Realidades Multidimensionais … Mundos Paralelos

Realidades Multidimensionais ... Mundos Paralelos

Pergunta:

Oi Domingos!

Eu tenho lido sobre realidades (mundos) paralelos e li que somos (todos) seres multidimensionais, podendo assim criar essa e outras realidades simultaneamente. Por exemplo, se eu receber um convite para um encontro com alguém e um lado meu decidir ir, digamos por desejo, mas um outro lado meu decidir não ir, digamos por impossibilidade (suponhamos que eu já tenha outro compromisso), eu crio a realidade onde não vou, para atender o meu outro compromisso, mas o meu desejo de ter ido cria uma outra realidade onde eu fui naquele encontro. Li também que temos o nosso Eu-Superior (aquela parte de nós “desconectada” do nosso ego, a nossa essência espiritual) cuja consciência viaja para passados e futuros, criando assim realidades nesses dois tempos, que na verdade acontece no eterno presente.

Adoraria ouvir seus comentários sobre esse assunto de realidades multidimensionais.

Muito obrigada,
Christina Breault

Resposta:

Prezada Christina,

O Núcleo Central Cósmico, mais comumente chamado de Deus, ao se originar, originou também suas Leis Universais que regem tudo o que ocorre dentro dele! Portanto, aquela frase um tanto popularesca e bem como, um tanto rústica e fanática-religiosa, que diz: “O ser humano foi criado à sua imagem e semelhança”, não deixa de ter seus fundamentos, só que os animais, ou seja, a fauna, a flora, os vegetais e os animais também o foram! Sendo assim, quando se diz: Que Ele está em toda parte, em todos os lugares, está mesmo! Pois Ele abrange todos os quadrantes universais com requintes de Sua perfeição, dando ou transferindo a cada ser vivente e, não devemos esquecer que até as pedras (minerais) também são seres viventes, (veja por exemplo, as pedras que se movem no solo dos desertos do Vale da Morte no U.S.A, e noutros desertos do mundo) e ainda que para cada elemento, brota um ser Elemental que a guisa de uma Webmaster, desenha, administra e dá vida ao seu elemento, como a terra, o mar, a água e o ar e, consequentemente, tudo o que se origina desses elementos. Com a diferença de que O Núcleo Central Cósmico não possui rosto, corpo, braços e pernas e muito menos os “status fisiológicos” como haveria de pensar o ser humano comum da Terra. Isso não ocorre com os seres mais evoluídos de outros planetas, pois, sabem que cada um deles e cada um de nós, está atrelado ao seu “habitat” original, e cada um desses habitats dentro de suas dimensões próprias e particulares e que proporcionará a seus originados, seus “poderes”, suas locomoções astrais, ou viagens astrais e desdobramentos para fora ou para dentro do espaço e do tempo, vivendo o continuo “Eterno Presente”, libertando-o ou não, dependendo de suas constituições psicofísicas ou psicossomáticas, que o deixarão mais ou menos a vontade, mais ou menos leves e flutuantes para caminhar ou voar nas linhas magnéticas, aparentemente invisíveis, que percorrem o Universo em todos os seus quadrantes. Diga-se de passagem, que, as Naves Extraterrestres ou como eles, os ETs, as chamam: Volitores, fazem esse mesmos percursos durante seus vôos, e quando por infelicidade ou casualidade, essas linhas magnéticas sofre interrupções abruptas em consequência da péssima composição vibratória do “habitat” que visitam, como por exemplo o planeta Terra, ocorrem os atritos com as atmosferas e as consequentes explosões e desintegrações dessas naves e suas tripulações. Desta forma, cada ser humano, dentro de seu habitat e dentro de suas limitações de vivência e experiência, pode sim estar em vários locais ao mesmo tempo, pois, sua mente e seu duplo etérico são multidimensionais e elásticos e, mesmo que seu original, que seria o físico e o perispirito presentes, ou seja, onde ele está atuante no momento, não consegue impedir essa dualidade, pois, mesmo eles estando ocupado ou se dedicando aos seus afazeres, completamente opostos de onde ele está sendo chamado, ele seguirá para para lá para atendimento, quase sempre em uma de suas especialidades anteriores, como por exemplo, se ele tenha sido médico várias vezes, místico ou músico ou outras atividades, como político e etc. Seguirá e atenderá com precisão, mesmo que ele não atine ou esteja inconsciente com aquela atividade, pois, as pessoas que o conheceram antes e em suas formas biofisicas ou espirituais anteriores, as quais permaneceram registradas e intáticas nos Registros Akhashikos, sempre poderão ser buscadas e contatadas aleatoriamente ou em linguagem cibernética, “randomicamente”. É o meu caso, por exemplo, que me vejo em outros lugares atendendo a vários pedidos e, no entanto, meus afazeres atuais, não me permitiriam estar neles de corpo presente! Vou dar um exemplo aqui que você, como eximia Webmaster e os que se utilizam dos atuais computadores, vão compreender melhor: “Quando recebemos um e-mail e queremos repassá-lo, poderemos fazê-lo repassando-o para milhares de contatos, que receberão suas copias “ipsis litereis” com os mínimos detalhes, mas no entanto, o original permanece conosco em nosso computador e intático e pronto para “viajar” se desdobrando para outros locais e paragens, independentemente, do original querer ou não, estar disposto o não!”

Será que me fiz entender? Caso contrário, por favor volte a perguntar ou a acrescentar algo mais! OK? Devo acrescentar que quanto mais antigo for o ser humano, quanto mais experiência e vivencia e se por ventura ele for um ser originário de outro planeta, mais “gigabytes” ele terá e mais procurado ele será!

Abraços,
DYezzi::.

O Que Acontece Após a Morte?

O Que Acontece Após a Morte?

Pergunta:

Olá novamente Sr. Domingos!

Poderia me responder algumas perguntas que me deixam em dúvida dia e noite?

  1. O que acontece quando morremos?
  2. Como é o processo?
  3. Existem seres que ajudam a gente “do outro lado”?
  4. Se existem seres iluminados, como encontrá-los?
  5. Caso não encontrá-los ou caso eles não existirem, o que fazer?

