Vampiros, Lobisomens, ETs …

Lobisomen

Pergunta:

Olá Dr.Yezzi, tudo bem? Eu tenho umas perguntar para fazer:

  1. Seres como Vampiros, Lobisomens, etc…. existem?
  2. Existem só ETs do bem?

Obrigada,
Gustavo

Resposta:

Prezado Gustavo

1)          Esses seres como vampiros, lobisomens, outros como sacis e outros ainda medonhos, acredite se quiser, existem sim. Os vampiros são seres que em vida praticaram muita maldade com relação ao sangue humano, ou seja quando em vida sacrificavam suas vitimas, como crianças, adultos sugando-lhes os sangue para matar seu vicio, que é um vicio, como os das drogas, do álcool, do sexo enfim, vícios que permanecem incrustados no perispírito daquelas pessoas e que seguem com elas após sua morte física, inclusive transformando suas vitimas que passam a ser algoses e tendo os mesmos vícios e só ficam saciados quando se voltam contra aqueles que os fizeram assim, ou contra os membros de suas gerações futuras. Como se diz: É UM KARMA PESADÍSSIMO QUE só termina quando uma força superior interfere a pedido de outras forças harmonizadoras, mas assim mesmo pode levar séculos, para o devido fim. Veja capitulo 45, página 150, do meu primeiro livro: “O Que Os Extraterrestres Pensam e Esperam de Nós“. Normalmente pessoas que tiveram essas atividades quando em vida, permanecem com seus perispíritos colados aos seus físicos ainda semi-mortos e para continuarem com suas “proezas” fazem questão de assim continuarem. Então, à noite, longe da luz do Sol, pois esta tem peso e desintegra todas as ações nefastas, ao contrário da lua, que, com seus raios suaves ajuda e alimenta os fluídos deles e dos lunáticos, aqueles só funcionam quando o impulso do luar se fazem presentes. Saem de seus corpos esqueléticos e seguem a procura ou de encontro com suas vítimas, na calada da noite e vão sugá-las em busca do fluído da vida que é o sangue humano, retornando logo após aos seus esquifes já com suas energias refeitas para assim poderem dar continuidade às suas sinas.

Já os Lobisomens, são os praticantes do fenômeno “licantropia”, ou pessoas que possuam a mediunidade, ou sensibilidade denominada de Mediunidade de Transfiguração, a qual permite que esses infelizes tenham a possibilidade de se transformar à luz da lua em lobos enormes que atacam galinheiros e tudo o que eles possam para manter seu tônus vital. Durante o dia são pessoas “macambuzias” (conheci pessoalmente algumas) que quando encontram estercos ficam como a admirá-los para durante a noite retornarem. Não atacam pessoas, mas metem muito medo e vez por outra são atacadas por elas devido ao pavor que transmitem.

Quanto aos Sacis, que existem sim, são elementais exsudados da Natureza, frutos de uma especie de acasalamento de negros escravos que fugiam de seus algoses para as florestas no “interland” (interior) brasileiro e lá, com suas mágoas, medo e terrores, conseguiam materializar energeticamente esses pequeninos seres de uma perna só, como se fossem um retrato de suas almas sofredoras e ao mesmo tempo vingadoras, dai as lendas transmitirem que quando eles eram avistados, estavam fazendo traquinagens, tais como dar nós nos grandes rabos de cavalos. Presenciei esses fatos também, em sitio de meu tios, pois à noite os cavalos corriam de um lado para outro sem qualquer motivo e os havíamos deixado com suas caudas lindas parecendo um longo cabelo de mulher, e pela manhã os íamos encontrar com suas caudas trançadas. É coisa “do arco da velha” como diziam os antigos, mas são verdadeiras, posso afirmar.

Assim são os Gnomos, os e outros Elementais, que são exsudações da Terra, grutas, águas, rios e florestas, do ar, da noite e do dia. Há milhares ou milhões de Elementais, cada um responsáveis por seus elementos. Há também aquele fenômeno “mãe-de ouro” que só saem à noite e são exsudados, brotados, dos locais onde há ouro. Posso garantir que também presenciei a presença deles, saindo do Pico do Jaraguá e indo pelo Céu até o Pico do Vuturuna (ex-propriedade do meu avô, por parte mãe, que não o registrou em cartório e um industrial se apoderou dele). Fica entre Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus, interior de São Paulo.

E assim, há vários fenômenos no mundo (muitos dos quais, alguns dos grandes compositores retrataram em suas músicas sinfônicas), e como dizia Shakespeare: “Há muito mais mistérios entre o céu e a terra, do que possa pensar nossa vã filosofia”.

Penso que estas respostas poderão clarear um pouco suas dúvidas. Elas são originais minhas, frutos de minha vivência e experiência, que talvez não sejam encontradas nos livros, mesmo espiritas!

2)          Sobre os ETs, sim a maior parte são do Bem, mas, assim como na Terra existem os patricinhos e patricinhas, há alguns um tato molecões no espaço, e esses por vezes escapam ao controle de seus superiores e fazem alguma gracinha, tais como; abduções, transportar uma pessoa de um lugar para outro, fora de seu continente dentro de seu próprio carro, e muitas outras coisas, mas não fazem mal.

Abraços,
DYezzi

Anúncios