carne, álcool, fumo e finalmente, que ficássemos livres, o que era comum para nós, desse tipo de alimentação, pois havia e há o perigo de todas as vibrações emitidas por eles trazerem de volta contra nós aquilo que estivéssemos expelindo na hora. Portanto, eram momentos seríssimos que vivíamos. Agora não muito mais, pois perdi minha primeira esposa que era, por assim dizer, meu braço direito nessas questões. Agora eles surgem para mim, no meu astral, sem corrermos, ambos os lados, qualquer risco de ficarmos intoxicados em dobro.

Leia meu primeiro livro, onde faço algumas narrações daqueles momentos.

Abraços,
DYezzi::.

Estilos de música e suas influências

Música

Pergunta:

Estilos músicas como heavy metal tendem a nos deixar “negativos”? Ou a soma de nosso estado mental/espiritual no momento + este estilo de música que pode nos fazer mau? Pois quando de meus 14 – 15 anos eu tinha um vinil do grupo Iron Maiden que eu adorava naquela época e não me causava esse tipo de sensação. Desde já, grato, querido amigo.

Abraços,
Mantuano

Resposta:

Oi Prezado Mantuano,

Não sei se voce sabe, fui um compositor antigo, razão pela qual recebo em meu astral vários compositores ainda desencarnados e alguns deles me mandaram mensagens assinadas que se encontram no meu primeiro livro. Meu terceiro livro, já pronto para ser editado, faltando apenas o patrocinador ($$$$) se chama “Nas Entrepautas da Música”, já registrado, no qual eu explico muitos detalhes da musica para aqueles que querem aprender a ouvir música e conhecer seus detalhes ocultos, como esses que você me pergunta.

Sim esse tipo de música tem coloração de tons escuros e negativistas, que interpenetram pelos poros, plexos e chacras das pessoas e ao invez de elevarem suas vibrações, as faz declinar. Razão pela qual, quem as toca, e quem as ouve, são ligadas às drogas e à bebida, pois, no auge do som ou melhor ruido, seus subconscientes apelam para as “viagens” toxicas e sexuais desvairadamente, o que resulta na grande massa viciada e dependente.

Não sou contra, mas, acho que é fruto do final dos tempos e desta sociedade humana, um tanto desumana e deseperada que já antevê os momentos trágicos que vão ocorrer em nosso planeta.

Aconselharia a você ouvir compositores clássicos e se preferir trilhas sonoras para descansar a mente, escolha compositores como Ennio Morricone, Burt Bacharach, e dezenas de outros mais romanticos e objetivos.

Abraços e disponha.
DYezzi::.

Vampiros, Lobisomens, ETs …

Lobisomen

Pergunta:

Olá Dr.Yezzi, tudo bem? Eu tenho umas perguntar para fazer:

  1. Seres como Vampiros, Lobisomens, etc…. existem?
  2. Existem só ETs do bem?

Obrigada,
Gustavo

Resposta:

Prezado Gustavo

1)          Esses seres como vampiros, lobisomens, outros como sacis e outros ainda medonhos, acredite se quiser, existem sim. Os vampiros são seres que em vida praticaram muita maldade com relação ao sangue humano, ou seja quando em vida sacrificavam suas vitimas, como crianças, adultos sugando-lhes os sangue para matar seu vicio, que é um vicio, como os das drogas, do álcool, do sexo enfim, vícios que permanecem incrustados no perispírito daquelas pessoas e que seguem com elas após sua morte física, inclusive transformando suas vitimas que passam a ser algoses e tendo os mesmos vícios e só ficam saciados quando se voltam contra aqueles que os fizeram assim, ou contra os membros de suas gerações futuras. Como se diz: É UM KARMA PESADÍSSIMO QUE só termina quando uma força superior interfere a pedido de outras forças harmonizadoras, mas assim mesmo pode levar séculos, para o devido fim. Veja capitulo 45, página 150, do meu primeiro livro: “O Que Os Extraterrestres Pensam e Esperam de Nós“. Normalmente pessoas que tiveram essas atividades quando em vida, permanecem com seus perispíritos colados aos seus físicos ainda semi-mortos e para continuarem com suas “proezas” fazem questão de assim continuarem. Então, à noite, longe da luz do Sol, pois esta tem peso e desintegra todas as ações nefastas, ao contrário da lua, que, com seus raios suaves ajuda e alimenta os fluídos deles e dos lunáticos, aqueles só funcionam quando o impulso do luar se fazem presentes. Saem de seus corpos esqueléticos e seguem a procura ou de encontro com suas vítimas, na calada da noite e vão sugá-las em busca do fluído da vida que é o sangue humano, retornando logo após aos seus esquifes já com suas energias refeitas para assim poderem dar continuidade às suas sinas.