Muito obrigado,
Uerê

Resposta:

Prezado Uerê,

Aqui vão minhas respostas. Quase um livro. Peço a você que divulgue pois, muita gente precisa e vai querer saber desse este assunto:

  1. Não existe desencarne (morte) e reencarne (nascimento) iguais, apesar de aparentemente, parecerem ser idênticos! Ou seja, a morte e o nascimento são diferentes para cada pessoa. O moribundo pode estar sofrendo muito ou não estar sofrendo, mas, seu desprendimento será peculiar, exclusivo para ele, pois, vai depender do grau de adiantamento, de conhecimento e sobretudo, dos níveis de toxidade que ele pode estar carregando sobre si. Entenda-se por toxidade, todos os tipos de vicissitudes que dominam o ser humano, quando em vida, por exemplo, se no momento de sua morte ele estiver, vingativo, invejoso, avarento, odiando, não perdoando, cobiçando, tiver feito mal-uso de seus sentidos, como sexo, voz, olhos, ouvidos, mãos, pés, tiver sido um viciado em álcool, fumo, sexo, drogas, estiver ainda preso aos determinados tipos de alimentação, ter sido criminoso, traficante, desviado o dinheiro público ou de terceiros, mal uso da palavra, mal uso de suas prerrogativas de mando, de poder, seja em que área for, pública ou privada, enfim, ter sido um mal elemento, mesmo que as pessoas não tenham ficado sabendo de seus atos nefandos, e ainda mesmo que aparentemente ele possa não ter qualquer tipo de consciência, tudo ficará registrado nos chamados “Registros Akáshicos” ou seja, registros universais/siderais, tudo, mas, tudo mesmo, será o lastro, ou peso que o manterá por longo tempo dentro do corpo, até que a putrefação das células e moléculas se se desintegrem, arrebentando-lhe o cordão magnético que o prendia ao físico, e após, ele, já com seu teor magnético mesurado, será atraído para as regiões astralinas, tanto no Umbral como nos níveis mais elevados, nos quais, expurgará entre “amigos” comuns, ou seja da mesma afinidade ou como se diz na gíria, (da mesma laia) até que devidamente desintoxicado em seu Períspirito ele possa ser atraído para seu antigo clã familiar, de preferência e lá poder receber seu novo corpo. Devo frisar, que nem sempre o tempo que ele permanecer no astral, até que ele seja atraído para o novo corpo pode ser suficiente para ele se desintoxicar plenamente, daí ele trazer para sua nova vida, todos os sintomas das doenças ou dos vícios (os quais, também podem ser emocionais, mentais e etc.) e desta forma, volta para drenar suas toxinas em forma de doenças graves e de variadíssimos tipos. Teremos então, os elementos com deficiências graves, como câncer na laringe, no estomago, nos intestinos, fígado, baço, pâncreas, órgãos externos e outros órgãos internos, como olhos, voz, ouvido (os surdo-mudo) os aleijados, os portadores das doenças e tumores cerebrais, os portadores de síndrome de down e outras síndromes, incluindo-se as várias manifestações de epilepsia, catalepsia, loucura definitiva, aquela que é incurável, por sérias lesões cerebrais e mentais, de nascimento e por ações externas, tais como, choques, traumas e etc., bem como, as esquizofrenias, as depreções, os medos e tabus, os quais, também poderão estar ligados ao excesso de substância dopamina no cérebro, além dos distúrbios de mediunidade descontrolada ou mediunidade aberta. Todos esses sintomas e doenças, em sua maior parte, o indivíduo traz dentro desi karmicamente, pois ele retornou a vida com esses tipos de deficiência ou de carência, que com certeza, os especialistas das áreas da psiquiatria e psicologia, saberão como atenuar. É preciso salientar que, NÃO EXISTE INJUSIÇA DIVINA, tudo o que o ser humano aqui plantar, aqui ele colherá, mesmo que seja em reencarnações subsequentes. Eu vou mais longe dizendo que ” A BALA PERDIDA SÓ PEGA EM QUEM A ATIROU ANTES”, quer dizer que, não existe vítimas perante o Criador, apesar de no momento do acontecido, quando uma criança inocente é atingida, ela e seus parentes, inconformados, não sabem e não aceitam a fatalidade, mas, o espirito do que foi atingido sabe ou vai saber. O Mestre dizia “Eu Não vim para Mudar a Lei mas sim para cumpri-la” e Ele, sem exceção também foi aparentemente vítima da Lei Universal (veja o capitulo especifico sobre a Morte e a Missão de Jesus no meu segundo livro “O DNA Do Espirito E Os Extraterrestres“! Há outros casos de desencarne como aqueles provocados por acidentes, por assassinatos e outros que ocorrem inesperadamente, mesmo nestes casos, quando o espírito é expulso do físico, repentinamente ou abruptamente, estarão sujeitos ao peso das toxidades e ao tempo de desintoxicação. Há também os casos de suicídio, quando a pessoa, por covardia ou desespero, dá fim a sua própria vida pensando que assim se libertará de seus problemas, ledo engano! Ela, entrará num estágio tão penoso quanto, ou pior do aquele em que se encontrava quando em vida! Terá contra si, todo o peso de suas toxidades, mais uma agravante que é a de ter fugido da vida e a ter encurtado no seu tempo real programado para seu destino. Além de que, sofrer os traumas espirituais ou perispirituais do tipo de morte que provocou sobre si, ou seja, se foi por tiro, por veneno, por ter se atirado debaixo de um trem ou de um veículo qualquer e agora, por terem se utilizado de cartuchos de dinamites em volta do corpo, matado a si e a outras centenas de pessoas, que estarão atrás dela lá nas regiões umbralinas, em locais específicos só para os suicidas.
  2. Respondido acima.
  3. Sim, há seres socorristas do lado de lá que fazem o possível dentro de suas limitações para guiarem o desencarnado em seu novo “status”, bem como, preparando-os para a nova reencarnação, no exato momento para isso. Mas, essa ajuda não livrará aqueles que devem passar ou arcar com seus processos e responsabilidades.
  4. Sim, há seres iluminados do lado de lá, mas, como se encontram em patamares vibratórios mais elevados, só poderão ser encontrados, se o ser humano tiver também sua vibração elevada, ou se eles baixarem suas vibrações, o que é um grande sacrifício para eles, descerem até o ser menos elevado.
  5. Na verdade, a reencarnação é automática, ou seja, o ser desencarnado encontra-se do lado de lá necessitando retornar á matéria, pois essa é uma das cláusulas da Lei Universal, ele será atraído automaticamente para o seio do seu antigo clã, de preferência familiar, mas, para isso ocorrer, será necessário que haja alguém para dar à luz a ele e disposto a recebê-lo. Normalmente, já deverá ter havido um acordo para essa aceitação entre eles. A ajuda dos seres mais elevados Reencarnacionistas se dá no sentido de resguardar o nascimento de intromissões indesejáveis, tais como, inimigos do reencarnante, da futura mamãe e outros, que, por qualquer motivo, até pelo tipo de “habitat” inóspito, colocarem dificuldades várias! Vou dar um exemplo aqui, um tanto “animalesco”, mas, que penso, facilitará o entendimento de todos os que se interessarem pelo assunto. Temos aqui na Terra um exemplo típico que nos mostra como funciona essa questão do reencarne ou renascimento: A humanidade da Terra , é carnívora por excelência, então, assistimos a morte de milhões de animais bovinos, suínos e conforme os países, todos os outros tipos de animais, deveria haver a pergunta: Se existe a Justiça Divina e ela é igual para todos, como permite toda essa matança? Os mais afoitos dirão: Os animais vieram para alimentar o ser humano, consequentemente não há por que ter pena deles: Eu respondo: Sim, de certa forma, o nosso habitat permite e facilita a ingestão de carne de animais, o que não ocorrem em outros planetas evoluídos, sempre salientando, evoluídos, desta forma, aqui, quanto mais os animais são mortos, mais eles se reproduzem e retornam “dentro daquele bendito esquecimento” que já mencionei em capito especial do meu livro e dentro do meu site, e, quando o fazem, não retornam vingativos, ao contrário, voltam mansos, e se sujeitam a serem mortos até cruelmente para serem ingeridos de várias maneiras, quando que se no lugar deles, fossem os seres humanos a serem massacrados dessa forma, com certeza viriam vingativos e o círculo vicioso do kharma se instituiria “ad eternum”, ou seja, para sempre, mas, os animais, logo após serem sacrificados, são imediatamente atraídos para o seu meio, e não lembram do que passaram anteriormente, daí a reprodução continua, o que é uma “dádiva” para os criadores e pecuaristas que se enriquecem cada vez mais com essa indústria da morte de animais! Para evitar isso, conto aqui uma passagem pessoal comigo: tive uma cachorra da raça dogue alemão, grande, toda dourada, olhos dourados, nariz vermelho, de nome DAPHNÉ, em homenagem a suíte Daphnis et Clohé, de Ravel, que estava tocando no meu rádio, no momento exato em que eu a puxava do ventre da mãe dela no ato do seu nascimento. Ela só falta falar e eu aprendi com ela a sua linguagem que era, e é, pelos sopros do nariz, ou seja três curtos, três longos, um curto dois longos e assim por diante. Assim, criei uma afeição por ela e, quando por uma fatalidade, minha casa passou por uma grande enchente, não pude salvá-la, o que foi uma dor horrível para mim, como se eu tivesse perdido um ente da família, então num ato de desespero e para evitar esse “reencarne automático” que já mencionei, pedi ao meus Guias da terra, que não permitisse que ela reencarnasse, pois, gostaria de reencontrá-la quando eu retornasse ao campo espiritual. E assim foi feito! Hoje ela serve de cão guia para os socorristas que adentram ao Umbral para buscar alguns necessitados e eles a trazem para mim que a vejo, balançando sua cauda de contentamento quando me vê! Portanto, a todos aqueles que têm os mesmos princípios, podem fazer o mesmo com seus animais de estimação!