Já os Lobisomens, são os praticantes do fenômeno “licantropia”, ou pessoas que possuam a mediunidade, ou sensibilidade denominada de Mediunidade de Transfiguração, a qual permite que esses infelizes tenham a possibilidade de se transformar à luz da lua em lobos enormes que atacam galinheiros e tudo o que eles possam para manter seu tônus vital. Durante o dia são pessoas “macambuzias” (conheci pessoalmente algumas) que quando encontram estercos ficam como a admirá-los para durante a noite retornarem. Não atacam pessoas, mas metem muito medo e vez por outra são atacadas por elas devido ao pavor que transmitem.

Quanto aos Sacis, que existem sim, são elementais exsudados da Natureza, frutos de uma especie de acasalamento de negros escravos que fugiam de seus algoses para as florestas no “interland” (interior) brasileiro e lá, com suas mágoas, medo e terrores, conseguiam materializar energeticamente esses pequeninos seres de uma perna só, como se fossem um retrato de suas almas sofredoras e ao mesmo tempo vingadoras, dai as lendas transmitirem que quando eles eram avistados, estavam fazendo traquinagens, tais como dar nós nos grandes rabos de cavalos. Presenciei esses fatos também, em sitio de meu tios, pois à noite os cavalos corriam de um lado para outro sem qualquer motivo e os havíamos deixado com suas caudas lindas parecendo um longo cabelo de mulher, e pela manhã os íamos encontrar com suas caudas trançadas. É coisa “do arco da velha” como diziam os antigos, mas são verdadeiras, posso afirmar.

Assim são os Gnomos, os e outros Elementais, que são exsudações da Terra, grutas, águas, rios e florestas, do ar, da noite e do dia. Há milhares ou milhões de Elementais, cada um responsáveis por seus elementos. Há também aquele fenômeno “mãe-de ouro” que só saem à noite e são exsudados, brotados, dos locais onde há ouro. Posso garantir que também presenciei a presença deles, saindo do Pico do Jaraguá e indo pelo Céu até o Pico do Vuturuna (ex-propriedade do meu avô, por parte mãe, que não o registrou em cartório e um industrial se apoderou dele). Fica entre Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus, interior de São Paulo.

E assim, há vários fenômenos no mundo (muitos dos quais, alguns dos grandes compositores retrataram em suas músicas sinfônicas), e como dizia Shakespeare: “Há muito mais mistérios entre o céu e a terra, do que possa pensar nossa vã filosofia”.

Penso que estas respostas poderão clarear um pouco suas dúvidas. Elas são originais minhas, frutos de minha vivência e experiência, que talvez não sejam encontradas nos livros, mesmo espiritas!

2)          Sobre os ETs, sim a maior parte são do Bem, mas, assim como na Terra existem os patricinhos e patricinhas, há alguns um tato molecões no espaço, e esses por vezes escapam ao controle de seus superiores e fazem alguma gracinha, tais como; abduções, transportar uma pessoa de um lugar para outro, fora de seu continente dentro de seu próprio carro, e muitas outras coisas, mas não fazem mal.

Abraços,
DYezzi

Experiências de Quase-Morte (EQM)

Experiências de Quase-Morte (EQM)

Comentário de um leitor:

Um dos casos mais intrigantes de experiência fora-do-corpo ocorreu quando um homem, Al Sullivan, foi operado às pressas, após uma obstrução de uma de suas artérias coronárias. Sullivan foi anestesiado, porém durante a operação teve uma clara sensação de deixar seu corpo físico.

Al Sullivan relatou que durante a experiência viu três figuras humanas, além de um túnel de luz e a sensação de sair do corpo, o que corresponde aos casos de experiências de quase-morte (EQMs). A EQM ocorreu em 1988; dois anos depois ela é descrita pelo paciente que, ao dar detalhes sobre a cirurgia, acaba por descrever um comportamento peculiar do cardiologista, de movimentar os braços, o que pôde ser confirmado com entrevista posterior aos médicos e enfermeiros do hospital (1998). Atualmente, não há explicação neurocientífica para o caso. Ele, entre tantos outros, está fazendo os cientistas reverem seus conceitos a respeito da natureza da consciência humana, assim, o cérebro passa a ser visto como um receptor da consciência, e não mais como um produtor ou causador desta.

O caso está disponível neste vídeo:

Resposta:

Dentro de minhas longas experiências com projeção astral à longa distancia, pude constatar e também recebi explicações dos meus superiores, tanto extraterrenos (entidades desencarnadas) e extraterrestres, seres vivos de outros planetas, que essas experiências fora do corpo ocorridas em momentos cruciantes da vida, como cirurgias coronárias, e cerebrais e outras criticas, como ingestão de alta dose de entorpecentes, sejam drogas licitas (as astisias), e as ilícitas como LSD, cocaina, e outras pesadas, quando o paciente fica entre a vida e a morte, “seu duplo etérico” e seu perispírito, são por assim dizer, expulsos do corpo físico, momentaneamnete e, conscientemente e vêm tudo ao se redor, viajam para locais distantes e sempre avistam esse túnel que é o portal para a passagem entre o campo físico e o energético! Há milhares de casos assim no Brasil e em todo mundo. Só que a Ciência ainda não despertou para o lado espiritual e psíquico dos fatos e apenas registra em casos inexplicáveis.

Abraços,
DYezzi