Todas essas informações apesar de eu ter-me alongado, ainda poderiam ser mais profundas, mas, para não ser cansativo e extenuante, pararei por aqui, não sem antes informar que, todas elas eu as recebi de seres mais evoluídos que eu, ou seja eu as verifiquei “in loco”, ou seja pessoalmente, mas, assim mesmo não me dá o direito de ser infalível. E ainda, que em planetas mais evoluídos, tudo ocorre diferentemente, devido ao nosso “habitat” ser um tanto grosseiro e dar margem a todas essas mazelas descritas!

O ser terráqueo não faz ideia nem de longe o que vem a ser a vida e o renascimento entre seres evoluídos!

Um forte Abraço e por favor divulgue sem exceção!
DYezzi::.

Se Há A Lei do Esquecimento, Como Lembrar Nossa Missão?

Se Há A Lei do Esquecimento, Como Lembrar Nossa Missão?

Pergunta:

Olá Sr. Domingos,

Tenho assistido suas entrevistas no YouTube e acabei de comprar seus dois primeiros livros, vou iniciá-los.

Vou fazer algumas perguntas para o senhor, se me permitir, e se for possível responder estas indagações, que é importante para mim nesta fase da minha vida.

Acredito que todos nós temos um projeto maior de mundo (missão), que não conseguimos lembrar, devido a lei do esquecimento. Como o senhor vê isso? Todos temos uma missão que antecipadamente programamos aqui na terra? Ou estamos sempre sujeitos ao carma e em algumas situações (reencarnações) não conseguimos realizar ou lembrar nossa missão, enquanto não finalizarmos nosso carma? Como descobrir esta missão? Isso é intuitivo?

Outra dúvida é como o senhor vê a relação que pessoas, que começam a expandir suas consciência, têm com o dinheiro e o lado material, quando começa a mudar seus valores e que algumas coisas não tem mais sentido? Temos que trabalhar para sobreviver, mas como fazer isso com uma visão oposta ao meio que vivemos, como a espiritualidade vê isso? Temos que aprender a conviver com isso, ou podemos mudar completamente de vida? A partir da tomada de decisão de mudança mais focado para o lado espiritual, acredito que nossos protetores nos guiem. É dessa forma que acontece?

Agradecido,
Rogério M.

Resposta:

Prezado Rogério,

As Leis Cósmicas-Siderais, comumente chamadas de Leis Divinas, são imutáveis! O Criador, ou como nós o chamamos “O Núcleo Centro Cósmico”, as veio gerando a milhões de anos e são elas, “dentro das quais, nascemos”, nós e todos os seres do Universo, que regem cada movimento das Galáxias, seus Sistemas Solares, seus Sóis e Planetas e os Quasares (buracos negros) e tudo o mais no Universo, partindo das partículas infinitesimais aos gigantescos Astros ou Estrelas. Portanto, como eu disse, tudo o que foi, é ou será gerado, nascerá dentro delas e estará regido por elas. Desta forma, são as centelhas, (almas ou espíritos) de cada ser humano, ou humanoide ou ainda animal, vegetal ou mineral, que quando geradas dentro do Núcleo são expandidas para o universo a fora e cada uma se resfriará sobre o”habitat” que estiver no seu caminho, e ali fará seu copo tangível ou energético e a partir daquele momento iniciará sua caminhada em direção ao seu progresso tecnológico e/ou espiritual. Isso levará milhares de anos, dos nossos, e, nessa caminhada e de conformidade com seu “habitat” determinará seu destino (kharma) que poderá ser altamente progressivo, suave e sempre melhorando, ou pesado e sofrido como o “habitat” Terra. Sempre cada um com seu livre arbítrio, ou seja, (minha frase) “O Habitat faz o habitante e o Habitante faz o habitat” e cada um formará seu próprio ambiente que determinará seu nível de evolução. Dependendo do tipo de habitat encontrado, muitos terão seus físicos compostos com intestinos e outros apetrechos, ou sem os intestinos, assexuados e físicos mais energéticos, dai a existência de milhares de tipos e biotipos que habitam os bilhões de planetas no universo, só que a nossa ciência como brotou dentro deste habitat inóspito que é a Terra, levará centenas ou milhares de anos para chegar a esta simples conclusão. O assunto dá para eu escrever mais vários livros. Espero que você tenha compreendido até aqui.

Desta forma, cada ser, dentro de seu habitat já determinou a sequencia de suas missões, as quais os levarão em busca da perfeição e galgando os degraus mais elevados e passando de “Habitat” ou planeta inferior para o imediatamente superior para dar continuidade a seus projetos, ou permanece em seu habitat inicial, revendo seus atos e suas lições até adquirir “status” para pode habitar outro ambiente diferente do seu. Isso leva milhares de anos, pois quem está em estado inferior carrega sobre si próprio (físico, perispirito, mente e espírito (alma)) diversos tipos de toxinas que agirão como lastro, mantendo-o preso às suas bases e, como a água que só se transformará em vapor, após ter atingido 100 graus, o ser só subirá após ter se livrado de seu correspondente lastro. Por isso o grande Avatar – Mestre dos Mestres – dizia “à Cada Um conforme suas obras”, ou seja, quem plantou feijão vai colher feijão e não abóbora!

A experiência de vida está consignada as várias vivencias (reencarnações) que cada um conseguir ter ou se empenhar e não há como se passar de um para o outro, pois o valor estará intrínseco a cada um, leve o tempo que levar! E aqui não vai mencionado qualquer tipo de religião, seita ou filosofia, pois, no universo e entre os vários planetas evoluídos, elas não existem, são criadas por seres inferiores que dependerão delas como muletas para poderem prosseguir. Alguém já disse: “As religiões, seitas e filosofias, são o ópio da humanidade atrasada!”

Penso que para um bom entendedor, o que expus acima, bastará! Mas, se ainda não foi suficiente, volte a escrever OK?

Abraços.
DYezzi::.

Fui dita que estive no Registro Akáshico deste universo

Registros Akáshicos

Pergunta:

Sr. Domingos:

Ao ouvir sua entrevista para o programa enigmas, sinto-me a vontade para relatar fatos que ocorreram comigo há anos atrás. Procurarei ser breve: Uma noite antes de dormir, alguém ficou falando repetidamente “pegue lápis e papel”. Eu respondia que precisava dormir mas fui obrigada a obedecer e só fui ler no dia seguinte, quando retornei do trabalho, descobri que era uma fita de relaxamento intitulada “Escada de luz”. Bem, gravei em uma fita e fiz o referido relaxamento, continuei recebendo várias mensagens até que pedi que parasse pois eu estava muito confusa. Uma certa noite, tive “um sonho” que lembro com detalhes e desde então busco respostas. Sonhei que flutuava no Cosmo muito estrelado e perto de mim apareceu um cubo branco com inscrições neste cubo, [mas] faltava um pequeno pedaço que consertei e completei uma escrita nele já gravada. Imediatamente fui parar numa sala toda branca com mesas que tinham quadrados em seus tampos; perto de mim apareceu um ser muito alto, eu não vi seu rosto, só gravei bem o símbolo que ele trazia numa túnica meio cor de cereja. Ele me perguntou se eu sabia trabalhar ali, eu respondi que sim, então ele foi embora e eu passava as mãos sobre os quadrados das mesas e estes acendiam e apagavam. Acordei muito intrigada com o sonho e passei a buscar respostas. Uma certa ocasião um espírito me disse que eu estive no Registro Akáshico deste universo. Bem, além desta passagem tenho alguns escritos que recebi de um ser totalmente dourado com os olhos lilás. Ele era pura energia elétrica chamado Sium. Aguardo um parecer seu.

Muito obrigada,
Clélia

Resposta:

Prezada Clélia,

Grato por sua pergunta.

Pelas minhas experiências e vivencias “in loco” no assunto, posso assegurar a você que existem milhares, até milhões, de pessoas vivendo na Terra, cujos espíritos são de origem extraterrestres, dos mais variados planetas e constelações da nossa Galáxia e de outros recantos do Universo. Pessoas, cujos espíritos para cá vieram ou “foram empurradas” para cumprirem determinadas missões, tais como, aprendizado, esclarecimento, distribuição de conhecimentos e ao mesmo tempo, serem intermediários/médiuns, entre os campos físico e o energético, entre o terrestre e o extraterrestre, e com certeza, você e o seu espírito são uma dessas pessoas, que abençoadas pelo que eu chamo em meu segundo livro de “O bendito Esquecimento” quando nada lembram do que foram ou que fizeram ou ainda de onde vieram, mas seus DNAs, sabem, trazem registrados intrinsecamente dentro dos Registros Akhashikos Universais, todos esses detalhes.

Consequentemente, para muitas dessas pessoas, o Universo Grandioso, se torna pequeno frente a todas as suas possibilidades e potencialidades e, desta forma, “marcam encontros” com seus antigos “patrícios” de seus antigos planetas para em determinada época de suas vidas em desabrocharem essas possibilidades e se reencontrarem, e aqui, para reiniciarem o que ficou programado há milênios atrás, assim como outros, que estão passando pelos mesmos problemas e terão a oportunidade de serem esclarecidos e formarem uma base, após lerem estes nossos comentários.

O seu caso é típico de uma dessas pessoas. Seu “duplo etérico”, que é uma espécie de corpo-semi-material, que nasce com o corpo físico e se interpõe a ele e o perispirito (corpo astral), e serve também de um almofadado entre os dois, sendo ele o Agente da dor, ou seja, afastando-se o duplo etérico do corpo, seja por hipnose física ou química, seja por traumas violentos, o ser humano fica isento da dor física, podendo ser operado, podendo fazer os tratamentos que seriam os mais dolorosos normalmente, completamente sem dor e, no seu caso. no meu e no de outros, ele é atraído para fora do corpo físico e acompanha nosso racional para viagens astrais, dentro e fora do planeta, dentro e fora do astral e para dentro das naves extraterrestres que, na maior parte das vezes, ficam estacionadas nas proximidades da casa “do viajante”, seguindo todos os movimentos necessários para uma boa viagem e compreensão do “status quo” da ´pessoa naquele momento e, como “Um Repórter de Campo”, vê, ouve e fotografa mentalmente tudo, sem correr riscos de medos ou pavores, velocidades, ou queda de pressão sanguínea e outras deficiências ou defesas orgânicas que viriam a atrapalhar ou a interromper aquela missão. Ao retornar ao físico, rememora o acontecido, o que presenciou, narrando ou escrevendo em livros para outros poderem absorver, conhecer e divulgar. Exatamente o que fazemos agora.

Para aqueles que estão acostumados com esse “pseudo sofrimento”, sabem que não é um sonho, e também não é desdobramento, pois este se dá durante o sono e inconscientemente, enquanto que as Viagens Astrais ou, o que é chamado também por mim de ” Projeção do Duplo Etérico à Longas Distancias”, ocorre em estado de vigília, conscientemente.

Aconselho a você e os demais leitores lerem meus livros e a entrarem no meu site, onde vocês encontrarão outras respostas, outras afirmativas e detalhes nunca antes mencionados. Os livros estão em PDF e você poderá adquirí-los diretamente no website.

Por essas e outras razões, aqueles que são “abduzidos” mentalmente, ou fisicamente, parece já conhecerem aqueles que os vêm buscar. Mas, tudo já foi adrede preparado, programado minuciosamente, apenas o “pivot” da viagem, que é o sensitivo, de nada se lembre de antes. Portanto, você esteve dentro de uma nave extraterrestre e foi acompanhada por seres que já a conheciam e a acompanham, talvez há milênios.

Continue escrevendo, se possivel, anexe ao meu e-mail o que você tem de escritos, talvez possam servir para algum esclarecimento.

Abraços.
DYezzi::.

Existe Destino?

Existe Destino?

Pergunta:

Olá caro Domingos

Eu fiquei interessado no assunto OVNI, após um avistamento que tive, junto com minha irmã, uns 20 anos atrás. Desde então, procuro me atualizar e acompanhar a evolução da nossa ciência. Fiquei bastante curioso sobre a questão das vidas passadas. Eu, pessoalmente, tenho dúvidas sobre a reencarnação, mas, não descarto. Hoje, gostaria de perguntar se existe destino? Nossa vida, ou vinda para terra, é preparada? Deus, tem um plano para cada um de nós? Se tem, qual é seu propósito?

Um grande abraço!!
Gianluca L

Resposta:

Prezado Gianluca,

Grato por sua pergunta.

Com certeza o que vocês viram há 20 anos atrás, apesar de eu não saber os detalhes, é quase certo ter sido uma nave extraterrestre, ou como são chamadas por eles, os ETs., de volitores.

Quanto ao problema ou fenômeno da reencarnação, o que vou explicar a você nada tem a ver com espiritismo ou religiosismo de qualquer especie, mas, sim com as energias que envolvem o ser humano desde o seu nascimento até sua morte e até seu retorno à vida, com racionalidade e não apenas porque Deus quer. A reencarnação é o caminho do avanço normal do ser humano pela vida, pois Deus seria incompleto e imparcial se permitisse a uns virem ricos e com saúde e outros pobres e doentes, sem qualquer oportunidade de progresso em toda e qualquer área da vida no seu planeta. Quando eu falo em Deus, não estou querendo dizer, um velho barbudo impiedoso e temerário como querem todas religiões, mas, sim no Núcleo Central Cósmico — no Universo.

Se você olhar as palmas de suas mãos, da sua esposa e ou de qualquer outra pessoa, verificará que cada uma tem suas linhas traçadas, diferentemente uma das outras, ou seja, cada um de nós quando dentro do útero de cada uma de nossas mães, pulsou e imprimiu aquelas linhas, as quais, são frutos do intimo de nossas almas e nelas estão contidas todas as nuances de nossa futura vida, bem como da passada e da presente. Ou seja, não foi Deus quem quis, mas, cada de nós, ser humano, ciente das ondas de retorno positivas ou negativas, traçamos nossos destinos e os grafamos, registramos nas linhas de nossas mãos o que irá nos acontecer de bom e de ruim, com raras exceções de possibilidades de alguma possível alteração, tanto para melhor quanto para pior. E é baseado nisso e em outras experiências vivenciais minhas, durante mais de 70 anos, é que posso afirmar que “A bala perdida, só acertará quem a disparou antes, seja nesta ou na vida anterior.” As Leis Divinas-Cósmicas-Siderais, são matematicamente rígidas e precisas, não há falhas!

Há uma mediunidade, ou sensibilidade psíquica denominada “Psicometria”, rara, mas, que infeliz ou felizmente eu tenho, que nos permite a após uma perfeita sincronização ou sintonização com o examinado, adentramos através de uma tela mental, psíquica, assistirmos, as cenas boas ou ruins da vida daquela pessoa. Mas, devido ao examinado nem sempre estar preparado para ouvir coisas ruins, pois, quer saber, mas só de coisa boa, então eu, mesmo sabendo ou vendo, sou proibido de revelar para não interferir na sequencia dos fatos para aquela pessoa. Os dados ficam para meu arquivo apenas. Portanto, sim, o destino existe já pré-delineado ou predeterminado, e com algumas poucas expressões poderá ser alterado. Não é deus que tem um plano para cada um de nós, mas sim nós mesmos, sem nos lembrarmos, justamente para podermos começar tudo de novo da estaca zero, enfrentando nossos figadais inimigos, sem sabermos quem são eles e onde estão, sem que quebrarmos os planos que nós mesmos traçamos para nós.

Esse negocio de dizer, o sujeito foi um grande assassino, contraventor, traficante, explorador do bem e da saúde alheia, se converter a uma religião, e estará perdoado! Grande engano. Ele poderá suavizar seu caminho de crimes, mas, receberá de volta na mesma proporção que as praticou e, ninguém mesmo, nem a mais alta e potente entidade, poderá salvá-lo das ondas de choque. Cumprirá exatamente o que semeou, pois, quando ele praticou, os que receberam as pancadas, pediram, pediram, imploraram, mas não foram atendidos, pois receberam da Universalidade, o mesmo tratamento que talvez eles tenham dado a outros! Daí esse circulo vicioso de crimes e de guerras, no qual a humanidade se encontra. Digo isto com o coração sofrido, haverá grandes hecatombes mundiais que fará o ser humano expurgar as toxinas de suas más ações e vibrações negativas. E, elas estão se aproximando.

Daria para escrever mais livros só sobre este assunto, mas, você poderá ler meus Livros: “O Que Os Extraterrestres Pensam e Esperam de Nós?”, “De Onde Viemos, O que Somos e Para Onde vamos?”, “O DNA do Espírito E Os Extraterrestres”, além de poder entrar no meu site, onde você e seus amigos poderão encontrar todas as minhas afirmações, em Brasileiro e em Inglês.

Por favor divulgue, muita gente precisa saber disto. Grato.

Abraços.
DYezzi::.

Políticos Eleitos

Votar

Comentário:

A emoção dulçorosa anima meu ser e, contrita, envio ao Senhor uma prece por quem se de mim lembrou, para amenizar-me a velhice, enviando-me esta bela mensagem. Sempre o faço quando os meus belos se lembram da véia Thereza.

Aproveito para pedir, humildemente, aos generosos corações acompanhar-me nas minhas diárias vibrações positivas que envio à Maria e ao Divino Mestre, pelos dirigentes em todos os níveis da gestão pública de nossa nação. Que eles assimilem as intuições do Alto, para bem administrarem a coisa pública. Sei estarem todos assumindo sérias responsabilidades pelas quais se comprometeram antes de reencarnarem.

A Joana do outro lado da vida nos assegura que “o idealista legítimo possui a compreensão de que o êxito do seu empreendimento é conseguido a grande esforço, mediante as demonstrações de sua legitimidade pelo exemplo de equilíbrio de que se faz portador.”

Abraços mil da Thereza.

Resposta:

Querida Yayá Tekinha,

Belíssimo pensamento, belíssimo exemplo deixado pelo médico pernambucano. A melhor definição de Saudade! Aquele Anjo definiu muito bem!

Mas com relação aos nossos governantes e demais dirigentes, penso que deveríamos ter orado e pedido com fervor, antes de tê-los escolhidos desde há mais de 100 anos, de onde eu concluo que o Onipotente Criador — O Núcleo Central Cósmico — criou o livre arbitrio justamente para demonstrar a imparcialidade Dele* em assuntos planetários internos, desta forma, penso eu, juntamente com aqueles que me acompanham de outros orbes, assim como aparentemente Ele* parece não ligar para as monstruosidades cometidas por aqueles que se denominam seres humanos, entre eles, Ele* também, aparentemente, não vai ligar para aqueles que estão sendo consumidos por um CA na garganta ou em outras partes do corpo, pois com certeza, aquilo é fruto de distorções do VERBO ou de Ações desumanas praticadas sobre outrem. (Veja- se o caso dos mais de 70 milhões de mortos na segunda guerra e outro milhões e milhões em outras guerras travadas durante séculos dentro de nosso planeta.)

Óra, se o livre arbítrio existe para se cometer as más ações, ele existe também para colhê-las. Enganam-se aqueles que pensam, que tudo passará desapercebido às LEIS DIVINAS, até os mínimos detalhes escondidos ou camuflados dentro da alma humana, não perceptíveis aos olhos físicos, não passam incólumes sob essa Leis. Portanto, preparem-se aqueles que se desviaram e negligentes se aproveitaram das brechas das leis civis, brechas que eles mesmos deixaram para suas maquinações. Alguém já disse “E o Fogo Virá Do Céu!”, claro, pois essa é a única forma de haver uma punição geral e imparcial. Quando o Mestre-dos-Mestres dizia: “Quem com ferro fere, com ferro será ferido!” eu acrescento: “Quem fere o Espírito, no Espírito será Ferido!” E no meu segundo livro há um capítulo: “O Tempo – A Bactéria do Universo!”, ninguém e nada vence o poder do tempo, seja na Terra ou fora dela!

Abraços,
DYezzi::.

* Aqui, onde a assexualidade de Deus e a sua onipresença e onisciência está em toda parte, fazemos referências à Deus como “Ele”, masculino, somente para acomodações linguísticas.

Curas por entes malígnos?

Curas por entes malígnos?

Pergunta:

Querido amigo e mentor, bom dia.

Talvez tenhas visto o reclame sobre esta reportagem apresentada no último domingo passado no Fantastico. Se houver um tempo e quiser, dar uma olhada e esboçar a sua sábia e embassada análise para compartilhar com seu discipulo carioca serei muitissimo grato. Não consegui entender o que a pessoa central da reportagem é e outros detalhes também. … Não me refiro a nenhum tópico especifico mas a todo o assunto do video, pois tem uma parte de cura com chumaços de algodão que se embebedam dum liquido que parece sangue coagulado e eles atribuírem a entidades intraterrenas, tem as pirâmides que flutuam que eles dizem ser de força telúrica e outros detalhes esotericos-parapsicologicos da reportagem mas que hora me passaram um veracidade também admito que fiquei meio descrente e por isso pedi sua análise de um profundo conhecedor do mundo fisico-espiritual que tu és.

Abraços Fraternais,
Mantuano

Resposta:

Prezado Mantuano,

Sobre comunidades, pode acreditar existe sim. Tomei conhecimento de trabalhos de curas, onde a intermediação era o sangue humano, sangue de animais e rituais incríveis, que não dá para explicar aqui em poucas linhas.

Deve-se levar em conta que, para determinadas entidades o sangue é um dos melhores fluídos corpóreos intermediários entre a doença, a entidade curadora, o sensitivo e a saúde, daí haver um grande mistério e misticismo nesses trabalhos que independem de crenças ou religiosismos, pois as manipulações são metafísicas e metapsiquicas.

Como já declarei, não sou religioso, mas, respeito todas elas, sejam quais forem, todos os credos, todos os cultos sejam positivos ou negativos, pois, há anos venho estudando a todas, para obter conhecimento e me por a par de tudo para poder saber explicar e responder as perguntas.

Todas as religiões e cultos tentam levar. ou ligar, ou ainda, religar o ser humano ao Criador, cada uma a sua maneira e com os recursos que possuem. Portanto, elas fazem parte do contexto socio-religioso da humanidade terrestre desde há milênios. Por conseguinte, a meu ver, todos os sensitivos ou intermediários nesse campo, quer sejam médiuns, pastores, padres, sacerdotes, xamans, bruxos, bruxas, feiticeiros, magos e etc, devem ser louvados, pois são detentores de conhecimentos ocultos e inusitados que, quando bem utilizados podem interceder ou interferir na matéria, ou em suas células, podendo restituí-las curando males e distúrbios, regenerando, reciclando mentes e espíritos, curando enfermidades ou provocando a busca de conhecimentos e expansão mental.

Na antiguidade, esses sensitivos, tenham eles as denominações que tiverem, eram perseguidos pelo Clero causando-lhes os maiores sofrimentos, martírios e mortes das mais terríveis e cruéis, pois eram acusados de praticarem o mal. Mas agora, após passados os anos, a história veio demonstrar que, na maior parte das vezes, eram inocentes curadores que faziam uso de ervas e poções, energéticos e energias que interferiam nas doenças e nos males, indo contra a vontade e o fanatismo clerical ou religioso da nata dos poderosos da época, dominados que eram pela ignorância e o ouro conseguido com a dilapidação de reis e reinados e da maioria da massa crente e ignorante. Mas o tempo, que descrevo num capitulo do meu segundo livro “O DNA Do Espírito E Os Extraterrestres” — no capitulo “O Tempo, A Bactéria Do Universo”, destrói e ao mesmo tempo reconstrói tudo, vem mostrando aos seres humanos que nada é eterno, principalmente a mentira e a ignorância, perdurando a verdade que se acomodará de conformidade com a elevação dos seres humanos.

Aproveitando a chance, vou tentar esclarecer alguns pontos referentes aos sensitivos de uma maneira geral e de todos os tipos e patamares, sobre os quais, algumas religiões mais especificas deveriam explicar mas não explicam, ou por desconhecimento total ou por serem temerárias a uma possivel má interpretação por parte dos neófitos e assim, perderem suas clientelas, as quais, com o advento da modernização dos meios de comunicação, têm acesso mais rapidamente ao conhecimento da verdade. Sabe-se hoje em dia, que muitos desses sensitivos que buscavam os conhecimentos ocultos e os rituais de magia, conseguiam interferir nas doenças, curando os pacientes já desenganados pela medicina e pela religiosidade. Como isso era possivel? Como alguém ligado aos conhecimentos tidos como malignos podiam fazer isso, ultrapassando os conhecimentos médicos e científicos? E isso ocorre hoje em dia em maior numero e grau, pois os meios de divulgação alcançam todos os locais do mundo, com divulgação e o respectivo alastramento atingindo grande quantidade de pessoas de todas classes sociais, pois, enorme também é o volume de doentes e necessitados que além de desenganados pela medicina, não têm acesso aos medicamentos que têm seus custos muito elevados. Desta forma, tem-se noticias de vários tipos de sensitivos (médiuns), fazendo curas extraordinárias, como extração de tumores cerebrais e em outras partes do corpo, abrindo cortes cirúrgicos com apenas uma faca de cozinha, comum, sem a devida aparente assepsia e sem que provoque uma infecção generalizada. Cirurgias oftálmicas, onde é feita a olhos vistos, públicamente, a raspagem do globo ocular, sem qualquer tipo de anestesia e os pacientes colaborando sem resistência, como se tivessem sido já previamente anestesiados ou hipnotizados. Esses sensitivos dizem receber entidades antigas, conhecidas, e que sabemos historicamente, que estiveram envolvidas em processos políticos e religiosos escabrosos, tendo praticado o mal em várias oportunidades. Outras, que confessam terem pertencido a medicina nazista, em cujas oportunidades praticaram as maiores crueldades contra prisioneiros, quando em suas experiências macabras, quebravam os ossos daqueles prisioneiros em várias partes, só para ver se voltavam a colar e qual tipo de dor aqueles infelizes sentiam, e assim, dezenas de outros casos com outras dezenas de entidades similares. Mas como isso pode acontecer, sendo essas entidades antigas semeadoras do mal, da dor, da doença, da desarmonização, do desequilíbrio mental entre os seres humanos, fora o mau uso do poder e etc. etc.?

Aqui vem a minha explicação extra-religiosa. O que as religiões não explicam, por que não sabem é que, Deus — O Núcleo Central Cósmico — formou o Universo a partir do microcosmos e juntamente com ele e dentro dele, formou as Leis que o regem, e sobre as quais todos os seres humanos do Universo estão sujeitos, tenham eles o biotipo e o conhecimento que tiverem. Desta forma, quem no passado praticou desatinos, maldades de todos os tipos, as conhecem profundamente, sabem como elas funcionam, sabem portanto, como interferirem em sua células e moléculas, e bem como em seus DNAs Físicos e Espirituais, assim sendo, nada melhor que elas que conhecem as energias e fluídos derivados dessas mazelas e desses mazelados, auxiliados pelos seus ex-comparsas ou colegas, que hoje vieram como seus médiuns, Ambos, um na parte sensível (vivos) e outro na parte insensível (espiritual), fazem a interligação e a manipulação de todos os fluídos e energias necessárias, auxiliados por dezenas de outros especialistas que se situam ao seu lado no campo espiritual, cada um na sua área especifica, tais como, anestesia, profilaxia, vascular, psicologia, cardiologia, oftalmologia, rinofaringia, ortopedia, oncologia, gastroenterologia, neurologia, neurocirurgia enfim, de todas as especialidades que tinham quando em vida e que poderão ajudar, concorrendo e guiando as mãos do médico principal e chefe, aquele que age diretamente através do médium e pratica diretamente as cirurgias. Como exemplo, simples e rasteiro, eu diria, mal comparando que se numa construção se necessita a intervenção de um pedreiro, usa-se o pedreiro, ou o ajudante que faz a massa, ou o cimento, não se vai pegar um engenheiro. No campo energético-espiritual é a mesma coisa, a diferença que neste, se faz uso do imponderável e quem faz, tem que conhecer a fundo todas as nuances e não pode haver erro nas minúcias. Portanto, concluindo para o momento, a Natureza nos mostra que todos aqueles que no passado foram cruéis ao extremo, se e propuserem reverter toda a maldade que fizeram em bem, podem fazê-lo ainda melhor do que aqueles só fizeram o Bem. Parece uma incongruência do Criador, mas, pensando bem, não é, é isto sim, unir-se o útil ao agradável, sem enaltecer a maldade ou o Mal, mas, dando chances e oportunidades de refazimento e perdão àqueles que se desviaram da senda do Criador. Nunca esquecendo que muitos chamados milagres, são feitos também sobre suas antigas vitimas que neste momento, recebem de volta, seu padrão de saúde. E, muitas vezes , quando o resultado não é positivo, ou seja, quando não ocorre o milagre, é devido a pseuda vitima ou agora paciente, necessitado, guardar dentro de si a mágoa ou o rancor vingativo contra ele não sabe o que, mas aquilo provoca uma reação ou contração em suas moléculas e células que rechaçam toda e qualquer interferência espiritual ou energética. Terá que retornar mais vezes, quantas forem necessárias!

Abraços,
DYezzi::.

Todo o texto acima é de autoria do sensitivo Dr. Domingos Yezzi::. Doutor honoris causa pela Assembleia Legislativa de São Paulo, pela Loja Maçônica Mozart de S.Paulo, pela Loja Maçônica Brasília de S.Paulo e pela Loja do Templários do Rio De Janeiro.

É aconselhável fazer tatuagens?

Is it advisable to get tattoos?

Pergunta:

Sr. Domingos, posso fazer uma pergunta um pouco fora do que o senhor costuma relatar? É que anos atrás ouvi de duas pessoas de que não é aconselhável fazer tatuagens, não importando serem um dragão ou uma flor, que elas no astral vibram negativamente, prejudicando seu portador quando estiver lá. Isso procede?

Obrigada.
Rosa G.

Resposta:

Oi Rosa,

Procede sim! Não é aconselhável se fazer tatuagem de espécie alguma, seja para registrar um amor, uma dedicação, uma dedicatória, um símbolo seja religioso, seja político ou social, pois o físico humano é como se fosse um templo da alma. O que se registra nele, segue com o espírito após a morte. Além do que, fica sendo uma espécie de marca registrada da pessoa, a qual, pode ser encontrada na investigações policiais, e muito mais nas investigações espirituais. Não tenho preconceito com os tatuados e nem contra os tatuadores, ao contrário, fico penalizado ao ver que eles parecem não ter mais suas personalidade, passam a ser mais um dentro dessas colônias irracionais de revoltados contra o mundo e contra todos. A tatuagem, além de colocar em risco as defesas orgânicas, podem ocasionar transmissões de vírus e congeneres. Muito mais perigosos são os tais piercings, furos, brincos, argolas e outras coisas e objetos selvagens e irracionais, indicativos de uma grande fraqueza mental e espiritual dos seus portadores. Portanto, o nosso físico deve ser preservado dessas apropriações indígenas e aborígenes, contrárias ao progresso individual, mental e espiritual. Isso sem levar em conta que as entidades negativas induzem às pessoas fracas a aderirem a esses péssimos costumes, pois vibram na mesma faixa delas. Poderia eu, dissertar muito mais sobre o assunto, mas, penso, que aqui já está bom.

Abraços,
DYezzi::.

[box type=”tick”]Translation: Is it advisable to get tattoos?[/box]

Justiça da Terra e Justiça Divina

Justiça da Terra e Justiça Divina

Comentário:

Despertou-me a atenção a declaração de um dos condenados no julgamento do mensalão, hoje, destacada. em jornal da nossa cidade. — “Ainda que preso, permanecerei lutando para provar minha inocência.” Por que a frase impregnou minha mente de recordações? Sim, atinei que a sentença tinha a ver com algo que li, há muito tempo, sobre a prisão de um honesto homem, na Inglaterra, parece-me, condenado por assassinato. O verdadeiro homicida, prestes a entregar a alma ao Criador, amedrontado, com remorso tardio, fez uma declaração dizendo-se culpado pelo homicídio.

Alguém, crente da justiça de Deus, andou a pesquisar o porquê de um inocente, tenha sofrido as agruras do presídio por tão longos anos. Suas análises prolongaram-se por vários anos, buscando entender tal injustiça. Os sacerdotes de religiões várias, indicavam os mistérios divinos, outros, que se não devia questionar os destinos dos homens…. Certo dia, indicaram um medianeiro que recebia espíritos e psicografava mensagens.

— Senhor, venho buscando uma razão para alguém sofrer uma penalidade, sendo inocente.

— Bem, de mim mesmo, nada posso adiantar. Mas, quem sabe, algum mensageiro não possa nos elucidar sobre a causa? Vamos orar para ver se merecemos receber uma explicação.

Submersos em preces, por dilatados momentos, viram-se seus almejos atendidos. Manifesta-se um ser, através do psicografo e redigi uma mensagem elucidando todo o drama daquele prisioneiro. Em vidas passadas, ele fora, realmente, um homicida, e passara impune pelas leis humanas. A aparente inocência, era um engodo. Em realidade, ele, enquanto ser imortal, era um criminoso. E seus débitos deveriam ser ressarcidos, ou seu espírito jamais encontraria a paz, eternidade a fora.

Em suma, a Justiça Divina nos alcança sempre, sempre. Vivemos na ilusão de que ninguém sabe sobre nossos deslizes morais. Ledo engano. Tudo está registrado nos arcanos divinos — nossos êxitos e nossos males. Simples, assim.

Perdoem-me, mas senti vontade de registrar o que me veio à mente e o fiz.

Abraço fraterno da Thereza.

Resposta:

Prezada Querida Yayá Tekinha,

Adorei seu comentário, uma mulher sempre atualizada e desembaraçada, com opinião própria! Aproveitando a oportunidade e com a sua permissão vou acrescentar alguma coisa, a qual, peço a você que repasse a todos os eus contatos como vou fazer com os meus.

O caso mencionado, vem sendo arrastado há pelo menos sete anos, o que imagino deve ter sido analisado em detalhes pelos juristas do STF, os quais, permitiram todo o tipo de apelação, e mesmo assim os culpados só foram condenados por serem mesmo culpados!

Eu diria, respondendo a pergunta de destinos e de vidas passadas que, “A Bala Perdida Só Atinge Quem a Atirou Antes” (autor DYezzi::.), portanto, não há coincidência e nem injustiça divina, o que há, é aonde de retorno vindo apanhar quem cometeu os mesmos erros ou erros similares, tanto nas vidas passadas quanto nas atuais. Quem foi “preso injustamente e ficou na prisão, com certeza matemática, prendeu ou fez com que alguém também fosse preso injustamente no passado e, mesmo não admitindo, veio colher o que plantou”. Assim, em todos os casos da vida humana aqui na Terra. Eu diria até que quando a natureza pune direta ou indiretamente alguém, algo ele praticou contra ela ou se utilizou dela para prejudicar seu semelhante, que no desespero lançou ao ar seus lamentos, mas não foi ouvido na ocasião, pois, esta é a condição do livre arbítrio e na verdade, sem o perdão, se forma no cosmo, as leis de ação e reação. Então veremos, uma arvore cair sobre alguém, um animal apanhar e devorar alguém ou apenas feri-lo, ou ainda um raio atingir aquela pessoa ou comunidade, enchente, furacões, terremotos, tsunamis, e etc. Em muitos casos, os assassinatos em massa, os latrocínios, as vinganças, as mortes de pseudos inocentes, são manipulados mediunicamente por entidades malévolas que, de cumplicidade com os autores, drogados ou não, vingam-se de seus algozes através de seus antigos comparsas, hoje com sensitivos renegados, criminosos em potencial, que além de cumprirem “uma ordem” mediúnica, torna-se ainda mais criminosos aumentando suas culpabilidades perante o Criador, mas, com toda certeza não escapará do que produziu, quando menos esperar e quando os demais viventes o acharão não merecedores daquele acontecimento, e ainda que Deus é o culpado!

“Quem com ferro fere, com ferro será ferido” — Ele já sabia! Portanto, quem faz guerras, ou aprova as guerras, mesmo que seja apenas por votação, terá guerras. Um avião cai com centenas de pessoas a bordo, só sobrando um, com certeza ele não fazia parte daquela ondem de retorno, ou ele, antes resolveu não tomar aquele avião. Houve um caso, se não me engano, no Rio de Janeiro, que o sujeito não tomou o avião e ele cai matando todos os ocupantes e ele, saindo do aeroporto reclamando por não ter tomado o avião, ao atravessar a rua, morreu atropelado!

Será que sou fatalista? Não. De forma alguma, apenas um estudioso dessas leis e achando que está na hora da verdade, e de se acabar com essas enrolações de seitas e religiões!

Há muito mais detalhes, mas daria um novo livro, vou ficar por aqui, com meus sinceros agradecimentos e pedindo que todos reflitam sobre o enunciado.

Beijos.
DYezzi::.